"Mas agradeçamos a Deus, que nos dá a vitória por meio do nosso Senhor Jesus Cristo. I Co 15.57"

A voz do Natal


Qual a tradução da expressão “Feliz Natal!”, que soa tantas vezes de nossa boca neste tempo de festa?
Amigo. Convido você a silenciar e a crer diante da voz do Natal real. Uma voz que soa através dos mensageiros enviados, dos personagens do primeiro Natal, e, especialmente, da boca do Emanuel - Deus conosco – Jesus, a ‘voz’  que veio habitar entre nós. João 1
A voz misericordiosa de Deus soa através da história da humanidade, chamando o perdido de volta a sua presença. Já no momento da queda em pecado, Deus promete um Salvador. Gn 3.15
A voz misericordiosa de Deus soa, 700 a.C., através da boca dos profetas do AT. O profeta Isaias escreve: “Portanto, o Senhor mesmo vos dará um sinal: eis que a virgem conceberá e dará a luz um filho e lhe chamará Emanuel... Maravilhoso Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz. Is 7 e 9
A voz misericordiosa de Deus soa através de João Batista, do anjo Gabriel, de José e Maria, dos pastores nos campos de Belém, dos magos do oriente. (Leia Mateus 1 e Lucas 1 e2 – O Natal real)
A voz misericordiosa de Deus soa através do idoso Simeão, que canta: Agora, Senhor, despede em paz o teu servo, porque os meus olhos viram a tua salvação...” Lc 2.29
A voz misericordiosa de Deus soa no timbre da voz do único nome dado entre Deus e os homens pelo qual podemos ser salvos. Primeiro, no choro de um menino num estábulo de Belém. Depois, em palavras cheias de poder e vida.  Sim, porque “havendo Deus, outrora, falado, muitas vezes e de muitas maneiras, pelos profetas, nestes últimos dias, nos falou pelo seu Filho.” Hb 1.1,2
Jesus proclama, em alto e bom tom: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim.” (Jo 14.6) Eu sou a luz do mundo; quem me segue não andará nas trevas; pelo contrário, terá a luz da vida.” Jo 8.12
A voz misericordiosa de Deus soa através do apóstolo João, que testemunha: “A voz [a Palavra] é Deus. Por meio da voz de Deus tudo se fez. [Disse Deus: Haja luz; e houve luz, Gn1]E a voz se fez carne e habitou entre nós, cheio de graça e de verdade... a saber, a verdadeira luz, que vinda ao mundo, ilumina a humanidade... Deus amou o mundo tanto, que Deus seu Filho...” João 1.1-14 e 3.16
Guardemos, porém, todas estas palavras, meditando-as no coração. Lc 2.19 Assim, com fé nesta história de salvação, a tradução de “Feliz Natal” será: Deus veio morar com você para que você possa morar para sempre com ele.
Que a voz misericordiosa de Deus soe através de nossa boca e vida. Amém.         
                        Feliz Natal. Feliz 2012.          
Pr.  jnG

Programa de Natal CELCR 2011

     A celebração do Natal da CEL Cristo Redentor aconteceu no dia 24 à noite, às 20h30, com participação de crianças, jovens e adultos (atores, músicos, cantores...) O tema foi: "A história do Natal Real."


Veja fotos em:
https://picasaweb.google.com/107816929161147700451/Natal2011#

QUAL É O SEU NOME?


É Tempo de Natal. Tempo de limpar, enfeitar, comprar presentes, preparar a ceia. 
No entanto, é muito triste quando, com a preparação exterior, se perde o preparo interior, espiritual. Quando se abafa o real motivo para o festejo: nasceu o Salvador, teu, meu, de toda a humanidade.
Sim, nasceu aquele que tem o nome de: JESUS – “...porque salvará o povo dos pecados dele.” Nasceu o EMANUEL – “Deus Conosco!” (Mateus 1.21-23) Deus no meio de nós!, Deus vem ao nosso encontro, porque teve compaixão de nós! (João 1ss)
Qual é o seu nome?  O profeta Isaías o revela: “Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu; o governo está sobre os seus ombros; e o seu nome será: Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz.” (Isaías 9.6)
O Profeta Isaías coloca uma coroa de sublimes nomes sobre a cabeça deste menino Jesus, que nasceu no estábulo e foi deitado numa manjedoura.
Isto porque no milagre de Belém está a esperança para os que habitam em pecado, dor, miséria, tristeza e morte.
Seu nome é: Maravilhoso, Conselheiro! De Jesus, Palavra da Vida, vem conselho, ajuda, socorro e amparo.
Seu nome é: Deus forte! De Jesus (em sua obra redentora), vem a vitória sobre
tudo o que nos separa de Deus (diabo, pecado e morte).
Seu nome é: Pai da Eternidade! Jesus mesmo disse: “Eu e o Pai somos um.” (João 10.30) O coração de Deus bate no peito do menino nascido em Belém. Deus amou a ti, a mim, e, em Jesus, nos trata como filhos amados.
Seu nome é: Príncipe da Paz! Jesus traz a paz que nada e ninguém pode trazer. Não mera paz entre os homens, mas a paz de coração, a paz com Deus, que excede todo o entendimento. (Filipenses 4.7)
Os sons de grande júbilo devem estar ressoando em nosso coração. Nossos lábios não podem parar de louvar a Deus pelo Salvador que vem.
É Tempo de Natal. Tempo de limpar o coração confiando no perdão de Jesus. (1 João 1.9)
É tempo de enfeitar a nossa vida praticando o amor de Jesus. (1 João 4)
É tempo de comprar e distribuir, sem dinheiro e sem preço, o presente da salvação de Jesus. (Isaías 55)
É tempo de preparar a ceia. O convite de Jesus soa: “...vinde, porque tudo já está preparado.” E: “Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei em sua casa e cearei com ele, e ele, comigo.” (Lucas 14.17; Apocalipse 3.20)
Porque Deus amou a ti, a mim e a toda a humanidade, enviou JESUS, para vivermos por meio dele.
Eis a boa nova de grande alegria para todos. Nasceu o Salvador. Seu nome é: Jesus, Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz.
Pr. jnG
(escrito a partir de uma reflexão de pr. Johannes Rothmann - Guia-nos Jesus)

