"Mas agradeçamos a Deus, que nos dá a vitória por meio do nosso Senhor Jesus Cristo. I Co 15.57"

Festa Junina

     Dia 18 de junho tivemos a nossa festa junina, com direito a casamento caipira. Corrigindo, na verdade o casamento não aconteceu, pois a confusão foi grande. Ninguém se entedia. O juiz não entendia os noivos, os noivos não se entendiam com o juiz, e as testemunhas queriam 'resôrrverrr' tudo na 'iguinorrrâncía'.
     Mas os convidados não tiveram grandes perdas com o fato do casamento não ter acontecido. Isto por que a festa rolou solta, com muita pipoca, pinhão, cachorro-quente, pastel (com recheio de carrrrne), pescaria, quentão, e gasozões doces como doce de batata doce.
   Porém, o melhor de tudo foi o que aconteceu antes deste momento de brincadeira e confraternização. Nos reunimos em culto ao nosso amado Deus, celebrando o Domingo da Santíssima Trindade.

Veja fotos em: https://picasaweb.google.com/celcrcanela/FestaDeSaoJoaoDEC

100 MILHÕES DE BÍBLIAS

     Este ano a Sociedade Bíblica do Brasil celebrou uma marca muito especial e mundialmente inédita: a produção de 100 milhões de Bíblias desde que a Gráfica da Bíblia foi inaugurada em 1995, em Barueri, SP. O evento foi marcado com um culto especial de Ação de Graças, no último dia 10 de Junho. “Todos se sentem honrados em participar deste momento especial de gratidão a Deus”, ressaltou Erni Seibert, secretário de Comunicação e Ação Social da Sociedade Bíblica do Brasil e coordenador do evento. Ele continua: “Todas as igrejas e lideranças recebem com grande alegria  esta informação. É, de fato, uma grande sementeira que deve ser festejada e  agradecida para Deus”.
     Fundada em setembro de 1995, a Gráfica da Bíblia representa um verdadeiro divisor de águas na distribuição de Escrituras no Pais. Graças a ela, foi possível alcançar mais qualidade, oferta ampliada e custos reduzidos, variedade de edições, atendimento à demanda nacional e internacional e atendimento às necessidades de populações em situação de risco. Oferecendo estes benefícios, a Gráfica da Bíblia mudou o conceito de produção de Bíblias no Pais e tornou-se referência nacional e internacional. Hoje, ela é o maior centro produtor de Bíblias do mundo. Dos 100 milhões de Bíblias produzidas em 16 anos, 23 milhões serviram para abastecer 105 países. Cada exemplar produzido e distribuído levou a alguém a mensagem de amor e esperança da Palavra de Deus.
     Busque mais informações em:  WWW.sbb.org.br
(adaptado de Mensageiro Luterano, Junho de 2011)
                                                                                                                                                                                                                                                      Pastor Erni Krebs

ELE ME CHAMOU

     A caixa de bombom está na parte mais alta do armário. A criança não consegue alcançá-la. Assim, não pode desfrutar dos bombons, mesmo que eles estejam lá, adquiridos pelo trabalho dos seus pais. O quadro muda no momento em que os pais alcançam os bombons. A criança pode, então, desfrutar ou desprezar os doces.

