"Mas agradeçamos a Deus, que nos dá a vitória por meio do nosso Senhor Jesus Cristo. I Co 15.57"

O "REGIME" DA SALVAÇÃO

 
O “REGIME” DA SALVAÇÃO
Segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde), o Brasil ocupa o lugar de número 77 de um total de 191 países no que diz respeito a obesidade. O Rio Grande do Sul está entre os três primeiros líderes da obesidade no Brasil. Alguns afirmam ser culpa do “churrasco” e da falta de exercícios ou qualidade na alimentação. Enfim, os números são preocupantes como um todo e apontam para a necessidade de a população literalmente entrar num “regime” a fim de recobrar a saúde perdida. Pois as palavras do Salvador Jesus, no texto de Lucas também apontam para a necessidade de um “regime”: “Esforçai-vos por entrar pela porta estreita, pois eu vos digo que muitos procurarão entrar e não poderão.” (Lc 13.24). Para passar por esta porta, algumas medidas são necessárias, dentre estas, a principal: a fé em Cristo Jesus. Passar pela porta principal significa crer nele como único e suficiente Salvador. No entanto, muitas outras portas nos são oferecidas ao longo da vida.
Conta uma pequena história que um pequeno comerciante, não podendo mais suportar a concorrência de uma grande loja que ficava bem ao lado da sua, teve uma idéia pouco ética: Primeiro fez uma reforma em seu estabelecimento, tornando-o parecido com o interior da loja concorrente; Depois ele mudou o nome da fantasia de sua empresa para "PORTA PRINCIPAL"; Então, fez uma grande placa luminosa e colocou num lugar bem visível. Apesar da diferença entre as lojas, muitos desavisados acabavam entrando na porta errada, caindo no golpe.
É mais ou menos assim que Satanás tem atraído as pessoas à sua "Loja de Conveniências": porta larga, painel luminoso, fazendo-se passar pela porta principal, enganando os incautos. A porta estreita da salvação exige “regime” especial: alimentar-se da palavra de Deus e dos sacramentos, que nos nutrem e preparam para passar por ela. Confiando plenamente no Salvador, crendo nele e o confessando como seu Deus, alegremo-nos porque a salvação não é exclusividade nossa, mas está acessível a todos. Alegremo-nos por ter o irmão, irmã, a nosso lado na igreja! Lembremos de estar alertas permitindo que a porta do arrependimento seja constantemente nossa rota de passagem diária. É um regime dificil? É! Para o ser humano é impossível! Mas, para nosso Deus é possível, e um prazer nos levar para o seu banquete da salvação! O “regime” ocorrerá por breve tempo, pois na vida eterna, teremos acesso a todo o cardápio do Reino e celebraremos plenamente!
Que Deus nos conserve no regime da salvação e que permitamos sua condução reconhecendo nosso pecado e confiando no seu perdão. Amém!                       
Rev. Valdir Lopes Junior

CULTO DE INSTALAÇÃO PASTOR VALDIR LOPES JUNIOR

  


CULTO DE INSTALAÇÃO DO PASTOR VALDIR LOPES JUNIOR
 
                   No início deste ano tivemos que iniciar um processo de Chamado para novo pastor em virtude do Chamado aceito pelo pastor Jonas para a Congregação Concórdia de Ijuí(RS). Durante o  período de meados de Fevereiro a Abril deste ano, a Congregação contou com o apoio dos pastores eméritos Rodolfo Kirchhein e Johannes H.Gedrat, além de pastores do Distrito Hortênsias e de estudantes do Seminário Concórdia de São Leopoldo especialmente convidados para esta função.
                   Com alegria, a Congregação Evangélica Luterana Cristo Redentor viveu o momento de instalação de seu pastor recém chegado Reverendo Valdir Lopes Junior. Nascido em Canguçu, o pastor que antes atendia a Comunidade Luterana de Bom Jesus-RS, foi instalado no dia 21 de abril de 2013 em culto realizado às 19h. A instalação foi realizada pelo Conselheiro Distrital Reverendo Arnildo Schmidt. O pastor Valdir chega a Canela acompanhado de sua esposa Cristiane e sua filha Manuela.
                    Que Deus abençoe o trabalho da Cristo Redentor nesta nova etapa!


Pastor Valdir, esposa Cristiane e filha Manuela.

A CRUZ DE CRISTO


A CRUZ DE CRISTO DIVIDE O MUNDO!
 
