"Mas agradeçamos a Deus, que nos dá a vitória por meio do nosso Senhor Jesus Cristo. I Co 15.57"

Morando com Deus

     Celebramos mais uma vez o Natal. Mas o que é o Natal? Que diferença o Natal faz na nossa vida? Esta celebração se estende por cada dia de 2011?
     A cidade está enfeitada de forma maravilhosa. Em meio a muitos papai noéis, duendes, trenós... ainda encontramos a manjedoura, o presépio. Espero que as muitas luzes piscantes não nos ofusquem, mas que a BOA NOVA da salvação ilumine nosso coração, nossa mente, nossa vida em 2011 e sempre.
     Se para muitos a história do Natal de Jesus é lenda, folclore, fato irrelevante, ou a história do nascimento de um simples mestre, sabemos, pela palavra Viva de Deus, que o Natal é o AMOR Salvador do Pai Celeste em ação por nós. Nisto se manifestou o amor de Deus em nós: em haver Deus enviado o seu Filho unigênito ao mundo, para vivermos por meio dele (1 Jo 4.9)
     Este é o Natal de Jesus. O verbo [a Palavra - Deus] se fez carne e habitou entre as pessoas (Jo 1). Porém mal compreendido pelo mundo, longe de Deus, desde o começo. O Verbo estava no mundo, o mundo foi feito por intermédio dele, mas o mundo não o conheceu. Veio para o que era seu, e os seus não o receberam. Isso continua tão atual nos nossos dias. Um mundo que, em meio às ceias, enfeites, presentes, busca desejar a paz, sem saber onde (e somente onde), ela pode se encontrada; quem (e somente quem) a pode dar: CRISTO JESUS – o EMANUEL – Deus conosco.
     Deus deseja que todos creiam no nome de Cristo. Creiam na salvação que ele veio trazer a todo o povo. “A todos quantos recebem a Jesus, Deus dá o poder de serem feitos seus filhos.” (Jo 1.12) – filhos herdeiros, filhos amados do querido Pai.
     Muito se questiona sobre a data do nascimento de Jesus, afirmando não ter sido no dia 25 de dezembro. Possivelmente não tenha sido. Ninguém sabe ao certo quando foi. A Bíblia, no entanto, se preocupa em afirmar que Jesus nasceu, por que ele nasceu e que diferença o seu nascimento pode fazer em nossa vida.
     Hoje temos um belo calendário litúrgico que celebra cada passo de Jesus em nosso favor (Cristo no centro da vida). Celebra o que Deus, em Jesus, fez, faz e fará para a nossa Salvação, afim de que possamos ser acolhidos e integrados na sua família, no rebanho do Bom Pastor Jesus.
     Você já ouviu histórias do tipo: Nasci naquele dia mas fui registrado meses mais tarde? E se esse fosse o caso dos seus pais, que diferença isso faz? Importante, fundamental não continua sendo o fato de ser acolhido nos braços dos seus pais?
     O importante é que no tempo escolhido de Deus – vindo a plenitude do tempo – Deus enviou seu filho Jesus para ser o salvador de toda a humanidade (Gl 4.4). Em Cristo, Deus Pai está acolhendo em seus braços todo aquele que crê na obra do Redentor Jesus.
     No Evangelho de João, capítulo 1, lemos: “O verbo [Criador de tudo] se fez carne e habitou [morou] entre nós.” Todos nós temos familiares que habitam conosco, vizinhos que convivem conosco. Não faz diferença sabermos o dia exato que eles nasceram. Porém, faz diferença o que e como eles se relacionam conosco, e como nós nos relacionamos com eles.
     Deus veio morar entre nós com um propósito de salvação. O nosso relacionamento com ele é o foco do NATAL. Como Deus se relaciona conosco e como nós nos relacionamos com Deus é o que faz a diferença em 2011 e por toda a eternidade.
     Deus veio morar entre as pessoas. Alguns não o conheceram, mas Deus deseja que todos cheguem ao pleno conhecimento da verdade e desfrutem da paz, do consolo, da esperança que só Cristo Jesus pode dar.
     O Salvador prometeu: “De maneira alguma te deixarei, nunca jamais te abandonarei.” (Hb 13.5)
     Promessa do Pai Celeste que deseja morar e se relacionar conosco movido pelo seu amor revelado em Cristo Jesus. Nele, tenha um FELIZ 2011.
Pastor Jonas

CELEBRAÇÃO DE NATAL 2010

     Olá amigos. A celebração do Natal na Congregação Cristo Redentor aconteceu no dia 24 de dezembro, às 20h30m. Contou com a participação de crianças, jovens, adultos. Teve muita múscia, encenação, dança liturgica, momento da mensagem, recitação de versos e poesia.
     O tema da programação foi: "Jesus é a nossa alegria"
     Nossa gratidão e reconhecimento a todos que se dedicaram, empenharam para que este momento pudesse ser tão edificante para todos os que puderam e quiseram participar.
     Nossa gratidão ao amado Pai Celestial que cumpriu e cumpre a promessa de salvação, enviando seu filho unigênito Jesus Cristo. A ele todo louvor, toda honra, toda glória. Jesus veio para que a nossa alegria seja completa. EMANUEL. Deus conosco sempre está.

VEJA FOTOS em: http://picasaweb.google.com/celcrcanela/Natal2010
VEJA VÍDEOS em:
1- http://www.youtube.com/watch?v=u36bdnpigko
2- http://www.youtube.com/watch?v=5Y2sdJULNGo
3- http://www.youtube.com/watch?v=BAMzyU_tlIY
4- http://www.youtube.com/watch?v=3DdlBlrUSAk

