"Mas agradeçamos a Deus, que nos dá a vitória por meio do nosso Senhor Jesus Cristo. I Co 15.57"

DEIXEM DEUS SER DEUS!






A frase de Lutero: "Deixem Deus ser Deus" é uma frase que merece bastante reflexão. Quem é Deus? Ou melhor, o que conhecemos a respeito dele? Sabemos que Deus mostrou-nos sua face através do Salvador Jesus Cristo. Porém, quem é Cristo? Martinho Lutero descreveu a visão que tinha de Jesus Cristo: “Empalidecíamos ao mero nome de Cristo, porque somente nos era apresentado como um juiz severo, irritado contra nós. Dizia-se-nos que, no Juízo final, nos pediria contas de nossos pecados, de nossas penitencias, de nossas obras. E, posto que não pudéssemos arrepender-nos o bastante, nem fazer obras suficientes, não nos restariam mais que o terror e o pavor de sua cólera.” Podemos perceber quão distorcida era a imagem que se tinha de Deus através do Salvador Jesus. Aliás, tal visão não é uma raridade em nossos dias. Muitas igrejas “cristãs” ainda pregam um Deus justiceiro e vingativo. Ao realizarem tal pregação, sonegam a verdadeira imagem de um Deus que, não ama o pecado, mas ama o pecador! O Deus que pode muito bem ser descrito conforme as palavras de João 3.16: “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.” Esta verdade Lutero apreendeu de tal maneira a ponto de declarar com plena convicção que Deus é “um forno em brasa repleto de amor”.
Estamos comemorando 499 anos da Reforma Luterana. Uma data que não nos faz ser melhores do que qualquer outro cristão, mas sim, uma data que nos faz lembrar da redescoberta do verdadeiro e puro evangelho que nos mostra, segundo a afirmação de Lutero, um Deus que aqueceu nossos corações com sua promessa de salvação cumprida amorosamente no envio de seu Filho Jesus Cristo. Neste sentido, lembremos do Deus de amor que foi novamente exaltado por ocasião da reforma através de seu servo Lutero. Vivendo em fé e amor, deixemos Deus ser Deus, ou seja, um Deus de amor e misericórdia que nos acolheu e nos quer levar para a vida eterna. Amém.
                                                                       Com carinho, Pastor Valdir