     A reconciliação da humanidade com Deus está feita. Pelo padecimento e morte de Jesus, o perdão está conquistado. Pela sua ressurreição, a vitória sobre o pecado, o diabo e a morte está selada. Temos vida com Deus à disposição, por causa da graça e misericórdia do eterno e santo Pai celestial. Porém, como poderemos desfrutar deste perdão e salvação? Quando não mais achamos loucura, algo sem sentido, esta boa notícia revelada em Cristo. Mas como isto acontece?
     Para a situação apresentada no início, talvez poderíamos sugerir uma cadeira, ou um escada para que a criança obtivesse êxito. Porém, quando se trata da reconciliação com Deus, não há improvisação, jeitinho, para alcançarmos por nós mesmos. Isso porque “não há justo, nem um sequer, não há quem entenda, não há quem busque a Deus; todos se extraviaram, à uma se fizeram inúteis; não há quem faça o bem, não há nem um sequer”. [o bem perfeito que possa alcançar justiça divina]. (Romanos 3.10-12)
     Como desfrutar da vida com Deus? Temos a bela resposta na explicação do terceiro artigo da confissão de fé cristã. Diz assim:
     “Creio que por minha própria razão ou força não posso crer em Jesus Cristo, meu Senhor, nem vir a ele. Mas o Espírito Santo me chamou pelo evangelho, iluminou com seus dons, santificou e conservou na verdadeira fé. Assim também chama, congrega, ilumina e santifica toda a cristandade na terra, e em Jesus Cristo a conserva na verdadeira e única fé. Nesta cristandade perdoa a mim e a todos os crentes diária e abundantemente todos os pecados, e no dia derradeiro me ressuscitará a mim e a todos os mortos, e me dará a mim e a todos os crentes em Cristo a vida eterna. Isto é certamente verdade.” (Catecismo Menor)
     No domingo passado (05/06), a igreja cristã celebrou o pentecostes (Atos 2). E assim confessa: Creio no Espírito Santo, um só Deus com o Pai e Jesus. É chamado de Espírito Santo porque nos santificou a nós cristãos, e ainda continua santificando a muitos.
     O Espírito Santo cria a fé verdadeira, para que nos apeguemos a Cristo Jesus – para que recebamos tudo o que nos é anunciado na Palavra de Deus a respeito de Jesus Cristo, nosso Salvador.
     Por meio da fé, que o Espírito Santo cria e mantém [pela Palavra, Batismo, Santa Ceia] a justiça de Cristo se torna nossa propriedade.
     Por obra do Espírito Santo somos levados a crer no Evangelho, e, então, recebemos e tornamos nosso o perdão e a salvação que Jesus conquistou na sua morte e ressurreição.
     “Creio que o Espírito Santo ME CHAMOU pelo evangelho, iluminou com seus dons, santificou e conservou na verdadeira fé.”
Pastor jnG

69 Anos de CEL Cristo Redentor

     Dia 12 de junho, último, celebramos os 69 anos da CEL Cristo Redentor. O Culto abriu as festividades, quando louvamos, adoramos, agradecemos ao gracioso Deus pelas infinitas bênçãos derramadas. Também pedimos para que Deus nos guie, ilumine e santifique em todo nosso viver cristão, como o tem feito até aqui.
     O Pastor pregador foi o rev. Ângelo Elicker, sob o tema: "Derramando a água da vida."
     Os grupos musicais, organista e o coro misto conduziram a parte musical.
     Após o culto aconteceu a confraternização, com um saboroso almoço.
     Nossa gratidão a todos os que se envolveram e se dedicaram para que esta celebração fosse possível.

MARCHA VITORIOSA!