+ LEIA A MENSAGEM DO PROPGRAMA DE NATAL

"JESUS A NOSSA ALEGRIA"
“Glória a Deus nas maiores alturas, e paz na terra entre os homens, a quem ele quer bem”
(Lucas 2.14)
1. Estamos aqui por causa do Natal de Jesus. Ele é a razão. A Igreja existe por causa das promessas de Deus que se cumprem todas, em Jesus.
2. Estamos aqui para dar glórias a Deus. Foi o que os anjos proclamaram. Jesus nasce para a glória de Deus. Na pequenez dele está a grandeza, a glória de Deus. Foi o que fez Maria: “a minha alma engrandece ao Senhor”. Foi o que fizeram os magos, dedicando a ele sua adoração, suas ofertas, seus presentes. A ele dedicamos a nossa festa, o glorificamos com o que somos e temos. O que vocês viram representado, foi apenas uma representação. Não é este nenê na manjedoura que adoramos. Mas, no menino nascido adoramos ao Jesus Deus Eterno, Senhor de tudo e de todos, em espírito e verdade. Ele, e só ele é digno de toda a glória.
E, por que não?
3. A mensagem angelical vai além: “paz na terra entre os homens a quem ele quer bem”. Paz. Conseqüência do Natal, da adoração, da festa da fé – paz na terra aos que ele quer bem. Paulo diz aos gálatas: “Vindo, porém, a plenitude do tempo, Deus enviou seu Filho, nascido de mulher, nascido sob a lei, para resgatar os que estavam sob a lei, a fim de que recebêssemos a adoção de filhos” (Gl 4.4,5).
Resgatados da Le,i que nos condena por causa do nosso pecado e assim nos faz sentir medo e terror, em Cristo, Deus nos adota como filhos. Perdoados, eu, tu, todos nós vivemos sob o reinado do Príncipe de Paz. É a paz da qual Jesus mesmo nos fala: “Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; não vo-la dou como a dá o mundo. Não se turbe o vosso coração, nem se atemorize” (Jo 14.27). Ele fala da paz, que perturbação, trevas deste mundo, medo e terror humano, não podem nos tirar. Os pastores das campinas se assustaram, mas a sua esperança, alimentada pela proclamação dos anjos, os levou ao encontro do menino nascido.
É isto que estamos fazendo aqui. É por isso que esta é a festa da paz. É isto que apesar da agitação e correria, nós podemos desfrutar em nosso coração, mesmo estando por vezes com olhos cheios de lágrimas de dor e desilusão.
4. Você que renasceu pelo nascimento de Jesus, olhe para Jesus. Pare. Feche seus olhos e veja Jesus em espírito. Ame-o. Adore-o. Glorifique-o! É um momento só seu e de seu Salvador. Fale a ele o que sente no coração. Acompanhe atentamente a oração: (Ao pé da manjedoura estou, Jesus, ó minha vida. O que me deste, aqui te dou com alma agradecida. Entrego-te com devoção, minha alma, mente e coração, aceita-os com agrado! – HL 16.1).
5. Agora estenda a sua mão. Olhe, e abençoe seu irmão, e diga comigo: Deus te abençoe. Deus te proteja. Deus te de a paz. Deus te de a paz .
6. A hora é de adoração. Por isso aqui estamos e nisto está a nossa alegria. Adoração ao único que é digno.
A hora é de paz. Esta é a conseqüência do nascimento do Salvador para aqueles que ele quer bem, ou seja, os que são dele.
Este é o Natal que vale à pena. Desfrute dele todinho, em todo o seu objetivo e todo o seu significado, e seja feliz. Tenha em Jesus um Feliz Natal, e que adoração e paz, sejam seus objetivos de vida nos dias futuros.
Os exemplos representados nesta noite, mais uma vez estiveram aqui para lhe motivar. “Glória a Deus nas maiores alturas, e paz na terra entre os homens, a quem ele quer bem” (Lucas 2.14). Amém.
Pastor Erni

NOITE DE ADVENTO EM SFP

No dia 07 de dezembro foi a Noite de Advento na CELSPedro em São Francisco de Paula, que recebeu e acolheu irmãos da CELCR Canela.
Um momento bem especial e importante, de meditação na Palavra de Deus (mensagem dirigida pelo pastor estagiário, Alexsandro Machado), de louvor ao nosso Salvador Jesus e de cofraternização alegre como família de Deus que somos.
Advento: Nossa esperança está em Cristo  Jesus, que veio, vem e virá.

VEJA FOTOS em: http://picasaweb.google.com/celcrcanela/NoiteDeAdventoSaoFranciscoDePaula

Subamos ao monte

    Vinde, e subamos ao monte do SENHOR (Isaías 2.3)
    Advento diz que o Natal está chegando. É o tempo de preparação para a celebração do Natal de Jesus.
     Vinde, e subamos ao monte do Senhor, diz o texto biblico. Vamos subir ao monte do Senhor. Quem vai junto nesta empreitada? Primeiramente queremos ir até a manjedoura.
     Nos Evangelhos temos o relato da entrada triunfal de Jesus em Jerusalém. Jesus entra na cidade de Deus. Um momento solene e festivo. Como Rei. Ele vai em direção ao templo. Com ele vai o templo maior, aquele que, segundo suas próprias palavras, seria destruído e reconstruído em 3 dias. Ele passaria pelo monte Calvário ou Gólgota.
    Nós hoje vamos ao seu encontro na manjedoura.
    Subir o monte pode ser bem difícil. Mas, o Advento nos convida: Vinde, e subamos ao monte do Senhor.
Por que monte? Pode parecer estranho, mas quantas
vezes o servir a Deus está relacionado a montes ou altos, lugares altos. Aqui, nosso texto nos convida a subir o monte.
     Vinde, e subamos ao monte do Senhor. A cidade de Deus e o templo de Deus se encontravam no monte Sião. Conseqüentemente, monte de Deus e cidade de Deus estão sempre relacionados a adoração.
     O Salmista exclama no Salmo 122: “Alegrei-me quando me disseram: Vamos à Casa do SENHOR.... para onde sobem as tribos, as tribos do SENHOR, como convém a Israel, para renderem graças ao nome do SENHOR”.(1,4) A casa do Senhor(templo) é o valor central da cidade de Deus. Portanto, o convite é para a adoração. A parada é para adoração. A alegria é pela adoração.
     Vinde, e subamos ao monte do Senhor. Este é o desafio de mais este advento.
     O nosso desafio, no entanto, vai além. O Apóstolo Paulo fala aos colossenses: “buscai as coisas lá do alto, onde Cristo vive, assentado à direita de Deus. Pensai nas coisas lá do alto, não nas que são aqui da terra.” (3. 1,2)
     Subir o monte do Senhor, desta forma, nos faz ver mais. Nos faz olhar para dentro da eternidade. O texto de Isaías, que hoje nos desafia , descreve uma cidade especial preparada para os fiéis. Nos diz ele: “Nos últimos dias, acontecerá que o monte da casa do Senhor será estabelecido no cume dos montes, e se elevará sobre os outeiros, e para ele afluirão todos os povos.”(Isaías 2.2)
     Um texto maravilhoso que projeta o advento eterno.
     Fala do momento em que estiver cumprido todo o propósito de Deus. Esta prometida Jerusalém é formada de pedras vivas, edificadas sobre Jesus, a pedra angular(Atos 4.11). Seus cidadãos são o povo de Deus, reunido dos 4 cantos do mundo. Será um retorno ao Paraíso. É isto que nós contemplamos quando ouvimos o desafio: Vinde, e subamos ao monte do Senhor.
     Mas, antes de lá aportarmos, olhamos para o menino Jesus da manjedoura. Contemplamos o seu nascimento. Pensamos no preço que ele pagou para ser o redentor da humanidade. O seu desprezo por muitos ao entrar em Jerusalém. A sua exposição no monte do Calvário, elevado em rude cruz. Nele vemos aquele em quem temos o caminho para a Jerusalém celeste. Com os olhos fixos nele pensamos nas coisas lá do alto. Celebramos o advento de nosso Senhor.
    Vinde, e subamos ao monte do Senhor.
     Então, quem vai junto nesta caminhada para o cimo do monte?
     Nossa caminhada já iniciou. Subimos ao monte do Senhor. À casa do Senhor. À comunhão daqueles que são templos vivos do Senhor. Vamos ao Natal. E pelo natal de Jesus, seguimos a comitiva da sua vitória como Rei dos Reis e Senhor dos senhores. E assim, você e eu, teremos um grande e inesquecível Natal.
Pastor Erni Krebs

DEC - Reunião de Confraternização

Dia 09 de dezembro, às 19h, aconteceu a reunião de confraternização das professoras do DEC - Departamento de Educação Cristã. Neste ano, o marido ou namorado de cada professora foi convidado a participar.
Inicialmente teve um momento de reflexão, desenvolvido pela professora Gisele, presidente do DEC. Após tratamos de alguns assuntos relacionados ao trabalho em 2011.
Em seguida foi servido uma saborosa janta e deliciosa sobremesa. O costumeiro 'amigo secreto' também foi revelado.