UM ENCONTRO SEM IGUAL

Como é bom nos encontrarmos com pessoas queridas, que amamos.  É um momento próprio para, juntos, desfrutarmos uma saborosa ceia!
Ao longo do ano esses encontros acontecem. No Natal e ano novo ocorrem com ênfase e dedicação ainda maior.
No livro de Apocalipse (3.20) lemos: “Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir aminha voz e abrir a porta, entrarei em sua casa e cearei com ele, e ele, comigo.”
Um encontro sem igual, uma ceia sem igual. O Senhor e Salvador Jesus vem ao nosso encontro!
O Rei Jesus vem. Você não pode vir a ele, nem alcançá-lo, por estar muito alto e distante. Você não pode vir a ele por meio do seu dinheiro, prestígio, esforço e trabalho, pois aí você poderia pensar orgulhosamente de que o teria trazido até você por seu mérito ou dignidade.
Não há mérito ou dignidade em nós. Mas há um Deus de amor, graça e misericórdia que vem! Nesse ponto dá-se o encontro entre o que é pobre – o ser humano, e o que é rico – Deus.
Aprenda e confie neste evangelho: “O seu Rei [Jesus] vem até você e começa a trabalhar em você. Você não vai atrás dele; é ele quem o procura. Não é você quem o encontra, pois ele vem ao seu encontro. Sua fé [no Rei] procede dele, não de você mesmo. E onde ele não vem, aí você fica do lado de fora. E onde não há evangelho [boa nova da salvação em Jesus], ali não há Deus,mas tão-somente pecado e corrupção.” (M. Lutero)
Eis que estou à porta e bato, diz Jesus. O Rei do reino de Deus vem, na sua santa Palavra, para termos um encontro sem igual, uma ceia sem igual com ele, já aqui, e um dia na eternidade.
Não há outro começo de vida com Deus a não ser ali onde esse Rei Jesus vem, é anunciado e acolhido em fé.
Um começo sem fim! Um encontro sem igual. “Se alguém ouvir aminha voz e abrir a porta, entrarei em sua casa e cearei com ele, e ele, comigo.” 
Pastor Jonas

Noite de Advento 2011

     No tempo de Advento, uma oportunidade especial de reflexão.
     Já é tradição na CELCR. Na primeira quinta-feira do tempo de Advento acontece a "Noite de Advento". Neste ano foi no dia 01 de dezembro, às 20h.
     Os músicos (banda e alunos) conduziram o canto. Também o coro misto da congregação participou. Teve momento devocional/estudo e confraternização.
     Ficamos muito contentes com a participação de cada um dos congregados e amigos visitantes.
     Nossa gratidão a todos que se dedicaram para realização deste encontro.

Veja fotos em: https://picasaweb.google.com/107816929161147700451/NoiteDeAdvento02

ELE VEM FUNDAMENTAL

Neste final de semana (26, 27) iniciou o ano novo, segundo a liturgia da igreja cristã fixada no IV século A.D.
O primeiro período do ano da igreja é chamado de Advento, que significa “vinda”. São quatro semanas antecedentes ao Natal reservados para reflexão em torno das sagradas promessas de Deus, para que o Natal seja celebrado em seu sentido real: “O salvador vem fundamental!”
A Coroa de Advento é um dos símbolos máximos deste período. Uma roda enfeitada com quatro velas, acesas sucessivamente a cada semana. Na medida em que se aproxima o Natal, mais luz irradia da coroa que anuncia o eterno poder e amor (representado no círculo decorado) de Deus que vem como Luz do mundo (João 8.12).
Jesus vem fundamental! Jesus vem EMANUEL – Deus conosco (Mateus 1.23). O Advento lembra três chegadas de Cristo: seu nascimento em carne; sua volta no juízo final; e sua constante vinda através do Evangelho – Bíblia anunciada.
No advento, costumeiramente enfeitamos pinheiros. Estes, com seus ramos sempre verdes - comunicando vida no inverno e no verão - nos lembram que Deus sempre está conosco, pronto a nos comunicar vida e esperança através da sua Palavra a qualquer tempo. O pinheiro, com seu cone, aponta para o céu. De lá vem a nossa esperança. Jesus vem fundamental!
A cor litúrgica de cada período do ano da igreja é retratada nas toalhas do altar e púlpito, bem como na estola sobre o talar do pastor. Para o advento temos duas opções: roxo e azul.
O roxo traz a ênfase na reflexão. Nos leva a meditar no motivo de Deus se tornar gente. Isto está expresso nas palavras do anjo ditas a José: “Maria dará a luz um filho e lhe porás o nome de Jesus, porque ele salvará o seu povo dos pecados deles.” E, quando lemos a história completa daquele que nasceu por nós, temos a oportunidade de construir nossa vida sobre o fundamento seguro (Mateus 7.24-27), respondendo, em fé, ao chamado de Jesus: “O tempo está cumprido, e o reino de Deus está próximo; arrependei-vos e crede no evangelho.” (Marcos 1.15)
A cor azul, por sua vez, grifa a verdade bíblica de que a esperança para a humanidade está unicamente naquele que vem do céu. Que veio humilde, no tempo escolhido por Deus, deitado numa manjedoura, com a missão de salvar - pela sua vida, morte e ressurreição; Que virá, sentado no santo trono, com a missão de julgar - levando consigo os que lhe pertencem, sob o veredicto: “Vinde, benditos de meu Pai! Entrai na posse do reino que vos está preparado desde a fundação do mundo.” (Mateus 25.34)
A matemática do Natal não é: - “Vide comprar em 10x sem juros!”. O resultado do Natal é: “Vem! Aquele que ouve, diga: Vem! Aquele que tem sede venha, e quem quiser receba de graça a água da vida. Amém! Vem Senhor Jesus!” (Apocalipse 22.17,20).
Ele vem fundamental! “Porque ninguém pode lançar outro fundamento, além do que foi posto, o qual é Jesus Cristo.” (1 Coríntios 3.11)
Pastor Jonas Naor Glienke - jonasnaor@hotmail.com

