"Mas agradeçamos a Deus, que nos dá a vitória por meio do nosso Senhor Jesus Cristo. I Co 15.57"

PASSAGEM DE ANO

    Pode parecer estranho para muitos, mas estamos na Semana da Passagem de Ano. Neste domingo está iniciando o novo ano da Igreja, marcado pelo primeiro domingo de Advento. É o ano da Igreja.
    Destacamos em nossa reflexão o texto de Malaquias 3. 16,17. Como um dos últimos profetas do AT, ele tem uma palavra especial para o povo de Deus do AT, e também para nós hoje, quando lembramos o tempo que passa e que marca o inicio de um Novo Ano. Fixemos nossa atenção no texto:
“Então, os que temiam ao SENHOR falavam uns aos outros; o SENHOR atentava e ouvia; havia um memorial escrito diante dele para os que temem ao SENHOR e para os que se lembram do seu nome.
     Eles serão para mim particular tesouro, naquele dia que prepararei, diz o SENHOR dos Exércitos; poupá-los-ei como um homem poupa a seu filho que o serve.
     O pano de fundo do texto bíblico nos confronta com a história do povo de Deus, Israel do AT. Apresenta duas realidades bem diferentes. De um lado estão aqueles que reclamam do Senhor, falam mal dele. De outro lado estão os que temem ao Senhor.
     Nada diferente da realidade de nossos dias. Ou seria diferente?
     O povo reclama que não vale à pena ser fiel a Deus. Até parece que os infiéis se dão melhor do que os fiéis.
     Aparentemente uma posição presente hoje, e entre nós. E não só em termos políticos e sociais. Também na vida religiosa. Os que falam e pregam o que pensam e o que o povo quer ouvir, normalmente são melhor sucedidos.
     A nossa visão, no entanto, pode ser diferente, se olharmos para as verdades da Palavra de Deus. E aí veremos não só um Deus que é verdadeiro, mas também um Deus que ama o seu povo de tal maneira que o salva no sacrifício de seu Filho, Jesus Cristo, nosso Salvador. Um Deus que congrega e pastoreia a sua Igreja.
     A realidade deste Deus, você e eu, ninguém, pode contestar. O ano que chega ao final nos atesta a ação e intervenção deste Deus por nós e para nós. E suas promessas, como sua histórica atuação por nós, nos motivam à confiança, confiança plena e encorajadora.
     No texto bíblico, transcrito acima, temos a expressão do grande amor de Deus pelo seu povo. Há uma mensagem para o povo que teme ao Senhor. Aqui fala de um memorial. Impossível de ser ignorado.
Muitas vezes, dominados pelos problemas, sentindo-nos pequenos frente as dificuldades, impotentes perante os desafios, nós cansamos, nos decepcionamos e deixamos de confiar. E assim, olhando para trás, fixamos nosso olhar nas dificuldades, e então pisamos em frente incertos e incrédulos quanto ao que nos espera.
     O texto quer eliminar da nossa vida esta forma “incrédula” de ver e agir. “Eles serão para mim particular tesouro”, diz Deus. Você e eu estamos incluídos nesta palavra. Apesar das falhas que desqualificam a cada um de nós, Deus em Cristo Jesus nos vê como um tesouro, conquistado a preço de sangue, e agora particular, preparado e reservado para aquele Dia.
     Paulo diz aos colossenses que Deus nos libertou do império das trevas e nos transportou para o reino do Filho do seu amor. Já fazemos parte do seu reino, Ele já nos fez seu tesouro particular, e assim seguros, pé a pé, entramos no novo ano, clamando felizes a toda voz: Vem Senhor Jesus! O que é o tema do tempo de Advento.
     É disso que os que temiam ao Senhor, falavam uns aos outros.
     É isso que você e eu precisamos lembrar a cada novo dia. Certamente teremos um Feliz Ano Novo. Ano de espera pelo Senhor. Bem diferente daqueles que não confiam, por serem cegos ao amor de Deus.
Pastor Erni Krebs

FIM DA LINHA

     Quando dizemos que um empreendimento, um relacionamento, ou determinada situação da vida chegou ao ‘fim da linha’, podemos estar dizendo que tudo acabou. Agora, quando nos referimos a
um atleta que chegou ‘ao fim da linha’, podemos estar falando de alguém que recebeu o prêmio da vitória.
     E o que representa, para você, o‘fim da linha’ de mais um dia, mês, ano, da sua vida aqui neste mundo?
O fim do ano se aproxima. É o ‘fim da linha’ de 2010. Já começamos a fazer o balanço do ano que passou, projetando, com esperança, 2011. Porém, antes mesmo que seja de nossa vontade chega o ‘fim da linha’ de nossa vida aqui. E o que isto significa para nós? Que tudo acabou, ou que o prêmio da vitória poderá ser desfrutado em plenitude?!
     A corrida do menino nascido em Belém, Jesus, foi longa. Humanamente falando, quando estava pendurado no alto da cruz, parecia ter chegado ao ‘fim da linha’, tipificando derrota total. Mas ali, apenas parecia ser o ‘fim da linha’. Ao terceiro dia ressuscitou, selando a vitória sobre a morte, o pecado e o diabo. No ‘fim da linha’ de Jesus Cristo, a vitória é total.
     O apostolo João escreve: “Porque todo o que é nascido de Deus vence o mundo; e esta é a vitória que vence o mundo: a nossa fé [na corrida de Cristo Jesus por nós]. 1 João5.4
A celebração do Natal está ai. Os belos enfeites nos encantam. O Papai Noel já desceu, em nossa cidade, no dia quatorze de novembro. Me parece que, às vezes, o ‘fim da linha’ do nosso Natal seja a venda, o lucro, muita festa.
      Mas o ‘fim da linha’ da festa do Natal de Jesus, de cada um dos enfeites, de cada presente, de cada confraternização está expressa nestas palavras de Paulo: “Não que eu o tenha já recebido ou tenha já obtido a perfeição; mas prossigo para conquistar aquilo para o que também fui conquistado por Cristo Jesus... mas uma coisa faço: esquecendo-me das coisas que para trás ficam e avançando para as que diante de mim estão, prossigo para o alvo, para o prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus.” Filipenses 3.12-14
     Que eu e você possamos dizer com o apóstolo Paulo: “Graças a Deus, que nos dá a vitória por intermédio de nosso Senhor Jesus Cristo.” 1 Coríntios 15.57
     Que ‘fim da linha’ cheio de esperança, paz, felicidade e VIDA. “Jesus nos deu vida, estando nós mortos em nossos delitos e pecados. Efésios 2.1
Pastor Jonas