VEJA FOTOS em:
http://picasaweb.google.com/celcrcanela/EncontroDasProfessorasDoDECConfraternizacaoFimDeAno#

Encontro de Jovens - Três Coroas

Foi um domingo bem legal. Um encontro de jovens bem descontraído, reunindo diferentes paróquias do Distrito Hortênsias.
Veja as fotos no link abaixo e tenha uma ideia do encontro.
http://picasaweb.google.com/celcrcanela/JovensTresCoroas#

Noite de Advento

No dia 02 de dezembro tivemos a tradicional "Noite de Advento". Foi um momento marcante, com boa participação. O encontro foi abrilhantado pelos alunos de música da CELCR, apoiados por instrumentistas mais experientes e o coro, os quais puxaram o louvor ao nosso Deus que veio, que vem, que virá - revelando-se em Cristo Jesus. Na Noite de Advento oramos, cantamos, estudamos a Bíblia, conversamos, confraternizamos.
Tudo com o principal objetivo: Viver o período do Advento preparando-nos para a celebração da vindo do Senhor Jesus, conforme as promessas fiéis de nosso Deus.

VEJA FOTOS da Noite de Advento 2010 em:
http://picasaweb.google.com/celcrcanela/NoiteDeAdvento#

Encerramento Atividades 2010 - Departamento de Servas

No dia 24 de novembro, às 15h, aconteceu a última reunião do Dpto. de Servas para este ano de 2010.
Teve momento de estudo e reflexão, canto, oração, homenagens, amigo secreto, e o tradicional e saboroso chá.
As reuniões das servas sempre são uma excelente oportunidade para estudo da palavra de Deus, bem como para convívio entre as irmãs, e para juntos assumirem trabalhos e projetos específicos, visando o crescimento do reino de Deus.
Você é sempre bem vindo neste grupo.

VEJA FOTOS:
http://picasaweb.google.com/celcrcanela/ChaDeEncerramentoDeptoServas#

Bolo real

Esses dias fui ao aniversário de minha afilhada, que completou 5 anos. A decoração, já de longe, anunciava que ali havia motivo de festejo. Ali havia algo a ser celebrado.
Sim, o motivo do bolo era real. A aniversariante estava lá. Corria feliz com seus amigos. Pulava eufórica na cama elástica. Lembro-me bem de quando ela nasceu. Tão pequenina no colo de sua mãe, ou deitada no seu berço.
Chegou a hora de cantar o ‘Parabéns a Você’. O canto era alegre e empolgante. As velinhas foram assopradas. Mas aquele lindo bolo ficou sobre a mesa. Ele não era real. Estava lá sim, mas era de borracha, ou outro material. Não era para ser fatiado e saboreado. O bolo não era ‘real’.
Estamos mais uma vez no tempo do Advento. Período especial de preparo para o festejo do Natal. Os enfeites espalhados pela nossa cidade, já de longe, anunciam que há motivo de celebração.
A causa do festejo é real. Jesus de fato nasceu. Quem testemunha isso são os que com suas próprias mãos tocaram em Jesus, andaram com ele, viram ele com seus próprios olhos (1 João 1.1ss).
Os evangelistas e apóstolos do Novo Testamento lembram bem de tudo o que aconteceu e fazem o relato histórico. “José subiu de Nazaré, da Galiléia, à Belém, da Judéia, a fim de alistar-se com Maria, sua esposa, que estava grávida. Estando eles ali, aconteceu completarem-se-lhe os dias, e ela deu à luz o seu filho primogênito, enfaixou-o e o deitou numa manjedoura, porque não havia lugar para eles na hospedaria” (Lucas 2.1-7).
O primeiro filho de Maria recebeu o nome de Jesus, porque ele salva o povo dos pecados deles. Também chamado de Emanuel, que quer dizer: Deus conosco. (Mateus 1.18-25)
A missão deste menino está descrita nestas palavras: “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.” (João 3.16) De fato, “quem crer e for batizado será salvo.” (Marcos 16.16)
Quando Jesus já estava caminhando em direção à Jerusalém para padecer, morrer e ressurgir em favor da humanidade, perguntou aos seus apóstolos: “- Quem dizeis que eu sou?” E Pedro, movido por uma resposta divina, disse: “- Tu és o Cristo [o Messias, o escolhido]”.
Nos dias de hoje, leio o nome do Salvador escrito em letra minúscula, assim: ‘cristo’. Quem assim escreve, pensa que ele não é real. Que não é pessoa. Supõe que ‘cristo’ é algo dentro de cada um de nós, uma energia, um potencial.
Esta idéia nos leva a vivermos uma situação desconcertante. Quando temos bolos, nozes, chocolates e ceias reais, porém o motivo dos festejos natalinos não ultrapassando presépios de borracha, gesso, ou outro material.
Meu amigo. Cristo Jesus não é irreal. Jesus é Rei dos reis. Deus forte. Maravilhoso Conselheiro. Pai da Eternidade. Príncipe da Paz. (Isaías 9.6)
O apóstolo Paulo escreve assim: “Vindo, porém, a plenitude do tempo, Deus enviou seu Filho, nascido de mulher, nascido sob a lei, para resgatar os que estavam sob a lei, a fim de que recebêssemos a adoção de filhos.” (Gálatas 4.4,5)
O motivo do festejo não está em nós. Não celebramos o ‘cristo’. O motivo do festejo é para nós. Celebramos o Cristo, o Messias, que nasceu para nossa salvação. Seu nome é Jesus.
Cristo Real. Bolo real. Vida real.

