"Mas agradeçamos a Deus, que nos dá a vitória por meio do nosso Senhor Jesus Cristo. I Co 15.57"

A PORTA AINDA ESTÁ ABERTA

As portas ainda estão abertas. Em que situações poderíamos usar esta frase? Diante de um convite à reconciliação? Oportunidade de emprego? Volta para casa? Corrida ao supermercado, banco, farmácia? Quando voltas para a tua congregação depois de tempo afastado ou indiferente, e as portas ainda estão abertas.
Que portas estão abertas e que portas estão fechadas diante de nós?
Num certo dia Jesus estava indo por cidades e aldeias, ensinando, caminhando rumo à Jerusalém, onde seria crucificado. Surge alguém e lhe pergunta: São poucos os que serão salvos?
Jesus, sem responder a pergunta, muda o sentido da curiosidade para apontar para a convicção pessoal de cada um. Jesus diz: “Esforçai-vos por entrar pela porta estreita, pois eu vos digo que muitos procurarão entrar e não poderão.”Lc 13 24
“Esforçai-vos” para entrar pela porta estreita. No original grego, o termo é passivo. A tradução poderia ser: “Que vocês sejam levados a ser esforçar.” Uma condição que podemos ter a partir de uma ação em nós. Nas palavras de Isaías: “Buscai o Senhor enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto.” Is 55. 6.
“Esforçai-vos.” Esta é a admoestação de Cristo. Vivam uma vida entregue e confiada ao Senhor. Sigam os passos da graça. Lutem contra o pecado. Despojem-se da velha natureza e vistam-se da nova natureza – sempre de novo. Cl 3.9,10 O apostolo João na 1ª epístola diz: “Filhinhos, guardai-vos dos ídolos” [da religiosidade inventada pela razão humana, das falsas portas anunciadas como meio de entrar no reino de Deus. Largas portas, porém falsas]. 1 Jo 5.21
Jesus diz: “Quando o dono da casa se tiver levantado e fechado a porta, e vós, do lado de fora começardes a bater, dizendo: Senhor, abre-nos a porta, ele vos responderá: Não sei donde sois.”Lc13.25 O desconhecimento é por não ser filho. Os que chegam com religiosidade exterior, com a sua suposta obediência, sua conduta meritória, recebem o veredito: “Não conheço vocês!”
“O testemunho verdadeiro é este: que Deus nos deu a vida eterna, e esta vida está no seu Filho [Jesus]. Aquele que tem o Filho[crê na sua obra salvadora na cruz] tem a vida (entra pela porta); aquele que não tem o Filho de Deus não tem a vida (fica do lado de fora).” 1 Jo 5.11,12 É um chegar sob a graça e compaixão revelada em Cristo.
Quando está fechada a porta...! Quantas portas nós fechamos? Quanto resistimos em abrir a porta estendendo o perdão à outra pessoa na congregação, na família, no trabalho... Quanto fechamos as portas diante das necessidades do próximo? Quantas vezes nos omitimos em nos envolver para que as portas da igreja cristã continuem abertas?
Porém Deus, em sua misericórdia, ainda mantém a porta aberta. A porta ainda está aberta. Vinde, entrai pela porta estreita do arrependimento e perdão. Pela porta da cruz de Cristo. Pela porta do amor reconciliador de Deus revelado em Jesus.
Hoje é o tempo da oportunidade. O tempo da graça. Hoje é o dia da salvação. Uma vez fechada a porta, fechada está.
“Muitos virão o Oriente e do Ocidente, do Norte e do Sul e tomarão lugares à mesa no reino de Deus.” Lc 13.29 Só não tomará lugar aquele que ignorar a porta estreita: – somente a fé, a graça, a Bíblia, a cruz de Cristo. Jesus é o único salvador. Ele diz: “Eu sou a porta.”Jo 10.7; Ap 3.8 E Jesus prometeu: “Batei, e abrir-se-vos-á”. Mt 7.7
Amados. A porta ainda está aberta. Deus, em sua misericórdia, ainda mantém a porta aberta. Temos a sua Palavra soando aos nossos ouvidos e sendo administrados o Batismo e a Santa Ceia. Venham! Entrem! Sentem à mesa do Senhor.
Pastor Jonas Naor Glienke