Novo lema e cartaz IELB 2012

Chá de Encerramento Departamento de Servas

No dia 23 aconteceu o Chá de Encerramento do Departamento de Servas, neste dia o Pastor Jonas fez o último estudo sobre o livro da Bíblia "Apocalipse". Após foi servido um saboroso chá e realizado a revelação do amigo secreto.



Veja mais fotos em:
https://picasaweb.google.com/107816929161147700451/EncerramentoDasServas2011#

Desinstalação Pastor Erni Krebs

No dia 19 de novembro aconteceu o Culto de desistalção do Pastor Erni Krebs. Estiveram presentes no culto o Pastor Arnildo Schmidt Conselheiro Distrital, Pastor Ilmo Riewe de Gramado, Pastor Jonas e o Pastor Presidente da IELB, Pastor Egon Kopereck. Também autoridades do município e visitantes se fizeram presentes. O Pastor Egon conduziu a mensagem do culto e realizou o ato de desistalação.
Pastor Erni atuou na Congregação de Canela por 19 anos. Recebeu chamado para Sorocaba, SP.
Nossa gratidão pelo trabalho desenvolvido.



Mais fotos: https://picasaweb.google.com/107816929161147700451/DesinstalacaoPastorErni#

ENQUANTO ISSO


Quando esperamos por alguém, algum acontecimento, um evento (chegada do ônibus, uma visita, hora da prova, um show, etc), enquanto isso vamos fazendo algo.
Paulo escreve aos cristãos de Tessalônica [e a nós] sobre um evento sem igual: A volta de Jesus. Isto acontecerá no tempo escolhido por Deus, repentinamente.Lc 17.24 Jesus voltará para julgar os vivos e os mortos. 1 Ts 5; 1Tts 4.13-17
Quando será este dia? Nós marcamos dia e hora para quase tudo. Assim, facilmente podemos querer marcar um dia e uma hora para a volta de Jesus. Quem sabe no dia 11 de 11 de 2011, às 11h e 11 minutos e 11 segundos – conforme alguns sugeriram. Ou quem sabe no dia 21/12 2012, suposição que rende milhões nas bilheterias.
Quando será este dia?  Sobre isso Jesus respondeu: “Não vos compete conhecer tempos ou épocas que o pai reservou pela sua exclusiva autoridade;” At 1.7  E o ap. Paulo escreve: “O dia do Senhor vem como ladrão de noite.”1 Ts 5.2. Jesus mesmo disse: “Porque assim como o relâmpago, fuzilando, brilha de uma à outra extremidade do céu, assim será, no seu dia, o filho do homem.”Lc 17.24
Quando será este dia?  Não sabemos. Mas a vinda do Senhor é certa e repentina. Enquanto isso, deixemos Deus nos preparar pela sua palavra. O mais importante, e o que deve nos ocupar, não é o dia em si, mas em estar preparado.
Pense no pior evento que você já vivenciou. Pois este evento não se compara com a desgraça, terror, sofrimento que será a volta de Jesus para aquele que não crê no nome de Cristo, na sua obra na cruz e tumba vazia.Hb 10.31
Pense no maior e melhor evento que você já vivenciou. Pois este evento não se compara com a maravilha que será a volta de Jesus para aquele que crê no nome de Cristo, na sua obra. Para este não haverá mais pranto, dor, lágrima, luto, morte, medo, dúvida, perda. Estará com Deus, face a face.Jo 14.2,3
Enquanto não acontece o maior e o melhor evento, o que fazer?  Enquanto isso sejamos sóbrios, revestindo-nos da couraça da fé e do amor e tomando como capacete a esperança da salvação.” 1 Ts 5.8 Enquanto isso, deixando os ídolos, convertendo-se a Deus, para servirdes o Deus vivo e verdadeiro.1 Ts 1.3, 9b,10
          Enquanto isso, amemos a Deus acima de tudo, e ao próximo como a nós mesmos.Mateus 22.37-39 Enquanto isso, firmados na segura esperança, vivamos uma vida com Deus neste mundo na perspectiva da eternidade. Amém.      
jnG

Congresso Esportivo de JOvens

O congresso Esportivo de Jovens - Distrito Hortênsias, aconteceu em Três Coroas, nos dias 12 e 13 de novembro.
Além dos jogos, houve momento especial de integração das juventudes das diferentes congregações do distrito. No domingo pela manhã teve o momento de culto.
Na volta para casa, na bagagem, além dos apetrechos que foram levados, trouxemos amizades fortalecidas e novas, histórias pra contar... e alguns troféus.
Valeu galera.