Pastor Jonas Naor Glienke

PASSAGEM DE ANO

    Pode parecer estranho para muitos, mas estamos na Semana da Passagem de Ano. Neste domingo está iniciando o novo ano da Igreja, marcado pelo primeiro domingo de Advento. É o ano da Igreja.
    Destacamos em nossa reflexão o texto de Malaquias 3. 16,17. Como um dos últimos profetas do AT, ele tem uma palavra especial para o povo de Deus do AT, e também para nós hoje, quando lembramos o tempo que passa e que marca o inicio de um Novo Ano. Fixemos nossa atenção no texto:
“Então, os que temiam ao SENHOR falavam uns aos outros; o SENHOR atentava e ouvia; havia um memorial escrito diante dele para os que temem ao SENHOR e para os que se lembram do seu nome.
     Eles serão para mim particular tesouro, naquele dia que prepararei, diz o SENHOR dos Exércitos; poupá-los-ei como um homem poupa a seu filho que o serve.
     O pano de fundo do texto bíblico nos confronta com a história do povo de Deus, Israel do AT. Apresenta duas realidades bem diferentes. De um lado estão aqueles que reclamam do Senhor, falam mal dele. De outro lado estão os que temem ao Senhor.
     Nada diferente da realidade de nossos dias. Ou seria diferente?
     O povo reclama que não vale à pena ser fiel a Deus. Até parece que os infiéis se dão melhor do que os fiéis.
     Aparentemente uma posição presente hoje, e entre nós. E não só em termos políticos e sociais. Também na vida religiosa. Os que falam e pregam o que pensam e o que o povo quer ouvir, normalmente são melhor sucedidos.
     A nossa visão, no entanto, pode ser diferente, se olharmos para as verdades da Palavra de Deus. E aí veremos não só um Deus que é verdadeiro, mas também um Deus que ama o seu povo de tal maneira que o salva no sacrifício de seu Filho, Jesus Cristo, nosso Salvador. Um Deus que congrega e pastoreia a sua Igreja.
     A realidade deste Deus, você e eu, ninguém, pode contestar. O ano que chega ao final nos atesta a ação e intervenção deste Deus por nós e para nós. E suas promessas, como sua histórica atuação por nós, nos motivam à confiança, confiança plena e encorajadora.
     No texto bíblico, transcrito acima, temos a expressão do grande amor de Deus pelo seu povo. Há uma mensagem para o povo que teme ao Senhor. Aqui fala de um memorial. Impossível de ser ignorado.
Muitas vezes, dominados pelos problemas, sentindo-nos pequenos frente as dificuldades, impotentes perante os desafios, nós cansamos, nos decepcionamos e deixamos de confiar. E assim, olhando para trás, fixamos nosso olhar nas dificuldades, e então pisamos em frente incertos e incrédulos quanto ao que nos espera.
     O texto quer eliminar da nossa vida esta forma “incrédula” de ver e agir. “Eles serão para mim particular tesouro”, diz Deus. Você e eu estamos incluídos nesta palavra. Apesar das falhas que desqualificam a cada um de nós, Deus em Cristo Jesus nos vê como um tesouro, conquistado a preço de sangue, e agora particular, preparado e reservado para aquele Dia.
     Paulo diz aos colossenses que Deus nos libertou do império das trevas e nos transportou para o reino do Filho do seu amor. Já fazemos parte do seu reino, Ele já nos fez seu tesouro particular, e assim seguros, pé a pé, entramos no novo ano, clamando felizes a toda voz: Vem Senhor Jesus! O que é o tema do tempo de Advento.
     É disso que os que temiam ao Senhor, falavam uns aos outros.
     É isso que você e eu precisamos lembrar a cada novo dia. Certamente teremos um Feliz Ano Novo. Ano de espera pelo Senhor. Bem diferente daqueles que não confiam, por serem cegos ao amor de Deus.
Pastor Erni Krebs

FIM DA LINHA

     Quando dizemos que um empreendimento, um relacionamento, ou determinada situação da vida chegou ao ‘fim da linha’, podemos estar dizendo que tudo acabou. Agora, quando nos referimos a
um atleta que chegou ‘ao fim da linha’, podemos estar falando de alguém que recebeu o prêmio da vitória.
     E o que representa, para você, o‘fim da linha’ de mais um dia, mês, ano, da sua vida aqui neste mundo?
O fim do ano se aproxima. É o ‘fim da linha’ de 2010. Já começamos a fazer o balanço do ano que passou, projetando, com esperança, 2011. Porém, antes mesmo que seja de nossa vontade chega o ‘fim da linha’ de nossa vida aqui. E o que isto significa para nós? Que tudo acabou, ou que o prêmio da vitória poderá ser desfrutado em plenitude?!
     A corrida do menino nascido em Belém, Jesus, foi longa. Humanamente falando, quando estava pendurado no alto da cruz, parecia ter chegado ao ‘fim da linha’, tipificando derrota total. Mas ali, apenas parecia ser o ‘fim da linha’. Ao terceiro dia ressuscitou, selando a vitória sobre a morte, o pecado e o diabo. No ‘fim da linha’ de Jesus Cristo, a vitória é total.
     O apostolo João escreve: “Porque todo o que é nascido de Deus vence o mundo; e esta é a vitória que vence o mundo: a nossa fé [na corrida de Cristo Jesus por nós]. 1 João5.4
A celebração do Natal está ai. Os belos enfeites nos encantam. O Papai Noel já desceu, em nossa cidade, no dia quatorze de novembro. Me parece que, às vezes, o ‘fim da linha’ do nosso Natal seja a venda, o lucro, muita festa.
      Mas o ‘fim da linha’ da festa do Natal de Jesus, de cada um dos enfeites, de cada presente, de cada confraternização está expressa nestas palavras de Paulo: “Não que eu o tenha já recebido ou tenha já obtido a perfeição; mas prossigo para conquistar aquilo para o que também fui conquistado por Cristo Jesus... mas uma coisa faço: esquecendo-me das coisas que para trás ficam e avançando para as que diante de mim estão, prossigo para o alvo, para o prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus.” Filipenses 3.12-14
     Que eu e você possamos dizer com o apóstolo Paulo: “Graças a Deus, que nos dá a vitória por intermédio de nosso Senhor Jesus Cristo.” 1 Coríntios 15.57
     Que ‘fim da linha’ cheio de esperança, paz, felicidade e VIDA. “Jesus nos deu vida, estando nós mortos em nossos delitos e pecados. Efésios 2.1
Pastor Jonas

CONGRESSO ESPORTIVO DE JOVENS DH




Aconteceu em Parobé, nos dias 13 e 14 de novembro, mais um Congresso Esportivo de Jovens. As modalidades foram: Ping-pong masc. e fem.; vôlei masc. e fem.; Knips masc. e fem; e futebol de salão masc. e fem.. O grupo de jovens da CELCR conquistou o 3º lugar no ping-pong masculino, e 3º lugar no vôlei masculino. No futebol quase passamos para a fase semi-final. Quase! Ah se não fosse o 'quase'... 
E olha o destaque:  O jovem Vinícios Krebs ganhou de melhor jogador de vôlei da competição.

ACAMPADENTRO DA JULUCA






     Nos dias 30 e 31 de outubro a JULUCA teve mais um "Acampadentro". Cada um trouxe seu colchão, travesseiro e coberta. Nos hospedamos no lar da nossa congregação. Teve momento de brincadeiras, caça ao tesouro, jogos, hora de repor as energias, devoção, oração, canto [também teve hora do pastor pedir pela 35ª vez que os jovens dormissem, parando com a bagunça. Podem acreditar! Às 2:30h todos estavam ferrados no sono, dormindo como anjinhos {só quando dormem...!!}]. 
     Bacana foi que os jovens participaram do Culto especial pelo dia da reforma luterana, que foi no dia 31, às 8:30h. Foi legal. Que possamos repetir a dose em breve.

Culto Pelo Dia da Reforma Luterana

    O "Culto Especial Pelo Dia Da Reforma Luterana", foi no dia 31 de outubro, às 8:30h. Um momento especial de celebração, gratidão e adoração ao Pai Celestial. Na mensagem do culto, proferida pelo pastor Erni, relembramos e reafirmamos os pilares da Igreja Cristã: Somente a Escritura; Somente a Graça; Somente a Fé.
     
