"Mas agradeçamos a Deus, que nos dá a vitória por meio do nosso Senhor Jesus Cristo. I Co 15.57"

TODA A MINHA GRAÇA

"Este é meu Filho amado, em quem me comprazo". (v.17)

Aqui não se está dizendo outra coisa senão isto: Dou-lhes de presente toda a graça, amor e bondade que tenho em meu coração e a minha disposição. Pois, para que não duvidem nem venham a duvidar, eu agora lhes envio, não a Moisés ou um profeta, nem uma anjo ou santo, nem um tesouro de ouro ou prata, tampouco qualquer outro grande dom terreno ou celestial, mas meu único Filho amado, isso é meu próprio coração, e a eterna fonte e manancial de toda graça, e bondade, que anjo ou criatura alguma no céu e na terra consegue entender. Ele será o sinal e garantia de minha graça e amor contra seus pecados e temores. E como por nascimento e de direito ele é herdeiro único e Senhor de todas as criaturas, assim também, em Cristo, vocês serão filhos e herdeiros, tendo tudo o que ele tem e possui. Pois, além de nos presentear seu direito e herança, que ele tem por natureza, Cristo, vocês serão filhos e herdeiros, tendo tudo o que ele tem e possui. Pois, além de nos presentear seu direito e herança, que ele tem por natureza, Cristo, através de seu sofrimento e morte, como nosso Sacerdote e Bispo, nos ganhou e conseguiu a condição de filhos eleitos e herdeiros de seus bens. Veja, que mais poderia ele dar ou fazer? Poderia o coração humano desejar ou imaginar maior e mais sublime?

Como Lutero pregou?
CIL – Castelo Forte 30/12/1983
Leia em sua Bíblia: Mateus 3.13-17
(Evangelho do 2º Dom. após Epifania)

DEUS REPARTE A SUA SABEDORIA COM SALOMÃO

         Davi viveu em torno de 1.000 anos antes de Jesus nascer. Da sua descendência deveria nascer o Messias e Salvador. Davi foi o rei do povo de Israel, e ele também foi o grande salmista. De 150 Salmos que temos na Bíblia, Davi escreveu 73 Salmos. Davi morreu e seu filho Salomão foi o sucessor. Salomão sentiu-se pequeno diante da grande responsabilidade de governar Israel, o povo de Deus. Deus lhe aparece em Gibeom e lhe diz que poderia pedir o que quisesse. Salomão não pediu riquezas, nem vingança contra os inimigos de Israel, mas pediu SABEDORIA. Deus gostou do pedido e lhe deu Sabedoria e também riqueza, mas não o espírito de vingança. Essa história podemos ler em I Reis 3.3-15.
         A sabedoria de Salomão se manifesta na história que segue logo após o texto citado. Podemos ver a sua sabedoria nos 3.000 provérbios que escreveu, também nos 1.005 cânticos e obras científicas sobre botânica e zoologia. Salomão escreveu, inspirado por Deus, 3 livros da Bíblia: Provérbios, Eclesiastes e Cantares. Sobre a riqueza de Salomão você pode ler em I Reis 10.14-29.
          O seu governo se destacou muito visto que Israel se tornou o reino mais poderoso do mundo de então. Houve paz e prosperidade. Conquistou o mundo com a sua sabedoria sem fazer guerra.
        Uma obra marcante no seu governo foi a construção do Templo em Jerusalém. Podemos ler a respeito em I Reis capítulos 6 a 9. Era a construção mais suntuosa e de uma engenharia nunca vista antes.  Por dentro era banhado a ouro. Era a igreja, local do culto e adoração do povo de Israel.
         O mundo inteiro de então se curvou diante da sabedoria e capacidade de Salomão. Essa história de Salomão era para atrair reis e o mundo para o Deus de Israel, único Deus Pai, Filho e E. Santo, também nosso Deus. E essa história serve muito bem para logo depois do Natal e início do Ano Novo. No Natal lembramos a vinda do Messias e Salvador Jesus. Jesus é a manifestação visível da sabedoria de Deus. Ele veio cheio de “graça e verdade”(Jo 1.14 e “nele todos os tesouros da sabedoria e do conhecimento estão ocultos”(Cl 2.3).  Jesus nasceu para morrer e pagar os pecados de todos os seres humanos, vencer a morte e dar vida sem fim. Como o ser humano não consegue chegar a Deus, por si mesmo, Deus vem à ele, por Jesus, para o buscar e levar junto a Deus. Este é o sábio plano da salvação. A sabedoria humana contesta e acha que ela não precisa de Jesus. Procura outros meios de salvação. Deus, então, diz que outro plano é Anátema, e quem não crer em Jesus será condenado eternamente.  Para o início de um ano novo, nós queremos, como Salomão, também pedir SABEDORIA.  E Deus reparte a sua sabedoria conosco, pois nós a temos na Bíblia Sagrada. Pela fé nas verdades reveladas na Escritura Sagrada e no plano da salvação que Jesus celebrou, somos sábios e ricos; jamais queremos perder essa Sabedoria e Riqueza.  Assim, para sabermos viver sabiamente aqui no mundo, o manual divino é a Bíblia. E quando chegarmos ao final da nossa jornada terrena, queremos estar unidos, em fé, ao Salvador Jesus para com Ele viver em glória eternamente.
                                                                            Rev. Rodolfo Kirchhein

FESTA DA EPIFANIA

 
"VIM PARA ADORAR-TE"
 
"Pois Deus revelou a sua graça para dar a salvação a todos." (Tt 2.11 NTLH)
 