Veja fotos em:

Congresso de Crianças

Foi no dia 05 de novembro, na Serra Grande, Gramado.
Da CELCR, 28 crianças participaram. Teve momento de culto, canto, oração, história, brincadeiras, jogos, lanche... e a viagem divertida de ônibus.
Nossa gratidão a todos que se empenharam para que este encontro acontecesse.

VEJA FOTOS em:

O DIAGNÓSTICO E O TRATAMENTO


Quando é diagnosticada alguma doença, logo buscamos saber qual o tratamento a ser realizado, e qual a possibilidade de cura.
Nesta semana, acompanhando um telejornal, fiquei estupefato diante de duas notícias sequenciadas. A primeira identificava uma mulher, diagnosticada com câncer de mama, e que ansiava tratamento há muitos meses. A segunda apresentava a tão badalada notícia de que o ex-presidente Lula teve diagnosticado câncer de laringe, e que já iniciaria a terapia imediatamente.
Esta disparidade social pode conceder alguns dias a mais de vida para quem tem acesso a seus direitos [ou a privilégios] em detrimento a quem é esquecido nas ‘infindas’ filas.
Porém, muito rapidamente os esquecidos e os badalados, todos, estarão sendo levados em seu cortejo fúnebre, quando nada mais, além da esperança ou falta dela, vai ter valor ou importância.
No último dia 2 lembramos do cemitério, dos nossos queridos que já partiram, e da realidade que atinge a todos os seres humanos: porque o salário do pecado é a morte. (Romanos 6.23a) Enfermidade espiritual!
No entanto, é dia também de lembrarmos que, apesar do pagamento pela nossa desobediência a Deus ser a morte, o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus, nosso Senhor.” (Romanos 6.23b) “Pois se cremos que Jesus morreu e ressuscitou, assim também Deus, mediante Jesus, trará juntamente em sua companhia os que dormem.” (1 Tessalonicenses 4.14)
Os que crêem em Jesus como Salvador e Senhor podem dizer: “No nosso caso, mais da metade da ressurreição já é fato consumado, pois a cabeça e o coração já estão lá no alto (Cl 3.-1-4) restando apenas a menor parte, ou seja, que o corpo seja enterrado, para que este também seja renovado”. (Martinho Lutero)
Esta é a segura esperança cristã: O mesmo Deus que ressuscitou a Cristo dos mortos também vivificará nossos corpos mortais. (1 Coríntios 15)
Assim, pela fé na obra de Cristo Jesus - sua cruz e sepultura vazia - a morte já não é mais um castigo, mas um remédio, um sono tranquilo, a porta de entrada para a vida eterna com Deus no céu, onde não haverá mais lágrima, nem dor, nem câncer, nem filas de pessoas ansiando por tratamento, nem desigualdade social, nem luto. (Apocalipse 21.4)
Deus deseja dizer a cada um de nós, sem distinção, as palavras proféticas: “Tu, porém, segue o teu caminho até ao fim; pois descansarás e, ao fim dos dias, te levantarás para receber a tua herança.” (Daniel 12.13)
Jesus mesmo afirma: “Em verdade, em verdade vos digo: quem ouve a minha palavra e crê naquele que me enviou tem a vida eterna, não entra em juízo, mas passou da morte para a vida.(João 5.24) Este é o tratamento certo e eficaz.
 Pastor Jonas

CEL Cristo Redentor Celebra a Reforma Luterana

     
No dia 30 tivemos o Culto de Celebração da Reforma Luterana (31 de outubro de 1517). O pastor pregador foi o rev. prof. Paulo Weirich, do nosso Seminário Concórdia, São Leopoldo. O tema abordado foi: "A reforma no coração!"


Veja fotos do culto em: https://picasaweb.google.com/107816929161147700451/CultoDaReforma


Para saber mais sobre o movimento da Reforma Luterana acesse:
CPT 18 - Reforma Luterana 
http://www.youtube.com/watch?v=2w7NmfxGwD8&feature=feedu

CPT 19 - Reforma Luterana
http://www.youtube.com/watch?v=nZvt_wHh03Q&feature=feedu

Celebrando a REFORMA LUTERANA

Dia 31 de outubro - Dia da Reforma Luterana.
SAIBA MAIS, ASSISTINDO:

+ MENSAGEM DO PRESIDENTE DA IELB, em:
Mensagem do Presidente da IELB Rev. Egon Kopereck aos 494 Anos da Reforma Luterana.


+ Video de lançamento das comemorações dos 500 anos da Reforma Luterana, em:
http://www.youtube.com/watch?v=ATZRdu_Z0E0&feature=related


Encontro de Famílias



Foi no domingo (23/10/11), no sítio do sr. Osmar Müller. O tema abordado foi: “Acolhidos e Integrados como Família de Deus” (Ef 4 ), com palestra do pr. Johannes Gedrat.
Teve momento de culto, palestra, almoço saboroso, futebol e torcida,  bocha, crianças brincando, adultos cantando e tocando, rodas de conversa, etc. O componente principal foiA  PRESENÇA DE CADA UM! Estava muito bom.
Agradecemos e louvamos a Deus por este dia. Nossa gratidão a todos que se empenharam e dedicaram para que este encontro de famílias acontecesse. 