         Na parte inicial tivemos um breve resumo da história da Reforma, em forma de filme, preparada pelo pastor estagiário, Alexsandro Martin Machado.
      Também o coro misto e um grupo musical abrilhantaram o culto, conduzindo o canto.

REFORMA LUTERANA! Dissidência da Igreja Cristã?

Uma questão importante a considerar é o significado de”reforma” em termos bíblicos.
Um relato que chama a atenção é a história relatada no Livro de 2 Reis, a partir do capitulo 21. O Rei de Judá era Josias. Hilquias era o sumo-sacerdote. Hilquias encontrou, em meio a entulhos, o Livro da Lei. Josias ordenou que o livro fosse lido perante todo o povo. Mais do que isto, que a prática de culto e adoração fosse adaptada ao que dizia o Livro da Lei, e fez uma aliança com Deus com base nas Palavras da Lei. A vida religiosa do povo de Judá experimentou assim uma grande Reforma.
A história da Igreja Cristã, que tem os seus primeiros passos relatados no Livro bíblico de Atos, é a exemplo da história de Judá, uma história de fidelidade à Palavra de Deus e de momentos de esquecimento da mesma. A Reforma Luterana foi um destes momentos de redescoberta e volta à Palavra de Deus, com o objetivo de readaptar a vida e o culto da Igreja ao que diz a Palavra de Deus.
Muitas vezes se pensa na “Reforma Luterana” como uma dissidência. E não foi. Alguns séculos antes da Reforma aconteceu um cisma. De 1378 a 1409, sediados em Roma e Avignon, os papas Urbano VI e Clemente VII dividiram o Papado. Antes disso já ocorrera a divisão entre a Igreja Romana e a Oriental.
A Reforma Luterana não veio como dissidência. Antes teve o objetivo de ser reforma, ou, a exemplo do povo de Deus no AT, uma volta às verdades da Palavra de Deus, única norma de fé e vida da Igreja. É claro que este propósito não foi assim reconhecido, nem visto com bons olhos, o que levou à excomunhão do monge Martinho Lutero em 1521. Mesmo assim, com ele ecoou para dentro da Igreja e para o mundo de então e de hoje a máxima “Sola Scriptura”, ou seja, somente a Escritura (Bíblia Sagrada) é verdade da fé e da vida cristã.
O Profeta Isaias, inspirado por Deus, comparava a vida humana à erva, e dizia: “Seca-se a erva, e cai a sua flor, mas a palavra de nosso Deus permanece eternamente”(Isaias 40.8). Jesus disse aos seus discípulos: “Se vós permanecerdes na minha palavra, sois verdadeiramente meus discípulos; e conhecereis a verdade e a verdade vos libertará”(João 8. 31,32).
A volta à verdade da Palavra de Deus. Esta foi a razão do movimento da Reforma Luterana dentro da Igreja Cristã, e este continua a ser o grande legado da mesma para toda a humanidade
Congregação Evangélica Luterana Cristo Redentor. Rua Martinho Lutero, 64.
Pastor Erni Krebs

OUTUBRO – MÊS DA REFORMA LUTERANA

    A história da Igreja Cristã nos confronta com o movimento da Reforma, celebrado mais precisamente no dia 31 de Outubro.
    Trazemos para reflexão alguns destaques do artigo: A REFORMA DA IGREJA ACONTECE PELA FORÇA DA PALAVRA, artigo da Revista Mensageiro Luterano, Outubro de 2010.
    A Reforma da Igreja se faz com a pregação da Lei e do Evangelho, porque somente a Lei e o Evangelho produzem o verdadeiro arrependimento e a verdadeira mudança de vida.
Em 1539, em um estudo sobre os concílios, Lutero escreveu que a verdadeira Reforma da Igreja é diária. A Reforma da Igreja está em curso em toda casa, igreja e escola onde a Palavra de Cristo é pregada. Pais e mães, professores, pastores são os verdadeiros reformadores da Igreja: uma família reunida em oração e estudo bíblico, segundo Lutero, é um verdadeiro concilio reformador da Igreja; um professor contando histórias bíblicas para seus alunos, ou um pastor ensinando o catecismo, é um verdadeiro reformador da igreja.
     Se autoridades da Igreja apenas permitissem a livre pregação do Evangelho na Igreja, disse Lutero em escritos dessa época, também eles se converteriam em verdadeiros pastores do rebanho de Deus e verdadeiros reformadores. Mas a Igreja não tem necessidade, segundo Lutero, de estruturas que não estejam comprometidas com a pregação diária e livre do Evangelho de Cristo na Igreja.
    Onde o Evangelho é livremente pregado, a Reforma da Igreja está em curso. E novos reformadores são formados continuamente nestes lares, escolas e igrejas.
     A Reforma da Igreja acontece pela força da Palavra de Deus.
Pastor Erni Krebs

Visita à Sra. Frida Meinhardt

O Departamento de Servas teve, nesta quarta-feira (20/10), mais uma reunião regular com estudo bíblico.
Contudo, a reunião foi na residência da sra. Frida Meinhardt, que está com dificuldades de vir até a igreja.
Foi um momento de crescimento e convívio bem especial.


Veja fotos da visita à sra. Frida no link:
http://picasaweb.google.com.br/celcrcanela/VisitaFridaMeinhard20102010#

Dia da Família

No dia 17 de outubro aconteceu o III Dia da Família. Este ano foi em São Francisco de Paula.


A temática do encontro foi: "A família cristã ora". Foi um dia de comunhão maravilhosa.

Veja as fotos no link:

Parabéns Professores!!

Damos honras e louvores a Deus por oportunizar, capacitar e motivar a cada um de tal forma que presenciamos momentos memoráveis. Trabalhamos unidos, somamos dons, compartilhamos, planejamos, avaliamos, erramos e acertamos juntos. Conectados uns com os outros, fizemos a festa da missão cristã com as nossas crianças, com humildade, dedicação e empenho, dentro das nossas possibilidades.
“Ensina a criança no caminho em que deve andar, e, ainda quando for velho, não se desviará dele.” Pv 22.

Feliz Dia do Professor!!

Programação pelo Dia da Criança

A programação especial para as crianças pelo seu dia foi no sábado, dia 09 de outubro. Iniciou às 16h, quando teve momento de ensaio e preparo para o culto, brincadeiras e um saboroso lanche.
Tudo preparado pelas professoras do DEC [departamento de educação cristã] e outros auxiliares voluntários.
Às 19h foi o culto preparado pensando de maneira bem especial nas crianças. Foi um momento edificante e muito bom, pois louvamos o Salvador Jesus e ouvimos a sua santa Palavra.

No final do culto, cada criança ganhou uma lembrança e as professoras da Escola Dominical e Pré-Confirmatório foram homenageadas.
VEJA mais fotos em:
http://picasaweb.google.com.br/celcrcanela/DiaEspecialParaAsCriancas#

Encontro de Casais

Na sexta-feira do dia 08 de outubro aconteceu mais um Encontro de Casais. A temática abordada pelo pastor Erni foi: "Vida em Comunhão."
Após o momento de louvor, estudo e oração, tivemos um saboroso jantar preparado pela turma da foto ao lado.