      Hoje, dia 06, a Igreja Cristã comemora a Festa da Epifania. A palavra Epifania, no Novo Testamento, designa a manifestação de Jesus, especialmente aos que não eram judeus. Por isso a Festa da Epifania é conhecida como o Natal dos Gentios.
      Jesus é aquele que viria para esmagar a cabeça da serpente, conforme está escrito no Livro de Gênesis, capítulo 3, versículo 15. Ele nasceu da descendência de Abraão. Quando Deus chamou Abraão, prometeu que dele faria uma grande nação e que nele seriam benditas todas as famílias da terra. Foi no meio desta nação, o povo judeu, que Jesus nasceu. Agora, o que deve ficar bem claro, é que os benefícios adquiridos por Cristo através de sua morte redentora na cruz do Calvário, não se destinam apenas ao povo judeu, mas também aos demais povos, raças, tribos e nações. Não importam pobreza ou riqueza, a cor da pele ou o grau de cultura. O versículo bíblico, escolhido como base desta mensagem  expressa isto com clareza quando diz: "Pois Deus revelou a sua graça para dar salvação a todos." Isto significa que Jesus está interessado na salvação de todas as pessoas que habitam neste mundo, Deus deseja a sua salvação, prezado amigo.
     A vinda de Cristo ao mundo para salvar  a todos nós, que somos por nascimento pecadores e, portanto, merecedores de castigo e condenação, é prova evidente de que o amor de Deus não tem limites. Quando João batista falou de Jesus, ele disse: "Aí está o cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo!" (Jo 1.29 NTLH). Portanto, o perdão e a salvação, que Cristo veio trazer, é para todos, sem distinção. Deus deseja, realmente, que todos sejam salvos. Por isso ele permite que a sua Palavra seja anunciada a todos. Isso inclui você.
     Deus não quer que você rejeite a sua Palavra, e sim, que você reconheça os seus pecados e o grande amor de Deus revelado em Cristo Jesus por você! E que você creia no Salvador Jesus de todo o coração, para a sua felicidade, não só aqui nesta vida, mas por toda a eternidade!
                                                                                              Adaptado: 5MJ-Edição Comemorativa
 

VIGILANTE E APERCEBIDO

          Muitos estavam acordados, mas nem todos estavam preparados para verem a cena de horror que surgiu em meio a disputa entre o brasileiro Anderson Silva e o americano Chris Weidman.
          Embora o acontecimento tenha sido chocante e triste, ele nos leva a profundas reflexões, principalmente quando olhamos para o texto do evangelho de Lucas 12.35-40. Um texto no qual Jesus está frisando a necessidade de estarmos vigilantes e apercebidos para o dia da sua volta.
          Quando Jesus fala em estar vigilante, ele está falando de ter conhecimento daquilo que a palavra de Deus enfatiza, a boa nova da salvação, destacada pelo apóstolo Paulo: “Deus não deixou de entregar nem o seu próprio Filho, mas o ofereceu por todos nós!”(Rm 8.32). Estar vigilante significa ter conhecimento desta notícia, significa ter conhecimento desta verdade revelada por Deus na Escritura. Em resumo, ter conhecimento da sua vontade para o ser humano.
          Estar apercebido é confiar nesta boa nova! Em outras palavras, não basta somente ter conhecimento da salvação, é necessário confiar e crer nela, ou como é o significado da palavra “apercebido” no português: é estar “abastecido”, “munido”, “provido”. É necessário alicerçar a vida nesta palavra para que se esteja preparado para o grande evento que será a vinda do Salvador Jesus no juízo final. Neste sentido, o Salvador enfatiza que é necessário estar com “cingido esteja o vosso corpo, e acesas, as vossas candeias”. (Lc 12.35), em outras palavras, estar de prontidão.
          Estivemos vigilantes em 2013?
          A palavra do Senhor se tornou mais conhecida para nós durante o ano que está terminando? Aproveitamos as oportunidades para conhecê-la mais e melhor? Será que não houveram momentos, em que buscamos respostas em outros lugares, do que na palavra do Senhor?
          Foi a vontade de Deus revelada em sua palavra, alvo de nossa confiança? Esteve ela sendo nosso guia em pensamentos, palavras e atitudes durante o ano que se encerra? Cremos com firmeza no que esta Palavra nos trouxe, através da fé?
         Encerramos um ano, onde mais uma vez enfrentamos coisas inesperadas. A nível de congregação, enfrentamos a perda de irmãos na fé muito queridos, que farão falta em nosso convívio. Levamos sustos através de doenças, de fatalidades que vivenciamos. Estávamos preparados para tais coisas? É uma pergunta muito difícil de ser respondida, porém, o salmista garante que aquele que se refugia no Senhor encontra nele fortaleza para enfrentar as dificuldades.
          Temos diante de nós um ano novo.
          Temos diante de nós uma nova oportunidade para estarmos vigilantes e apercebidos.
          Vigilantes para conhecermos mais e mais a vontade de nosso Senhor, pois somos eternos aprendizes. Apercebidos para crescermos no conhecimento da vontade de Deus e compartilhar este conhecimento com mais e mais pessoas, nos entregando mais e mais em confiança a Ele, na esperança concreta do cumprimento de sua promessa de salvação.
          Sendo assim, não haverá motivos para medo no retorno de Jesus.
          Por outro lado, não sabemos o que 2014 nos reserva em termos de acontecimentos, porém, um pedido podemos fazer a Deus, junto com o salmista: Ensina-nos a contar os nossos dias, para que alcancemos coração sábio.(Sl 90.12).
          Que Deus nos abençoe em mais um 2014, para que possamos estar vigilantes e apercebidos para a volta de Jesus e principalmente para este novo ano que Deus nos dá. Amém.
                                       Com carinho, Pastor Valdir.