2º Dia da Música

O instrumento musical precisa estar ligado à fonte. O teclado, por exemplo, sem estar ligado à energia, nada produz. Permanece um toque vazio, sem som, sem serventia. Mas ligado à energia, a arte do tecladista aparece. A arte é diferente da artificialidade da memória do instrumento, que o pode fazer tocar sozinho. Nós precisamos analisar a nossa vida. Não adianta querer tocar agora, e só nos ligar à fonte depois. Precisamos estar ligados. Não basta a artificialidade da máquina, ou a tradição e cultura religiosa. Precisamos mais. Agora é hora. De distinguirmos a palha do trigo. Distinguir quem fala em nome de Deus. De reconhecermos os sinais. Não do tempo, mas da obra de Cristo, presente na Palavra e nos Sacramentos. De vivermos perseverantes na fé. Na fé em Cristo, conforme destacado nos exemplos dos textos do Evangelho. Instrumentos musicais nos fazem pensar em música. Música significa salmos, louvor. Louvor pressupõe fonte, motivos e razões. Distinguindo a palha do trigo, reconhecendo o sinais, e vivendo perseverantes na fé, estamos ligados a Cristo. E o louvor brota naturalmente em nossa vida. Para nós,por isso, todo o dia é dia de música, melhor, de louvor, “ao único que é digno”.   P. Erni
No dia 15 de agosto aconteceu o 2º Dia da Música, iniciando às 08:30 h com Culto.


Após o Culto foram realizadas oficinas de teclado, violão, baixo e bateria....

... mas também teve a oficina da cozinha, pois naquele domingo todos queriam almoçar juntos.

Na parte da tarde...

... o resultado foi a formação de um coral com todos - alunos, familiares e amigos - onde foram ensaiados duas musicas para serem apresentadas no culto do sábado seguinte, 21/08. 





E o louvor brota naturalmente em nossa vida. Para nós, por isso, todo o dia é dia de música, melhor, de louvor, “ao único que é digno”. Amém.

Tarde de Talentos

O que acontece na tarde de talentos do Departamento de Servas???
Na última tarde de talentos as senhoras se reuniram para aprenderem a fazer alfajor. E a professora desta tarde saborosa foi a Dona Hedi Martin. E vem mais receitas saborosas, tanto de comidas, de trabalhos manuais e outras tantas.


 Fotos: http://picasaweb.google.com/celcrcanela/TardeDeTalentos#

Culto Dia dos Pais

[Este foi o tema do culto]

SER PAI É PROCURAR SER AMIGO E ESPELHO PARA SEU FILHO.
-É ter no coração a alegria de ser pai!
-É ser feliz pelo simples privilégio de ter um ou mais filhos e conviver com eles.
-E brincar com o filho.
-É chorar quando o filho chora,
-É sorri quando o filho ri,
-É sofrer quando o filho sofre.
-É acordar bem cedinho para ganhar o pão de cada dia.
Como são felizes os filhos que tem um pai honesto e direito. PV 20.7
Os filhos que o homem tem na sua mocidade são como flechas nas mãos de um soldado. Sl 127.4
SER PAI É ENSINAR SEU FILHO A FALAR COM O PAI CELESTE!
- É andar no caminho do Senhor,
-E guiar seu filho nesse caminho.
-Ser pai é tornar-se como uma criança
- Ensinar bons valores,
-É torna-se adolescente para com ele dialogar.
-Ser pai é incentivar
-E também aconselhar.
- É deixar a maior herança: que Cristo morreu na cruz pelos nossos pecados e ressuscitou conquistando para nós a salvação.
Guardem sempre no coração as leis que eu lhes estou dando hoje e não deixem de ensiná-las aos seus filhos. Dt 6.6-7
Pais, não tratem os seus filhos de um jeito que faça com que eles fiquem irritados. Pelo contrário, vocês devem criá-los com a disciplina e os ensinamentos cristãos. Ef 6.4
SER PAI É ACOMPANHAR OS PASSOS DO SEU FILHO.
- É participar com o filho
-De derrotas e vitórias!
-Ser pai...
-Que frase pequena...
-Mas tanta responsabilidade!!
Pai,
Eduque a criança no caminho em que deve andar, e até o fim da vida não se desviará dele. Pv 22.6
Os filhos são um presente do Senhor, são uma verdadeira benção. Sl 127.3
Como um pai se compadece de seus filhos, assim o Senhor se compadece dos que o temem. Pois ele conhece a nossa estrutura, e sabe que somos pó. Sl 103.13-14

Festa Julina

No dia 24 de julho o DEC (Departamento de Educação Cristã) promoveu a Festa Julila, com vários doces, salgados, quentão, pescaria, brincadeiras e conversa animada.

A HORA É AGORA!