Pelo Dia das Crianças

     Pelo Dia da Criança tivemos uma programação preparada com muito carinho e dedicação para as nossas crianças.  Foi no dia 08 de outubro, sábado.  Iniciou às 15 horas, encerrando após participação no culto preparado pensando especialmente nas crianças. 


 O tema do encontro e culto foi: "Alegrai-vos no Senhor" Fp 4.4.  

 Ficamos muitos felizes por cada um que esteve na casa do Salvador Jesus, louvando, orando, ouvindo a palavra de Deus.   
     Agradecemos de coração a cada um que ajudou de uma ou de outra forma. Que Deus os anime a continuarem neste propósito de levar Jesus às crianças. Vamos nos alegrar em Jesus, sempre. Forte abraço a todos.



Veja fotos do encontro emhttps://picasaweb.google.com/107816929161147700451/CultoDiaDasCriancas2011#

Pelo Dia do Idoso

     Pelo dia do idoso (1/10), tivemos um momento de culto com Santa Ceia, seguindo por uma confraternização, realizado pelo dpto. de Servas. Aconteceu no dia 28 de setembro. O tema do culto foi: "Lágrimas enxugadas!"
Veja Fotos em: https://picasaweb.google.com/107816929161147700451/20111010
"Idoso e Feliz"

Oficialmente o Dia do Idoso é comemorado no Brasil no dia 1º de outubro. A data é destacada com o objetivo de valorizar as pessoas nesta faixa de idade.
Realmente, esta valorização, de um modo geral, foi perdida. A prova disto é a necessidade da criação do estatuto do idoso. Aliás, toda e qualquer lei que precisa ser escrita, decretada, é para tentar resgatar, manter algum valor e princípio que foi esquecido, perdido [por alguns ou por muitos].
Quando precisamos ter um Estatuto da Criança e do Adolescente e um Estatuto do Idoso, para garantir direitos básicos destas pessoas, é por que muita coisa vai mal em nossa sociedade.
Houve tempos em que o mais jovem espontaneamente levantava de sua cadeira e dava lugar ao mais velho [mesmo que raro, isto ainda existe]. Hoje, genericamente falando, precisamos de leis que garantam uma cadeira para quem já está mais cansado.
Penso que a dignidade de uma pessoa se manifesta na maneira como ela cuida dos que ela gera, e dos que lhe geraram.  Neste sentido o princípio bíblico diz: “[filho] honra o teu pai e tua mãe, para que te vá bem, e sejas de longa vida [com dignidade] sobre a terra. E vós, pais, não provoqueis vossos filhos à ira, mas criai-os na disciplina e na admoestação do Senhor.1
E nós, como nos posicionamos neste assunto? As rugas e os cabelos brancos também se impõe a nós. E como agimos reagimos? Somos ou seremos nós idosos felizes? 
Fazemos parte de uma sociedade ‘irônica’. Escrevemos estatutos para defender e valorizar os idosos. E, enquanto damos o mesmo passo, corremos atrás de procedimentos, técnicas, produtos, meios para minimizar os efeitos que o tempo, que passa voando, traz para nós.
Não tem nada de errado nisto, em si. Porém, a ideia é valorizar as rugas e os cabelos brancos, não é? O sábio Salomão, neste sentido, nos diz: A beleza dos jovens está na sua força, e o enfeite dos velhos são os seus cabelos brancos.” 2  
 Uma lição que precisamos sempre de novo aprender, relembrar. Para um mundo que ‘enfeita’ tingindo os cabelos, Deus diz: “o enfeite são os seus cabelos brancos.” Aqui a reflexão precisa ir além do literal. Assim, nos ajudará na resposta a pergunta: Como ser um idoso feliz?
A pessoa idosa feliz não o será de uma hora para outra. Ser idoso e feliz é o resultado de um preparo consciente e constante que acontece durante cada etapa da vida. E mais, ser idoso e feliz é resultado da esperança que temos para depois dos 80 ou 90 anos aqui, nesta vida terrena.
Neste sentido Paulo escreve: "Nem olhos viram, nem ouvidos ouviram, nem jamais penetrou em coração humano o que Deus tem preparado para aqueles que o amam.” 3
Quem está nesta esperança, pela fé na obra de Cristo na cruz e tumba vazia, é uma criança, um jovem, um adulto, um idoso, UM FILHO DE DEUS FELIZ, outra vez digo, FELIZ, porque perto está do Senhor Jesus4 com sua promessa fiel: “Quem crê em mim, tem a vida eterna.” 5

pr. jnG
1) Efésios 6.1-3; 2) Provérbios 20.29; 3) 1 Co 2.9; 4) Filipenses 4.4; 5) João 3.36; 5.24; 6.47 


Congresso Esportivo Juventude Mirim - DH

     Este ano o Congresso Esportivo da Juventude Mirim - DH (Distrito Hortênsias) aconteceu aqui em Canela. 
     Estiveram reunidos 160 jovens mirins (até 13 anos), participando de jogos de integração.
     A abertura dos jogos contou com um momento devocional, cantos, oração. O tema da reflexão foi: "A taça que jamais enferruja." (dirigida pelas prof. ED/Pré-confirmatório, Josi e Giseli). A parte musical foi conduzida pelos jovens Mateus, Dani, Paulo e  Roberta. Também pastores de outras paróquias do DH nos auxiliaram em diferentes momentos.
     Na organização do encontro = parte do esporte - jogos/premiação, cozinha, churrasqueira, e tantos outros detalhes, muitas pessoas foram de extrema importância em sua dedicação, doação e empenho.
     Agradecemos a todos. O esforço de cada um, sob a benção de Deus, tornou este encontro possível e tão bom. Valeu mesmo!
     Forte abraço a todos. 