Encontro de Leigos

No dia 01 de outubro tivemos uma encontro bem especial no Departamento de Leigos (Departamento de homens).
Na oportunidade, o sr. Jorge Martin trouxe um resumo das palestras que aconteceram no Congresso Nacional dos Leigos, em Camboriú, SC, no final de agosto passado. 
Além disso, conversamos sobre o projeto da Liga de Leigos Distrito Hortências, que trata do auxílio à formação de pastores de nossa igreja. Nosso departamento esta engajado neste projeto, com participeção de mais de 40 leigos/homens.
Também lançamos um novo desafio para os próximos 2 mêses, quando queremos estudar e debater o livro "Os leigos da minha Igreja", do Pr. Leopoldo Heimann.
Todos estão convidados para estes momentos. Às sextas-feirtas, às 20h. Você é bem-vindo.

Culto Especial pelo Dia do Idoso

O Dia do Idoso é comemorado no Brasil no dia 1º de Outubro, em razão da criação do estatuto do idoso em 1º de Outubro, de acordo com a lei número 11.433 de 28/12/2006.
 Para envelhecer bem é necessário, primeiramente, ter a vida construída sobre a Palavra de Deus. É preciso também que a pessoa, ainda na idade adulta, pratique esportes, mantenha uma alimentação saudável, participe de programas de integração social, mantendo relacionamentos com outras pessoas de sua idade, pratique atividades produtivas, etc. É preciso que os idosos sejam tratados com reverência, amor, respeito e consideração. Os mais novos precisam olhar para a experiência de vida dos mais velhos. É o que fez Timóteo, conforme constatação do apostolo Paulo, quando escreve: “…Estou ansioso para ver-te [Timóteo], para que eu transborde de alegria pela recordação que guardo da tua fé sem fingimento, a mesma que, primeiramente, habitou em tua vó Lóide e em tua mãe Eunice, e estou certo de que também em ti.” 2 Tm 1.4,5
Aconteceu na última quarta-feira, na reunião do Departamento de Servas o Culto Especial pelo Dia do Idoso.


 Após o culto foi servido um saboroso chá.

“A beleza dos jovens está na sua força, e o enfeite dos velhos são os seus cabelhos brancos.” Pv 20.29

Encontro Distrital de Juventudes Mirins

No último domingo a Juventude Mirim (Jumica) da Congregação se reuniu e seguiu viagem para Três Coroas, onde aconteceu o Encontro Esportivo Distrital das Juventudes Mirins. A abertura do Encontro foi feita pelo Pastor Edson Pinz com uma devoção e logo após seguiram os jogos de futsal masculino e feminino, e ping-pong masculino e feminino.


SIMPLES QUERER

A vida humana é repleta de vontades, de desejos, de objetivos. Cada um de nós almeja tantas e diferentes coisas. As nossas vontades se movimentam num universo de acertos e erros, de boas e más escolhas.
Muito daquilo que queríamos, nós já temos. Outras nós ainda vamos alcançar, e muitas nunca teremos. E aqui cabe a pergunta: De tudo isso, o que realmente é indispensável e fundamental para um viver que vale a pena?
Pensando no assunto “querer”, lembro das palavras do apóstolo Paulo na primeira carta a Timóteo, capítulo 2, versículo quatro a seis, onde lemos: “O qual [Deus] deseja que todos os seres humanos sejam salvos e cheguem ao pleno conhecimento da verdade.”
Deus também tem uma grande vontade. Tem um desejo, um QUERER para com cada um de nós. E toda a sua ação em nossa vida tem o objetivo de nos levar para debaixo do seu QUERER último – a reconciliação do ser humano com Deus, possibilitando uma esperança além de toda e qualquer vontade nesta única vida terrena que cada um de nós tem.
Eis o surpreendente Evangelho revelado na obra de Cristo Jesus:  “Deus não quer algo de nós. Ele simplesmente nos quer”. (C.S. Lewis)
A verdade, a qual Deus deseja que conheçamos e que nos possibilita a salvação, é esta: “Porquanto há um só Deus e um só Mediador entre Deus e os seres humanos, Cristo Jesus, homem, o qual a si mesmo se deu em resgate por todos: testemunho que se deve dar em tempo oportuno.” 1 Timóteo 2.5,6
E que tempo oportuno temos na presente época abarrotada de idéias espiritualistas que nos QUEREM levar a acreditar que nossa vontade e conduta seja o meio que nos leva à Deus.
A nossa vontade espiritual, sozinha, sem ação de Deus em nós, deseja buscar a Deus, porém somente encontra deuses os quais esperam que conquistemos o favor divino a partir de vontades, supostamente meritórias, em nós. Esta é a idéia de justiça a partir da razão humana, que jamais retrata a verdade da justiça divina.
“Deus deseja que todos os seres humanos sejam salvos e cheguem ao pleno conhecimento da verdade”. E para que este SIMPLES QUERER se realize em nós, há um só mediador: Cristo Jesus; e uma só vontade meritória: a compaixão do Eterno Deus revelada na obra de Cristo Jesus, em sua morte e ressurreição, como nosso substituto.
“Deus não quer algo de nós. Ele simplesmente nos quer”. Pela fé em Cristo, somos feitos propriedade exclusiva de Deus. 1 Pedro 2.9 
Observe bem o quanto este querer misericordioso de Deus de fato nos dá uma nova vontade. Um querer com novas prioridades e novos alvos, marcados pelo amor e pela gratidão. 
Pr. Jonas

Visita da Congregação Rei Jesus de Novo Hamburgo

No último sábado, a nossa Congregação recebeu uma visita muito especial, a Congregação Rei Jesus de Novo Hamburgo. Na ocasião a Congregação Rei Jesus participou do culto, com a banda acompanhando os hinos, o grupo de Dança Litúrgica e o declamador de poesia, sr. Pedro Pescador. O pregador do Culto foi o Pastor Adalmir Wachholz, com o tema: "Ser Fiel". Logo após o culto houve o momento de confraternização no salão.


Palavras do Pastor:
Queridos amigos! Antes de qualquer coisa é muito bom poder preparar e esperar este momento de comunhão entre as duas congregações. Aliás, pouco praticado em nossa igreja. Lamento apenas que foi assim meio atropelado, em cima da hora, mas pela disposição e pronto atendimento da congregação de Canela, podemos curtir um belo momento, um pouco mais cedo do que o planejado, com os irmãos daí.

Queremos fazer o melhor para compartilhar o amor de Deus pela música, expressão corporal e pela mensagem da Palavra falada. Ansiamos por este momento e rendamos gloria e louvor ao nosso Deus.
Muito obrigado, em nome da Congregação Rei Jesus de Novo Hamburgo, pela oportunidade. Oportunamente queremos ter a alegria de tê-los em nossa congregação no Vale dos Sinos. Quem quiser prestigiar e viver estes momentos com a gente é bem-vindo. Alguns detalhes de nosso trabalho como congregação, da banda, do grupo de dança, podemos compartilhar logo após o culto.
Um grande abraço a todos, especialmente a congregação e aos pastores.
Cordialmente pastor Adalmir Wachholz.