Não deixe para amanhã o que podes fazer hoje.
Tem muitas coisas que não dá para adiar. Em termos de negócios, perder a hora pode significar perder a oportunidade. Em termos de conhecimento, a falta do mesmo pode significar atitudes de ignorância. No AT Deus diz que o seu povo estava sendo destruído por falta de conhecimento.
Se outras questões não dá para protelar, a vida cristã tanto menos. O batismo não dá para deixar para um segundo plano. Nem a Palavra de Deus, nem a Santa Ceia.
A HORA É AGORA DE DISTINGUIRMOS A PALHA DO TRIGO.
Poderíamos dizer: quanto a isto não há dúvida. Quando Deus, através do Profeta Jeremias, usa este exemplo, ele está falando de conceitos, de verdades. E com isso ele diz que há profetas falsos, e profetas. Há palha e trigo. O que diz ele? “Assim diz o SENHOR dos Exércitos: Não deis ouvidos às palavras dos profetas que entre vós profetizam e vos enchem de vãs esperanças; falam as visões do seu coração, não o que vem da boca do SENHOR......Que tem a palha com o trigo? —diz o SENHOR.” Jeremias 23
Deus chama a atenção de seu povo, que aparentemente não reconhece os falsos profetas que anunciam seus pensamentos e sonhos e semeiam falsas esperanças. A profecia precisa brotar do Senhor. A hora é agora de distinguirmos a palha do trigo.
A HORA É AGORA DE RECONHECERMOS OS SINAIS.
Jesus destaca alguns sinais que o povo de seus dias conhecia. Sinais que nós também conhecemos. Relata-nos o texto do Evangelho: “Quando vedes aparecer uma nuvem no poente, logo dizeis que vem chuva, e assim acontece; e, quando vedes soprar o vento sul, dizeis que haverá calor, e assim acontece.” Lucas 12
Jesus lembra que as pessoas, e seu próprio povo, dão atenção e interpretam tais sinais. Com isso, no entanto, ele lamenta que o seu povo não consegue interpretar outros sinais. “ Hipócritas, sabeis interpretar o aspecto da terra e do céu e, entretanto, não sabeis discernir esta época?” Jesus está falando daquilo que lhe esperava, sua paixão e morte.
Hoje muitos não o reconhecem. Os grandes sinais de sua presença são a palavra e os sacramentos – batismo e santa ceia. Mas estes não agradam. Bem mais aceitos são os profetas que glorificam o próprio ser humano, Agora é hora de reconhecermos os sinais.
A HORA É AGORA DE VIVERMOS PERSEVERANTES NA FÉ.
O autor da carta aos Hebreus faz uma relação de pessoas de fé, e claramente destaca suas atitudes de fé. Cita Abraão, Isaque, Jacó, José, Moisés, Raabe, etc. Os exemplos por si só nos desafiam: “Portanto, também nós, visto que temos a rodear-nos tão grande nuvem de testemunhas, desembaraçando-nos de todo peso e do pecado que tenazmente nos assedia, corramos, com perseverança, a carreira que nos está proposta, olhando firmemente para o Autor e Consumador da fé, Jesus.” Hebreus 12
O texto desafia a olharmos os exemplos de fé, e sermos perseverantes na fé verdadeira. Agora é hora de vivermos perseverantes na fé. O que fizeram os personagens citados? Expressaram toda a sua confiança no Senhor. Com os seus exemplos falam ao nosso coração e nos motivam igualmente a confiar.
O autor biblico nos fala em olhar firmemente para o Autor e Consumador da Fé, ou seja, para aquele que nos dá a Fé, que a preserva e que é a razão da mesma. Distinguindo a palha do trigo, reconhecendo o sinais, e vivendo perseverantes na fé, estamos ligados a Cristo. E assim vivemos na fé verdadeira.
Pastor Erni Krebs