VEJAM ALGUMAS FOTOS em: 
https://picasaweb.google.com/107816929161147700451/CongressoEsportJuvMirim2011

Encontro De Casais 2011 IV

     Sob o tema: "A benção de Deus substitui o fardo", aconteceu mais um Encontro de Casais na CEL Cristo Redentor, no dia 23 de setembro, com início às 20h.
     Após o momento devocional/estudo da santa Palavra de Deus, teve a confraternização, na qual pode ser saboreada uma deliciosa lasanha.
     Ficamos muito felizes com a participação de todos, e especialmente agradecidos à equipe que preparou a refeição.
     O próximo encontro será no dia 18 de novembro. Agende-se e participe.


VEJA FOTOS em: 
https://picasaweb.google.com/107816929161147700451/EncontroDeCasais2011IV

O PEÃO FAZENDO A CONTA CERTA


A cada dia, todo gaúcho necessita fazer contas. Analisar o que vale mais a pena. Enquanto anda pelas estradas da vida, precisa prestar bem atenção a tudo o que coloca na sua mala de garupa, e qual é o seu apego.
A vida é mais do que bota e bombacha, lenço branco ou vermelho, pala e chapéu. O gaúcho sábio olha além do churrasco, dos galpões e dos rodeios. Com o olhar fixo, montado em seu cavalo, coberto com a pilcha que Cristo conquistou na cruz, segue o trilho do Salvador Jesus, que o leva a Estância Eterna.
O vivente que anda nesta esperança, tem um compromisso com os outros peões. Jesus retrata isto no conto que tem o título: “O peão que não quis saber de perdoar”  (Mateus 18.21-25)
{ Jesus estava falando sobre o perdão de Deus e sobre perdoar os outros... Foi então que São Pedro se aprochegou de Jesus e perguntou:  “Senhor, quantas vezes devo perdoar o meu irmão que peca contra mim? Sete vezes tá bom”?
Jesus respondeu: “Que nada! Tu tem que perdoar, não sete vezes, mas setenta vezes sete.
Porque o Reino da Estância Lá de Cima é como um patrão que resolveu acertar as contas com a peonada dele. De vereda trouxeram um que devia pra ele milhões de moedas de prata. Mas o peão andava matando cachorro a grito, ou seja, estava muito mal dos pilas e não tinha como pagar. Então, pra que a dívida fosse paga, o patrão mandou que fossem vendidos como escravos o peão, a mulher dele, e a filharada toda. E que vendessem também tudo que aquele peão tinha ou que estivesse no nome dele. 
Daí o peão se ajoelhou na frente do patrão e disse: “Tem um pouco mais de paciência! Me dá mais um tempo, que eu vou pagar tudo pro senhor.”
Mas o patrão teve pena dele, perdoou a dívida e deixou que ele fosse embora.
Esse peão saiu de lá e na estrada cruzou com outro peão, um dos que trabalhavam com ele na fazenda. Esse vivente devia pra ele pouca coisa, uns cem pila. Ele pegou esse companheiro pelo cangote, ficou sacudindo e dizendo: “Paga o que tu me deve!”
Então o companheiro dele, o outro peão, se ajoelhou e pediu: “Tem um pouco mais de paciência! Me dá mais um tempo, que vou te pagar tudo.”
Mas aquele primeiro peão não quis saber de conversa. Pelo contrário, foi fazer queixa pro delegado e conseguiu que o infeliz fosse levado pra cadeia, até que pagasse a dívida.
Quando o resto da peonada ficou sabendo do ocorrido, mas bah tchê: ficaram pra lá de revoltado. De vereda foram contar esses acontecimentos pro patrão.
Aí o patrão chamou aquele peão e disse pra ele: “Peão miserável! Tu me pediu, e eu perdoei tudo o que tu me devia. Por isso, tu devia ter pena do teu companheiro, como eu tive pena de ti.”
O patrão ficou com muita raiva e mandou que o peão fosse levado pra cadeia, e que dessem umas boas tundas de laço nele, até que toda a dívida fosse paga.
E pra terminar, Jesus disse: É isso o que o meu Pai, que está na Estância Lá de Cima, vai fazer com vocês, se cada um não perdoar o seu irmão do fundo do coração. } Pr. Vilson Scholz
Companheiros de luta. Quem se apresenta para pagar a nossa conta diante do Patrão lá de cima? JESUS. Encravando o escrito da dívida no alto da cruz. O cálculo que este Peão fez não foi pensando nas conseqüências que caíram sobre as cosas dele, mas nas conseqüências que tira de sobre nossas costas, e as incontáveis bênçãos do Patrão Celeste que podemos desfrutar, pela fé na sua obra libertadora de Jesus.
Agora, a conta que Jesus propõe para o índio velho é:  70 x 7 = Perdoe sempre que for necessário. Deus faz igualzito com cada um de nós, em Cristo.
Quem se ocupa em anotar as ruindades do outro, não perdoa! Não conhece, não dá valor, não calcula o que significa o perdão de Jesus.
Aqui está a conta certa do gaúcho cristão: Somos do Patrão lá de cima por compaixão dEle, conta paga pelo Peão Jesus. A nossa dívida de uns para com os outros é o amor, o perdão, mostrando que somos gratos por tudo o que o Patrão Celeste coloca nos nossos peçuelos.  Amém. (Rm 13.8; Sl 103.2)
jnG