Confira todas as fotos em: http://picasaweb.google.com/celcrcanela/CongregReiJesusNovoHamb#

Visita para Sra Leopoldina Bauermann

No dia 15 o Departamento de Servas, visitou a Sra Leopoldina Bauermann, um momento muito especial. Teve o momento de estudo, momento de louvor, de oração, Santa Ceia, e claro, o momento de chimarrão acompanhado de um bolinho e muita conversa gostosa.

Viagem para Alto Rio do Terra

Alguém conhece Alto Rio do Terra???

“Sim conhecemos”, alguns da congregação irão dizer. Pois é, foi no dia 12 de setembro que conhecemos a localidade Alto Rio do Terra, interior de Terra de Areia, onde se localiza a Congregação “Jesus o Salvador”. Na ocasião, foram duas lotações de ônibus acompanhar o Pastor Jonas, que foi o pregador do Culto Festivo. No local foi oferecido café-da-manhã e um saboroso almoço.
Pastor Natalício Osvald e Pastor Jonas


Confira as fotos dos melhores momentos: http://picasaweb.google.com/celcrcanela/ViagemAltoRioDoTerra#

Um momento especial - Congresso de Crianças

No dia 11 de setembro as crianças da Escola Dominical participaram do Congresso do DEC, que reuniu crianças de Canela, Gramado e Linha Brasil. Aconteceu na Escola Bom Pastor em Linha Brasil, e para começar tivemos um momento de louvor e adoração ao nosso Deus, onde as crianças tiveram a oportunidade de ver as professoras representando a devoção.

Este momento foi realmente muito especial, pois os adultos puderam compartilhar experiências e num trabalho conjunto mostrar como podemos usar nossos braços em relação a Deus, ao próximo e a Igreja. Depois vieram as brincadeiras e o momento tão esperado, o lanche.
Hoje vivemos num mundo onde não sabemos mais quem são as pessoas que convivem conosco, e de repente você percebe que o perigo está muito mais perto do que imagina. Percebe que cada vez mais pessoas estão se desviando de Deus e vivendo de ilusões e filosofias vãs.
Educadores fazem destas filosofias seu material didático e levam para sala de aula ensinamentos que não são fundamentados na Palavra de Deus.
São momentos marcantes como este que deixam claro a importância de investir na educação cristã de nossas crianças, participar com elas dos cultos, levar para a Escola Dominical e incentivar a leitura bíblica e a devoção em casa.
Agradecemos de coração a receptividade que tivemos em Linha Brasil e esperamos reunir muito mais crianças no próximo Congresso.
Crianças, não esqueçam de compartilhar o que aprenderam!
Por Josiane Ramisch Dias

PASTOR E OVELHAS

Deus usa em sua palavra a relação pastor-ovelha, para destacar a sua relação com seu povo.
O intuito dessa comparação é expressar seu amor. Este amor é destacado nos textos bíblicos. Ele, no entanto, é contestado, pisado e continuamente falsificado e destruído. Vendo o perigo deste fato, Deus nos admoesta em sua palavra.
Ele nos chama de ovelhas. Mais do que isto: pessoas responsáveis por ovelhas. Não ovelhas que disputam um espaço, mas sim ovelhas que unidas formam um rebanho.
As ovelhas são seres dependentes. Elas necessitam do cuidado do pastor. A ovelha que depende do pastor é buscada pelo mesmo. Todos são pecadores e dependem do pastoreio.
Deus, o Senhor do rebanho, não despreza nem descarta a responsabilidade daqueles que afastam as ovelhas de sua comunhão. As ovelhas estão dispersas muitas vezes por razão dos maus lideres, infiéis e desobedientes a Deus.
Historicamente esta realidade é a razão das palavras da profecia de Ezequiel 34. A sua mensagem de esperança se volta para um povo exilado. A opressão que eles vivem não é apenas material, terrena, de amplitude humana. A opressão é tanto mais forte no contexto espiritual. Falsos deuses semeiam cada vez mais engano e perdição, e o povo se afunda cada vez mais em seu desespero.
Ezequiel bota o seu dedo na moleira. Ele censura os lideres do povo. São aqueles que ignoram as necessidades das ovelhas. São aqueles que as conduzem por caminhos errôneos. São aqueles que pensam em si e não conseguem enxergar o bem-comum.
Um outro aspecto parece até estranho, mas merece a nossa reflexão. Deus fala contra as ovelhas gordas e fortes. Comem o pasto e pisoteiam as sobras. Tomam a água pura e turvam o restante. A acusação é muito séria e também atual. A dominação e o afastamento da verdade trazem sofrimento ao verdadeiro rebanho de Deus. Seguem pelo caminho e gordas derrubam, pisoteiam e machucam as outras.
Neste contexto desolador, Deus mesmo tem uma palavra de esperança: “Porque assim diz o SENHOR Deus: Eis que eu mesmo procurarei as minhas ovelhas e as buscarei. Como o pastor busca o seu rebanho, no dia em que encontra ovelhas dispersas, assim buscarei as minhas ovelhas; livrá-las-ei de todos os lugares para onde foram espalhadas no dia de nuvens e de escuridão. Tirá-las-ei dos povos, e as congregarei dos diversos países, e as introduzirei na sua terra; apascentá-las-ei nos montes de Israel, junto às correntes e em todos os lugares habitados da terra. Apascentá-las-ei de bons pastos, e nos altos montes de Israel será a sua pastagem; deitar-se-ão ali em boa pastagem e terão pastos bons nos montes de Israel. Eu mesmo apascentarei as minhas ovelhas e as farei repousar, diz o SENHOR Deus. A perdida buscarei, a desgarrada tornarei a trazer, a quebrada ligarei e a enferma fortalecerei; mas a gorda e a forte destruirei; apascentá-las-ei com justiça”.(Ez 34.11-16)
E o próprio Senhor Jesus fala deste seu amor na parábola da ovelha perdida: “Qual, dentre vós, é o homem que, possuindo cem ovelhas e perdendo uma delas, não deixa no deserto as noventa e nove e vai em busca da que se perdeu, até encontrá-la? Achando-a, põe-na sobre os ombros, cheio de júbilo. E, indo para casa, reúne os amigos e vizinhos, dizendo-lhes: Alegrai-vos comigo, porque já achei a minha ovelha perdida”.(Lucas 15.4-6)
Na comparação bíblica está um belo desafio para a Igreja de todos os tempos. E há denominações que excluem a figura do pastor. O exemplo do pastor está no Grande Pastor. No seu amor que continua a se manifestar em sua igreja.
Pastor Erni Krebs

19º Congresso Nacional de Leigos - Balneário Camboriú SC


Sob o lema "DO SENHOR TEMOS A FORÇA", com base na palavra de Deus em Ne 8.10 - A ALEGRIA DO SENHOR É A VOSSA FORÇA - realizou-se, entre os dias 26 e 29 de agosto do corrente ano, o 19º Congresso Nacional da LLLB. O Congresso realizou-se em Balneário Camboriú - SC e reuniu mais de 600 inscritos. Boa parte dos leigos acompanhados de suas respectivas esposas. Representaram o departamento de Leigos de nossa Congregação, Renato Bauermann, Gilmar Gottschalck e Jorge I. Martin, orientados e guiados pelo Pastor Jonas.