Reconstrução

Canela viveu, no último mês de julho, alguns segundos de devastação. Foi o tempo necessário para um tornado deixar no chão casas, árvores e tudo que estava pela frente. Enquanto alguns bairros da cidade estavam sendo devastados, outros nem sequer sentiam ou imaginavam qualquer coisa. Entretanto, apesar de grandes estragos materiais, ninguém perdeu a vida e os feridos foram sem gravidade. As marcas não só ficaram na população humilde, mas sem distinção, o estrago atingiu também os mais abastados.
Houve, no entanto, e isto merece ser lembrado, um outro tornado ou poder, imediatamente em ação: a mobilização popular de reconstrução. Desde o momento do tornado, uma quarta-feira, por volta de 20h45m, centenas ou milhares de pessoas variam a área atingida, para prestar auxilio e solidariedade às pessoas atingidas. Foram ainda dois dias de tempo fechado, chuva e cerração, mas nem isso impediu que os bairros atingidos se tornassem verdadeiros canteiros de obras. Particulares, parentes, amigos e poder público, todos unidos buscavam amenizar os prejuízos, através de uma imediata reconstrução. As ruas eram desobstruídas de todos os modos possíveis. Entulhos e mais entulhos aos poucos foram removidos. Cada família teve sua história bem particular para contar. As pessoas reconheciam a necessidade de dar graças a Deus pela preservação da vida.
Mais de 50 famílias da nossa congregação foram diretamente atingidas. Alguns membros , com generosidade, fizeram ofertas especiais para auxiliar os atingidos. A congregação se fez presente. Os pastores visitaram, na própria noite e no dia seguinte as famílias mais atingidas. Mais de R$ 10.000,00 foram repassados às famílias mais atingidas para atender os seus gastos mais imediatos. A maioria do nosso pessoal já está com suas casas reconstruídas. Alguns ainda não concluíram a reconstrução.
Os auxílios recolhidos a nível local, pelo poder público, excederam a expectativa. Hoje ainda há muitas roupas, colchões e mesmo alimentos a serem repartidos. Igualmente remessas de outros lugares se somam à ajuda local. Nosso departamento de servas também participou da triagem dos auxílios recebidos. E a cidade aos poucos volta à normalidade.
Um impacto muito forte para muitas famílias foi o susto de ver de uma hora para outra tudo voar pelos ares. Somos gratos ao presidente da nossa IELB pela divulgação feita, aos colegas pastores que ligaram para expressar seu apoio, as congregações pelas suas orações. Somos especialmente gratos a Deus que nos faz construir, e permite reconstruir. Assim como ele já reconstruiu a nossa vida, em Cristo.
Pastor Erni Krebs

Veja algumas fotos dos estragos e de famílias atingidas, que foram visitadas e auxiliadas ou não, de acordo com as condições e estragos causados.  

ESCOLHER

“A vida é feita de escolhas.” Este axioma é conhecido de todos nós. Na verdade, sentido na própria pele.
Quando observarmos o nosso dia de hoje, percebemos que em grande parte estamos vivendo situações a partir de escolhas que fizemos.
Estamos mais uma vez às portas de uma eleição. Nossos governantes serão eleitos. Campanhas são feitas para nos advertir de que precisamos escolher bem. Sim, os que forem selecionados influenciarão o nosso viver a partir das escolhas que fizerem. São eles que determinam se teremos creches, escolas (educação), hospitais, oportunidade de emprego, e assim por diante.
No último dia 08, em São Paulo, um homem escolheu atirar contra as pessoas de uma mesma família após o esbarrão no trânsito que quebrou o espelho retrovisor de seu carro. A família implorava, mesmo assim o tecelão Ailton Fernandes dos Santos, de 45 anos, foi morto a tiros.
A vida é feita por escolhas, nossas e dos outros. Escolha de profissão, lazer, relacionamentos com os familiares, amigos, colegas e sociedade. Escolhas que podem ser acertadas, equivocadas e às vezes trágicas.
E quando olhamos para o campo espiritual, para o nosso relacionamento com o divino, qual a nossa escolha? Cada um segue a sua verdade, sua ideia de religião. Faz sua escolha. Há até mesmo aquele que diz que o divino não faz parte do seu viver, elegendo-se a si mesmo como o super-poderoso, independente e auto-suficiente.
Mas, em geral, vejo as pessoas escolherem doutrinas e divindades que se sujeitam a uma boa barganha. Divindades ‘balconistas’ que lhes estendem galardões de acordo com méritos, carmas, obras que tenham a oferecer em troca. E esta permuta com o divino pode se resolver com uma passagem pela terra ou sucessivas reencarnações, dependendo da escolha de fé que você fizer.
E neste ponto do pensamento, escolho abrir a Bíblia, e ouvir a voz do Salvador e Senhor Jesus. Ele nos diz: “Não fostes vós que me escolhestes a mim; pelo contrário, eu vos escolhi a vós outros e vos designei para que vades e deis fruto, e vosso fruto permaneça.” João 15.16
Amigo, a acertada escolha, aquela que não falha, não está em nós. Está no Deus que é amor. No Deus que nos elege para a salvação. Não por qualificação em nós, mas por amor, por graça, por misericórdia, por compaixão. Uma escolha que nos dá uma nova vida de novas escolhas.
Em Cristo Jesus, Deus nos escolhe a todos para a salvação. A todos nós que fizemos escolhas equivocadas, atando pesados fardos sobre nossas costas, Jesus convida: “Vinde a mim, todos os que estais cansados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei.” É o convite da graça, do amor incondicional.
Assim, prevalece o propósito de Deus quanto à eleição – não por obras, mas por aquele que chama, aceitos pela fé na escolha amorosa de Deus revelada na obra de Cristo Jesus, como nosso SUBSTITUTO na cruz. Romanos 9.11; Romanos 5.1
Este escolher de Deus para conosco, nos faz sempre repensar as escolhas que fazemos no sentido horizontal, no relacionamento com o próximo, quando facilmente esbarramos uns nos outros.
Neste sentido, o apostolo Paulo escreve: “Revesti-vos, pois, como eleitos de Deus, santos e amados [pela fé em Cristo] de ternos afetos de misericórdia, de bondade, de humildade, de mansidão, de longanimidade.” Colossenses 3.12
“A vida é feita por escolhas.” A VIDA com Deus resulta da escolha misericordiosa de Deus, em Cristo. Sem permuta!
Que maravilha! Já não preciso mais dar os passos nesta vida com o fardo da barganha sobre as costas. Vivendo sob a escolha de Deus, em Cristo, pela fé, posso andar aliviado, consolado, regenerado e verdadeiramente livre para escolher servir com ações de graças. Amém.
Pastor Jonas