                           A cruz é de fato um símbolo polêmico. Aos olhos do mundo era símbolo de vergonha e de suplício, sofrimento aos condenados. Porém, aos olhos do cristianismo ela transformou-se no símbolo da salvação da humanidade.
                           As palavras do Salvador Jesus em Lucas 12.51 nos mostram de fato, que a sua cruz divide o mundo: “Supondes que vim para dar a paz à terra? Não, eu vo-lo afirmo; antes, divisão. Estarão divididos: pai contra filho, filho contra pai; mãe contra filha, filha contra mãe; sogra contra nora e nora contra sogra.” (Lc 12.51,53) Para o povo que estava acostumado a ver Jesus como o Ungido, o Messias, o Príncipe da Paz, a cruz de Cristo era um escândalo. Afinal de contas, o judaísmo era uma religião da família, na qual as pessoas adoravam em grupo mais do que individualmente! Jesus previu que suas declarações poderiam cortar laços familiares e exigiriam decisões individuais. Por outro lado, para os que nele criam, a cruz de Cristo era o poder de Deus! Porque representava o sacrifício que nenhum ser humano poderia oferecer em troca da reconciliação com Deus. Sacrifício que estava por ser cumprido, segundo as próprias palavras do Salvador Jesus: Tenho porém, um batismo com o qual hei de ser batizado; e quanto me angustio até que o mesmo se realize! (Lc 12.50). O batismo do qual Jesus falara era a sua morte na cruz. Cruz que também faz parte, no sentido figurado, da vida de todos os cristãos, tendo em vista os sofrimentos que estes enfrentam ao longo da vida por causa de sua fé.
                           A cruz de Cristo divide o mundo, porque nos leva a olhar para o Salvador Jesus e não para nós mesmos. Ela nos leva a rever nossa posição diante do Senhor e considerar como prioridade o relacionamento com Ele antes de qualquer outra coisa. Isso significará enfrentar consequências ao longo da vida. Porém, nos é a garantia de que estaremos trilhando o caminho certo. Como diz o texto de Hebreus: “corramos com perseverança a carreira que nos está proposta, olhando firmemente para o Autor e Consumador da fé, Jesus.” (Hb 12.1-2).
                          Desta maneira, queremos juntos, olharmos para a Cruz de Cristo, na certeza de que ela é o poder de Deus para os que nela creem. Queremos juntos carregar também nossas cruzes, na certeza de que o Senhor não nos desamparará, mesmo que venham divisões, mesmo que enfrentemos resistência. Que Deus nos conduza nesta carreira da vida eterna. Amém.
Rev. Valdir Lopes Junior

CULTO DE CONFIRMAÇÃO



Aconteceu no dia 19 de maio de 2013, o Culto de Confirmação de 13 jovens de nossa Congregação.

São eles:
Cesar Augusto Gross Lodea; Chiara Meilen Scali Palaoro; Débora Bobsin; Douglas Juliel Tilkin Castelo Branco; Eduarda Elicker Michelon; Erick Eduardo Gross Pereira; Glória Sofia Muratalla Medina; Gustavo Ramisch Dias; Michele Gross de Mattos; Rithieli Gross Castilhos; Suelen Muller Schmidt; Theobaldo dos Reis Machado; Vitor Augusto da Silva.


 
 

A POSSE DA HERANÇA

 
Mais valioso do que ter a posse da herança, é saber-se herdeiro de um proprietário generoso e de uma herança inesgotável!
 
 
Estimada Congregação! Herança é um assunto muito sério.
 
Por causa de heranças, inventários são muitas vezes a causa de incompreensão e amargura entre familiares, causando intrigas, cicatrizes, ruptura de relacionamentos. Por causa da partilha de bens, causando a infelicidade de ambos os lados. No evangelho de Lucas (Lc 12.13-21) Jesus fala sobre o assunto herança ao ser solicitado a advogar em favor de um homem que requisitava seus direitos junto ao seu irmão. O Salvador então passa a falar da herança inesgotável (a vida eterna), apontando para o proprietário generoso (Deus). É por isso que Jesus condena a avareza: "...a vida de um homem não consiste na abundância dos bens que ele possui." (Lc 12.15b)
 
Jesus aponta para a verdade de que, saber-se herdeiro da vida eterna, não por direito adquirido, mas pela generosidade e amor do proprietário generoso, Deus, é algo consolador! Deus não somente nos dá de graça a herança da vida eterna, mas também nos capacita a administrar os tesouros terrenos que Ele diariamente nos entrega. Firmados em sua palavra, somos capacitados a fazermos bom uso de tudo o que Ele nos concede em seu amor e misericórdia.
 
Para fazermos bom uso da herança inesgotável, e em resposta ao proprietário generoso, somos desafiados diariamente a usarmos aquilo que temos como presente de Deus! Não pensando de forma egoísta, mas procurando usar de acordo com sua santa vontade , investindo no Reino de Deus! Sim, nossa mordomia de dons, tempo, ofertas, são resposta ao amor de Deus e ao bom uso da herança que Ele nos deu em seu filho Jesus Cristo!
 
Por isso, queremos juntos, pela palavra do Senhor, sermos herdeiros não no sentido de posse, mas no sentido do bom uso e também da gratidão ao Senhor que tudo nos deu e segue dando diariamente.
 
Assim, sigamos o conselho do apóstolo Paulo: "Portanto, se fostes ressuscitados juntamente com Cristo, buscai as coisas lá do alto, onde Cristo vive, assentado à direita de Deus." (Cl 32.1)
 
Buscando as coisas do alto, ou seja, fortalecidos em nosso Deus, poderemos desfrutar da herança inesgotável. Que assim seja. Amém.
 
Rev. Valdir Lopes Junior