Foi uma excelente oportunidade para crescimento espiritual. Entre outras atividades foram apresentadas quatro palestras, a seguir:
  1. Do SENHOR temos força! ... para uma vida em família e na Sociedade, pelo Sr. Augusto Kirchhein;
  2. Do SENHOR temos força! ... para guiar os leigos, pelo Dr Frederico da Silva Reis;
  3. Do SENHOR temos força! ... para uma vida de Fé, esperança e amor, pelo Pastor Flávio Luis Horlle;
  4. Do SENHOR temos força! ... para cuidar de cuidadores, pelo Pastor Thomas Heimann.
Por: Jorge I. Martin

A PORTA AINDA ESTÁ ABERTA

As portas ainda estão abertas. Em que situações poderíamos usar esta frase? Diante de um convite à reconciliação? Oportunidade de emprego? Volta para casa? Corrida ao supermercado, banco, farmácia? Quando voltas para a tua congregação depois de tempo afastado ou indiferente, e as portas ainda estão abertas.
Que portas estão abertas e que portas estão fechadas diante de nós?
Num certo dia Jesus estava indo por cidades e aldeias, ensinando, caminhando rumo à Jerusalém, onde seria crucificado. Surge alguém e lhe pergunta: São poucos os que serão salvos?
Jesus, sem responder a pergunta, muda o sentido da curiosidade para apontar para a convicção pessoal de cada um. Jesus diz: “Esforçai-vos por entrar pela porta estreita, pois eu vos digo que muitos procurarão entrar e não poderão.”Lc 13 24
“Esforçai-vos” para entrar pela porta estreita. No original grego, o termo é passivo. A tradução poderia ser: “Que vocês sejam levados a ser esforçar.” Uma condição que podemos ter a partir de uma ação em nós. Nas palavras de Isaías: “Buscai o Senhor enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto.” Is 55. 6.
“Esforçai-vos.” Esta é a admoestação de Cristo. Vivam uma vida entregue e confiada ao Senhor. Sigam os passos da graça. Lutem contra o pecado. Despojem-se da velha natureza e vistam-se da nova natureza – sempre de novo. Cl 3.9,10 O apostolo João na 1ª epístola diz: “Filhinhos, guardai-vos dos ídolos” [da religiosidade inventada pela razão humana, das falsas portas anunciadas como meio de entrar no reino de Deus. Largas portas, porém falsas]. 1 Jo 5.21
Jesus diz: “Quando o dono da casa se tiver levantado e fechado a porta, e vós, do lado de fora começardes a bater, dizendo: Senhor, abre-nos a porta, ele vos responderá: Não sei donde sois.”Lc13.25 O desconhecimento é por não ser filho. Os que chegam com religiosidade exterior, com a sua suposta obediência, sua conduta meritória, recebem o veredito: “Não conheço vocês!”
“O testemunho verdadeiro é este: que Deus nos deu a vida eterna, e esta vida está no seu Filho [Jesus]. Aquele que tem o Filho[crê na sua obra salvadora na cruz] tem a vida (entra pela porta); aquele que não tem o Filho de Deus não tem a vida (fica do lado de fora).” 1 Jo 5.11,12 É um chegar sob a graça e compaixão revelada em Cristo.
Quando está fechada a porta...! Quantas portas nós fechamos? Quanto resistimos em abrir a porta estendendo o perdão à outra pessoa na congregação, na família, no trabalho... Quanto fechamos as portas diante das necessidades do próximo? Quantas vezes nos omitimos em nos envolver para que as portas da igreja cristã continuem abertas?
Porém Deus, em sua misericórdia, ainda mantém a porta aberta. A porta ainda está aberta. Vinde, entrai pela porta estreita do arrependimento e perdão. Pela porta da cruz de Cristo. Pela porta do amor reconciliador de Deus revelado em Jesus.
Hoje é o tempo da oportunidade. O tempo da graça. Hoje é o dia da salvação. Uma vez fechada a porta, fechada está.
“Muitos virão o Oriente e do Ocidente, do Norte e do Sul e tomarão lugares à mesa no reino de Deus.” Lc 13.29 Só não tomará lugar aquele que ignorar a porta estreita: – somente a fé, a graça, a Bíblia, a cruz de Cristo. Jesus é o único salvador. Ele diz: “Eu sou a porta.”Jo 10.7; Ap 3.8 E Jesus prometeu: “Batei, e abrir-se-vos-á”. Mt 7.7
Amados. A porta ainda está aberta. Deus, em sua misericórdia, ainda mantém a porta aberta. Temos a sua Palavra soando aos nossos ouvidos e sendo administrados o Batismo e a Santa Ceia. Venham! Entrem! Sentem à mesa do Senhor.
Pastor Jonas Naor Glienke

2º Dia da Música

O instrumento musical precisa estar ligado à fonte. O teclado, por exemplo, sem estar ligado à energia, nada produz. Permanece um toque vazio, sem som, sem serventia. Mas ligado à energia, a arte do tecladista aparece. A arte é diferente da artificialidade da memória do instrumento, que o pode fazer tocar sozinho. Nós precisamos analisar a nossa vida. Não adianta querer tocar agora, e só nos ligar à fonte depois. Precisamos estar ligados. Não basta a artificialidade da máquina, ou a tradição e cultura religiosa. Precisamos mais. Agora é hora. De distinguirmos a palha do trigo. Distinguir quem fala em nome de Deus. De reconhecermos os sinais. Não do tempo, mas da obra de Cristo, presente na Palavra e nos Sacramentos. De vivermos perseverantes na fé. Na fé em Cristo, conforme destacado nos exemplos dos textos do Evangelho. Instrumentos musicais nos fazem pensar em música. Música significa salmos, louvor. Louvor pressupõe fonte, motivos e razões. Distinguindo a palha do trigo, reconhecendo o sinais, e vivendo perseverantes na fé, estamos ligados a Cristo. E o louvor brota naturalmente em nossa vida. Para nós,por isso, todo o dia é dia de música, melhor, de louvor, “ao único que é digno”.   P. Erni
No dia 15 de agosto aconteceu o 2º Dia da Música, iniciando às 08:30 h com Culto.


Após o Culto foram realizadas oficinas de teclado, violão, baixo e bateria....

... mas também teve a oficina da cozinha, pois naquele domingo todos queriam almoçar juntos.

Na parte da tarde...

... o resultado foi a formação de um coral com todos - alunos, familiares e amigos - onde foram ensaiados duas musicas para serem apresentadas no culto do sábado seguinte, 21/08. 





E o louvor brota naturalmente em nossa vida. Para nós, por isso, todo o dia é dia de música, melhor, de louvor, “ao único que é digno”. Amém.