RACIONALIDADE E FÉ

A Rede Globo, numa de suas propagandas do canal Futura, lança uma série de questionamentos, como: Se...a ciência e a religião fizessem as pazes...! Destaca assim que ciência e religião são antagônicas. É claro, que nesta questão é preciso saber o que se tem em mente. Que religião? Que ciência?
Nós sabemos que o campo de atuação da religião é bem diferente da ciência. Não é a religião que determina os conceitos da ciência, como também não é a ciência que estabelece os conceitos da religião. A religião nos liga a Deus, e esta é ação de Deus. A ciência serve à humanidade como ferramenta para seu bem-estar. Mas, nem para todos, estas verdades são claras.
Até onde a racionalidade interfere na religião? Até onde a religião interfere na racionalidade?
Um dos pontos conflitantes se refere à criação do mundo. A visão religiosa está na Bíblia: “No principio criou Deus os céus e a terra”. É a primeira palavra de Gênesis. Quem crê em Deus, não tem dúvida a respeito. E sabe que Deus criou tudo com a Palavra do seu poder. Mas, tal conceito não é aceitável à razão humana, perversa e descrente. E por isso, a “ciência” contrapõe uma teoria - a teoria da evolução. Teoria é idéia teórica. Interessante, é que nesta teoria se baseiam fundamentos filosóficos de “religiões” que estão muito presentes em nosso meio. A confusão é mais profunda do que se poderia imaginar.
Deixemos Deus falar, conforme a Primeira Epístola de Paulo aos Coríntios: “Certamente, a palavra da cruz é loucura para os que se perdem, mas para nós, que somos salvos, poder de Deus. Pois está escrito: Destruirei a sabedoria dos sábios, e aniquilarei a inteligência dos entendidos(Isaias 29.14). Onde está o sábio? Onde o escriba? Onde o inquiridor deste século? Porventura não tornou Deus louca a sabedoria do mundo? Visto, como, na sabedoria de Deus, o mundo não o conheceu por sua própria sabedoria, aprouve a Deus salvar aos que crêem, pela loucura da pregação. Porque tanto os judeus pedem sinais, como os gregos buscam sabedoria; mas, nós pregamos a Cristo crucificado, escândalo para os judeus, loucura para os gentios; mas, para os que foram chamados, tanto judeus como gregos, pregamos a Cristo, poder de Deus e sabedoria de Deus. Porque a loucura de Deus é mais sábia do que os homens; e a fraqueza de Deus é mais forte do que os homens” (1 Coríntios 1. 18-25)
Cabe pensar com muita profundidade nestas palavras. E quando julgamos a religião com base em teorias científicas, precisamos perguntar por aquele que tudo criou, inclusive o ser humano racional, e a ciência com objetivos de bem-estar para a humanidade.
Confiemos em Deus e no que ele nos diz. Isto é fé. E usemos a nossa razão para o progresso da ciência, mas não sem considerar os valores da fé. Até mesmo, porque só assim seremos coerentes. Mais do que isto: porque muita “ciência” não é ciência.
Pastor Erni Krebs