     Conquistas humanas são muito festejadas. O time de futebol campeão, no entanto, não vive de lembranças do passado.
     Na vitória de Cristo nós temos uma vitória que não perde seu valor ou motivação.
    O período pascal nos confrontou com a vitória sobre a morte. Somos vencedores, mais do que vencedores. No dia festivo da Ascensão celebramos a entronização de Jesus. Ele, assentado à direita de Deus Pai, todo-poderoso é o Senhor de céus e terra, e bondosamente abençoa a sua igreja. Por Palavra e Sacramentos nos fortalece e revigora, nos anima e encoraja, nos mantém com nossos olhos e coração fixos no objetivo. E nós vamos em frente.
     Davi no Salmo 68 relembra a atuação de Deus em beneficio de seu povo. O povo de Israel de forma alguma poderia ignorar a situação terrível de sua escravidão no Egito, não só física e humana, mas também espiritual, sob uma religião e deuses pagãos, que ignoravam o Deus verdadeiro. Assim, Deus interveio, fazendo o povo sair do Egito, rumo à Terra Prometida.
     A história viva da vida de Israel não morre com a morte deste povo. Ela sempre será significativa porque prenuncia e aponta para a verdadeira libertação do povo de Deus.
     A história de vida do povo de Deus é humanamente impossível. Tudo dependia e depende da intervenção de Deus. Deus à frente, Deus seguindo o seu povo, Deus presente. Ele precisou de 40 anos para preparar Israel. O povo teve que aprender a confiança, através de muito sofrimento, com os olhos fixos no objetivo: a terra prometida. Paulo escreve aos coríntios: “…porque bebiam de uma pedra espiritual que os seguia. E a pedra era Cristo” 1 Co 10.1-4
     É assim que nós também aprendemos. Se Deus vai à nossa frente e retaguarda, a nossa marcha é vitoriosa. Por causa de nós mesmos, e dos inimigos vorazes, nós sofremos, e muito. Mas o Evangelho, a notícia do “amor do Deus presente”, nos renova a confiança. E assim, destemidos, não nos acomodamos, mas seguimos em frente.
     Estamos em marcha. Uma marcha diária rumo à nova Canaã.
     Cheia de obstáculos. Para a nossa segurança, Jesus subiu ao céu, gloriosamente, como o vimos na celebração da Ascensão. Assim passando pelo deserto, sabemos que Deus vai à nossa frente. O seu
poder está presente e se manifesta na grandeza de sua misericórdia.
     Restabelece, o povo oprimido pelo pecado, com o perdão, vida e salvação.
     E então ele nos admoesta nas palavras de 1 Pe 4: 12-13 - Amados, não estranheis o fogo ardente que surge no meio de vós, destinado a provar-vos, ... pelo contrário, alegrai-vos na medida em que sois co-participantes dos sofrimentos de Cristo, para que também, na revelação de sua glória, vos alegreis exultando.
     Deus em seu plano vencedor livrou seu povo da escravidão e o encaminhou para a terra que mana leite e mel. Deus se fez presente e acompanhou seu povo em busca do alvo.
     Nós estamos numa caminhada não mais fácil. A festa da Páscoa nos lembra um sofrimento muito maior. Ela nos faz passar pelo caminho da cruz. Não a nossa cruz, mas a cruz do santo e inocente Filho de Deus.
     Estamos ainda no deserto. Precisamos saltar muralhas. Trovões e relâmpagos nos assustam. Além de tudo, duvidamos. Relutamos em reconhecer a presença do Senhor, ao nosso lado, à nossa frente, à nossa retaguarda, apesar de ele mesmo dizer: “Eis que estou convosco todos os dias, até à consumação do século” (Mt 28.20)
     Por isso ele nos diz: Não estranheis. Alegrai-vos. Em frente. Vamos marchar. No deserto da vida nós temos uma só solução. O exemplo que Israel nos deixou conforme Paulo: “ …porque bebiam de uma pedra espiritual que os seguia. E a pedra era Cristo” 1 Co 10.1-4
     Em frente, na MARCHA VITORIOSA. Amém.
Pastor Erni Krebs


CULTO DE ASCENSÃO

   Neste dia 02 de junho, quinta-feira, a Igreja Cristã celebrou a Ascensão de Jesus (40 dias após a Páscoa). A CEL CRisto Redentor teve o culto de Ascensão, às 20h.
   A temática do culto foi: "Buscai as coisas do alto, olhando para o mundo".
  
Reflexão: VOU, MAS VOLTAREI
Feriado de Ascensão (Em Canela, RS)