CONGRESSO ESPORTIVO DE JOVENS DH




Aconteceu em Parobé, nos dias 13 e 14 de novembro, mais um Congresso Esportivo de Jovens. As modalidades foram: Ping-pong masc. e fem.; vôlei masc. e fem.; Knips masc. e fem; e futebol de salão masc. e fem.. O grupo de jovens da CELCR conquistou o 3º lugar no ping-pong masculino, e 3º lugar no vôlei masculino. No futebol quase passamos para a fase semi-final. Quase! Ah se não fosse o 'quase'... 
E olha o destaque:  O jovem Vinícios Krebs ganhou de melhor jogador de vôlei da competição.

ACAMPADENTRO DA JULUCA






     Nos dias 30 e 31 de outubro a JULUCA teve mais um "Acampadentro". Cada um trouxe seu colchão, travesseiro e coberta. Nos hospedamos no lar da nossa congregação. Teve momento de brincadeiras, caça ao tesouro, jogos, hora de repor as energias, devoção, oração, canto [também teve hora do pastor pedir pela 35ª vez que os jovens dormissem, parando com a bagunça. Podem acreditar! Às 2:30h todos estavam ferrados no sono, dormindo como anjinhos {só quando dormem...!!}]. 
     Bacana foi que os jovens participaram do Culto especial pelo dia da reforma luterana, que foi no dia 31, às 8:30h. Foi legal. Que possamos repetir a dose em breve.

Culto Pelo Dia da Reforma Luterana

    O "Culto Especial Pelo Dia Da Reforma Luterana", foi no dia 31 de outubro, às 8:30h. Um momento especial de celebração, gratidão e adoração ao Pai Celestial. Na mensagem do culto, proferida pelo pastor Erni, relembramos e reafirmamos os pilares da Igreja Cristã: Somente a Escritura; Somente a Graça; Somente a Fé.
     
         Na parte inicial tivemos um breve resumo da história da Reforma, em forma de filme, preparada pelo pastor estagiário, Alexsandro Martin Machado.
      Também o coro misto e um grupo musical abrilhantaram o culto, conduzindo o canto.

REFORMA LUTERANA! Dissidência da Igreja Cristã?

Uma questão importante a considerar é o significado de”reforma” em termos bíblicos.
Um relato que chama a atenção é a história relatada no Livro de 2 Reis, a partir do capitulo 21. O Rei de Judá era Josias. Hilquias era o sumo-sacerdote. Hilquias encontrou, em meio a entulhos, o Livro da Lei. Josias ordenou que o livro fosse lido perante todo o povo. Mais do que isto, que a prática de culto e adoração fosse adaptada ao que dizia o Livro da Lei, e fez uma aliança com Deus com base nas Palavras da Lei. A vida religiosa do povo de Judá experimentou assim uma grande Reforma.
A história da Igreja Cristã, que tem os seus primeiros passos relatados no Livro bíblico de Atos, é a exemplo da história de Judá, uma história de fidelidade à Palavra de Deus e de momentos de esquecimento da mesma. A Reforma Luterana foi um destes momentos de redescoberta e volta à Palavra de Deus, com o objetivo de readaptar a vida e o culto da Igreja ao que diz a Palavra de Deus.
Muitas vezes se pensa na “Reforma Luterana” como uma dissidência. E não foi. Alguns séculos antes da Reforma aconteceu um cisma. De 1378 a 1409, sediados em Roma e Avignon, os papas Urbano VI e Clemente VII dividiram o Papado. Antes disso já ocorrera a divisão entre a Igreja Romana e a Oriental.
A Reforma Luterana não veio como dissidência. Antes teve o objetivo de ser reforma, ou, a exemplo do povo de Deus no AT, uma volta às verdades da Palavra de Deus, única norma de fé e vida da Igreja. É claro que este propósito não foi assim reconhecido, nem visto com bons olhos, o que levou à excomunhão do monge Martinho Lutero em 1521. Mesmo assim, com ele ecoou para dentro da Igreja e para o mundo de então e de hoje a máxima “Sola Scriptura”, ou seja, somente a Escritura (Bíblia Sagrada) é verdade da fé e da vida cristã.
O Profeta Isaias, inspirado por Deus, comparava a vida humana à erva, e dizia: “Seca-se a erva, e cai a sua flor, mas a palavra de nosso Deus permanece eternamente”(Isaias 40.8). Jesus disse aos seus discípulos: “Se vós permanecerdes na minha palavra, sois verdadeiramente meus discípulos; e conhecereis a verdade e a verdade vos libertará”(João 8. 31,32).
A volta à verdade da Palavra de Deus. Esta foi a razão do movimento da Reforma Luterana dentro da Igreja Cristã, e este continua a ser o grande legado da mesma para toda a humanidade
Congregação Evangélica Luterana Cristo Redentor. Rua Martinho Lutero, 64.
Pastor Erni Krebs