BASTA DOIS OU TRÊS ESTAREM REUNIDOS


Esses dias vi uma reportagem feita com Luan Santana. Dentre muitas coisas abordadas, chamou atenção um fato do início da sua carreira, em um de seus shows. Ele e seu empresário pensavam que encontrariam um grande público. Mas, chegando ao local do show, depararam-se com a inusitada situação de encontrarem apenas 25 pessoas reunidas. Naquele momento, o empresário queria ir embora, não fazer o show. Porém Luan quis cantar. Pensou que valesse a pena.
O que Luan tinha a oferecer? Entretenimento, diversão, lazer.
Quantas pessoas precisam estar reunidas para que o nome que está acima de todos os nomes apresente seu “show”, ou melhor, seu Evangelho? Quantas pessoas precisam estar reunidas para que Jesus, nome que reconcilia o ser humano com o eterno Deus, estenda seu perdão, sua vida, sua salvação?
A resposta está no Evangelho de Mateus (18.25): “Porque onde dois ou três estiverem reunidos em meu nome, ali estou no meio deles.
Não que Jesus não esteja com cada um de nós, individualmente, lá onde estamos, a cada momento. Ele prometeu isso: “Eu estou convosco todos os dias até a consumação dos séculos.” (Mateus 28.20)
Quando Jesus fala em dois ou três estarem reunidos em seu nome, e assim ele estar no meio destes, ele está falando do tesouro que o ele colocou na mão da sua igreja, de cada cristão: O ofício das chaves. Dar e receber perdão. A confissão e a absolvição. Seja ela pública ou particular. Não importa. Jesus está ali. As palavras pronunciadas pelo seguidor de Jesus são palavras fiéis, verdadeiras, como se fossem soar diretamente da boca de Deus.
A palavra da vida, JESUS, o evangelho com seu poder está ali, com seu perdão, sua vida, sua salvação.
Às vezes, quando as pessoas estão em uma situação difícil, em pecado, sugiro que conversem com seu pastor, ou com um irmão na fé de extrema confiança. Muitas vezes ouço: “O que alguém pode fazer por mim, por nós, por meu casamento, por minha família, por minha amizade?”
Realmente, muitas vezes o médico pode ajudar, o psicólogo pode ajudar, técnicas, exercícios, conversas...  podem ajudar.   No entanto, Jesus, que está conosco sempre, nos deu uma ferramenta preciosa capaz de mudar vidas, levantar caídos, sarar enfermos, unir separados, alentar famintos, dar paz aos que estão em conflito.
Esta ferramenta se chama OFÍCIO DAS CHAVES. (Mateus 16.19) Dar e receber perdão. Confessar em sincero arrependimento seu pecado, e esperar inteiramente na graça e amor de Deus anunciados pelo irmão na fé que diz: - Perdoados estão os teus pecados, vai e não peques mais.
O apóstolo João registra as palavras de Jesus, quando aparece vitorioso sobre o pecado, a morte e o diabo: “Paz seja convosco! Assim como o Pai me enviou, eu também vos envio. E, havendo dito isto, soprou sobre seus discípulos e disse-lhes: Recebei o Espírito Santo. Se de alguns perdoardes os pecados, são-lhes perdoados; se lhos retiverdes, são retidos.” (João 20.21-23)
Com o ofício das chaves remove-se o pecado, “lançando-o no fundo do mar”. As conseqüências ainda podem ser sentidas nesta vida, mas o remédio do perdão nos cura para seguirmos na certeza da companhia de Deus e de que estaremos com ele no céu.
Isso porque a nossa dívida com Deus está paga, pelo sangue do cordeiro sem mácula, Cristo Jesus. E Deus nos chama a nos reunirmos para avalizar isso uns aos outros. Anunciar isso ao pecador arrependido. Basta dois ou três estarem reunidos em nome de Cristo. E a garantia maior: O PRÓPRIO JESUS ESTÁ NO MEIO DELES.
Esta prática de vida regenerada no perdão de Jesus se manifesta na petição: Perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós perdoamos aos nossos devedores. (Mateus 6.12)
Vale a pena dois ou três estarem reunidos?
Sim, vale, quando estão reunidos em nome de Jesus, confiantes nas promessas de Jesus, colocados sob o ofício das chaves. Jesus certamente está com os que se reúnem. Também pode ser para um show artístico, um entretenimento. Mas de uma forma bem especial Jesus está no meio dos que se reúnem em seu nome sob o EVANGELHO, para dar e receber perdão - no culto público ou em particular.
Que benção. Então, acima de tudo, Vale a pena dois ou três estarem reunidos ! Amém.
jnG

“APRESENTA-TE!”