   Eu tenho uma filha de dois anos e cinco meses. Seguidamente, quando estou saindo de casa, ela diz: “Pai volta?!”. Dar segurança, alento, proteção e tudo mais a ela, é a maravilhosa responsabilidade que Deus confiou a mim e a minha esposa. E que forte expectativa ela tem pela volta do pai ou da mãe. Grande alegria impera quando acontece a volta.
   Isto pode ilustrar a nossa relação com Deus. A partir da fé na obra redentora de Jesus, nos confiamos, como filhos amados, ao amoroso Pai Celeste de refúgio e fortaleza sempre presente.
   Nesta quinta-feira, dia dois de junho, estamos mais uma vez vivendo o dia da Ascensão de Jesus. O fato que aconteceu quarenta dias após a ressurreição de Jesus, relatado na Bíblia e assim confessado pela igreja cristã: “Jesus subiu ao céu e está sentado a direita de Deus Pai todo-poderoso, de onde á de vir a julgar os vivos e os mortos”. (Atos 1.6-11; Lucas 24.50-53)
   Jesus nos conforta com sua palavra, quando diz: “Não se turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em mim [na minha obra]. Na casa de meu Pai há muitas moradas [um lugar para cada um que crê]. Pois vou preparar-vos lugar. E, quando eu for e preparar-vos lugar, voltarei e vos receberei para mim mesmo, para que, onde eu estou, estejais vós também.” (João 14)
   Jesus disse: Eu vou! “Vou preparar-vos lugar!” Ele cumpriu e cumpre a sua promessa, pelo seu padecimento, morte, ressurreição e ascensão. Assim, o clamor para que Deus esteja conosco não ecoa no vazio.
   Jesus disse: Eu vou! Quando Jesus foi elevado às alturas, à vista dos seus discípulos, e uma nuvem o encobriu dos seus olhos., eles ficaram olhando fixamente para o céu. Porém, dois anjos apareceram e disseram: “Porque estais olhando para as alturas? Esse Jesus que foi elevado ao céu virá do modo como o vistes subir.” Jesus mesmo já havia advertido: “Meu reino não é deste mundo”. (João 18.36)
   Jesus disse: Eu vou! Como verdadeiro Deus sempre estava no céu. Porém, na ascensão a sua natureza humana participa em plenitude desta glória. Do alto da cruz exclamou: “Está consumado!” No Domingo da Páscoa Jesus ressuscitou, e, assim, selou a vitória sobre o pecado, a morte e o diabo. Na ascensão Jesus, Deus-homem, é exaltado acima de tudo e de todos. Passa a estar sentado à direita de Deus Pai, ou seja, ele reina, governa sobre tudo. É Rei dos reis, Senhor dos senhores. Como Jesus mesmo afirmou: “Toda a autoridade me foi dada no céu e na terra” (Mateus 28.18).
   Jesus disse: Eu vou! Assim, Jesus subiu acima de todos os céus, para encher todas as coisas. O clamor de cada um dos seus seguidores certamente é: Jesus, volta! Fica conosco! Neste sentido Jesus afirmou: “Não vos deixarei órfãos, voltarei para vós outros”. Pela ação do Espírito Santo em nós, pela Palavra, Batismo e Santa Ceia, Jesus cumpre sua promessa feita após sua ressurreição: “Eis que estou convosco todos os dias até a consumação do século.” (Efésios 4.10; João 14.18; 16.7; Mateus 28.20)
   Em meio aos nossos medos, dúvidas, insegurança, dificuldades e dependência de Deus, clamamos: Volta, Jesus! Fica conosco! E Jesus responde. Sim, estou contigo todos os dias. E eu voltarei visivelmente, e receberei para mim mesmo todo o que crê no meu nome [na minha obra] para que, onde eu estou, esteja todo aquele que me pertence. (João 17.22-24).
   Em Cristo, já ascendemos da incredulidade para a fé; da morte para a vida; da inquietude para a paz; da desesperança para a esperança além das coisas deste mundo. E, quando Jesus voltar, levará os que lhe pertencem à ascensão plena, completa.
   Enquanto isso, vale a dica do apóstolo Paulo: “Buscai as coisas lá do alto, onde Cristo vive, assentado à direita de Deus”. Isto não significa ficar longe das preocupações e chamados terrenos, mas Deus quer que você busque os tesouros celestes, para que você sirva a Deus e ao próximo com a mente, os olhos, o coração fito em Cristo, nosso Senhor e Salvador. (Colossenses 3.1)
  Grande alegria impera quando cremos na ascensão de Jesus.
Pr jnG

Encontro de Leigos (Homens)

O departamento de Leigos se reúne semanalmente (com algumas exceções), às 20h. Você é sempre bem-vindo. Abaixo, fotos do encontro do dia 06 de maio.



Sob o tema: "ACOLHENDO E INTEGRANDO PARA UMA PLENA E VERDADEIRA COMUNHÃO", desenvolvido pelo pastor emérito, rev. Johannes Gedradt, aconteceu mais um Encontro Distrital de Leigos. Foi em Igrejinha, às 20h. A Congregação Cristo Redentor de fez presente com 13 participantes. Seguem algumas imagens.