Quando nos reunimos em um grupo, e não nos conhecemos a todos, costumeiramente pedimos que cada um se apresente!
Dizer o nome.  Atrás de cada nome há uma história de vida. Atrás de cada nome tem projetos, metas, objetivos, medos, dúvidas, dificuldades, problemas, alegrias, vitórias, conquistas.
Quem és tu? Qual a tua verdadeira identidade? Diz-se que há três definições sobre nós: - O que nós pensamos que somos; - O que os outros pensam que somos; - O que de fato somos.
Quem somos nós? Qual a nossa verdadeira identidade? Deus o sabe. Deus sabe tudo o que está atrás do nosso nome. (Salmo 139)
Quando nos apresentamos diante de Deus e nas situações da vida apenas com o que nós somos, conseguimos, com as nossas forças, então resta pouco. Logo as conseqüências do nosso pecado se manifestam de tal forma que nos damos conta de que nada somos sem a fé no nome de Cristo.
No entanto, para Deus somos pessoas especiais e amadas, não apenas um RG, um CPF.
Em Jesus, Deus se apresenta a nós. Jesus, este é o único nome pelo qual podemos ser reconciliados com Deus (Atos 4.12). Por causa da história de vida, morte e ressurreição de Jesus, Deus perdoa o que está mal em nós, e coloca uma nova história de vida atrás de nosso nome.  
Desta forma, Deus e sua santa vontade está atrás do nosso nome. Com esta verdade em mente, o apóstolo Paulo escreve: “Rogo-vos, pelas misericórdias de Deus, que vos apresenteis a Deus, como sacrifício vivo, santo e agradável, que é o vosso culto racional.” (Romanos 12.1)
Assim, agora, em Cristo, nos apresentamos diante de Deus e das pessoas com novas motivações. (1 Pedro 2.5)
Os “sacrifícios espirituais” são opostos aos sacrifícios de animais que aparecem no Antigo Testamento (sombras do sacrifício perfeito do cordeiro de Deus - Jesus). São também opostos a obras humanas oferecidas ‘ex opera operato’ [uma obra realizada para receber algo a partir do trabalho feito] (Jesus consumou o sacrifício que nos reconcilia com Deus).  Os sacrifícios espirituais são os movimentos do Espírito Santo em nós.”
Este é o culto racional. Ele contrasta com o formalismo vazio feito somente com os lábios e ritos mecânicos.
Apresenta-te! Neste sentido Paulo diz mais: “Não vos conformeis com este século, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus.”
O corpo [todo o ser] que é oferecido em sacrifício vivo não deixa de ser um membro vivo e útil no corpo de Cristo, que é a cabeça. A diversidade dos membros [diferentes dons segundo a graça de Deus] precisa estar unida num propósito: Apresentar Cristo Jesus ao mundo.
Pela constante renovação de nossa mente, Deus precisa mudar o que está atrás do nosso nome. Deus precisa nos dar nova identidade, novos pensamentos, novas atitudes, novos motivos. Ele faz isso através da sua santa Palavra.
“Por isso, recebendo nós um reino inabalável, retenhamos a graça, pela qual sirvamos a Deus de modo agradável, com reverência e santo temor;” (Hebreus 12.18)
               Assim, queremos nos apresentar como sacrifício vivo. Atrás de nosso nome há uma história de vida. Que a história de vida de Jesus faça parte da nossa identidade. Amém.
Pr. jnG

SILENCIAR DIANTE DO PAI


         Jesus, ensina-nos a orar
Quantas vezes dizemos, ou ouvimos a frase: “Ninguém nasce sabendo!” ou, “A vida é um constante aprendizado!”
Precisamos, de fato, aprender. Sempre de novo e constantemente aprender.  Não apenas a ler, escrever, falar, calcular. Também a conviver, respeitar, se relacionar. Aprender com quem nos faz levantar quando caímos, e a ter bom ânimo quando as aflições da vida sobrevêm - firmados nas promessas de Jesus, as quais nos levam além de toda dor, sofrimento, medo. (João 16.33).
No entanto, a lição central de todo cronograma da vida pode ser resumida nas palavras do Salmo 46, dos filhos de Corá: “Aquietai-vos e sabei que eu sou Deus. Deus de refúgio e fortaleza, socorro bem presente nas tribulações.”
O rei Davi aprendeu bem esta lição. Ele escreve: “Somente em Deus, ó minha alma, espera silenciosa.” (Salmo 62.1)
Precisamos aprender a silenciar diante de Deus. Enquanto esbravejamos com nossas forças, esquecemos de que é preciso confiar em Deus em todo o tempo, derramando perante ele o nosso coração; Deus é nosso refúgio, fortaleza, socorro bem presente.
Aprender a silenciar diante de Deus!, ou seja, confiar-se humildemente a Deus, reconhecendo a total dependência sob seu poder e amor. Isso é preciso aprender. Isso Jesus precisa nos ensinar.
Os discípulos chegaram a Jesus e pediram: “Jesus ensina-nos a orar.” E Jesus passou a ensinar, dizendo: “Portanto, vós orareis assim: Pai nosso, que estás no céu!” (Mt 6.9)
O que significa isso? “Deus quer atrair-nos carinhosamente com estas palavras, para crermos que ele é o nosso verdadeiro Pai e nós, os seus verdadeiros filhos, para que lhe roguemos sem temor, com toda a confiança, como filhos amados ao querido pai.” (Catecismo Menor, Matinho Lutero; conf.  Gálatas 4; 1 João 3.1)
Jesus, assim ensina-nos a silenciar no colo do Pai Celestial. Amém.
Pr. Jonas