"Mas agradeçamos a Deus, que nos dá a vitória por meio do nosso Senhor Jesus Cristo. I Co 15.57"

ORAÇÃO NO TEMPO DE QUARESMA

(Traduzida pelo pastor J. H. Gedrat. Já existe, no alemão, há perto de 200 anos.
Mostra que hoje ainda assim cremos na obra da salvação como aqueles de então)

Meus pecados, minhas maldições, minha condenação, meu pesar e tristeza, meus temores e incertezas, minha agonia eterna foram jogados sobre ti, meu Senhor Jesus, e tu carregaste tudo com paciência e determinação. Alegro-me com isto e te agradeço de todo o coração. Sim agora sou justo diante de Deus por tua causa. Deus me ama e me abençoa por causa do que tu fizeste por mim. Deus me consola e me dá a bem-aventurada vida eterna. Ó meu Salvador Jesus, concede-me o teu Espírito Santo para que agarre, receba e guarde com firmeza tudo o que Deus, por tua intermediação, me concede tão misericordiosamente. Amém.

CULTOS QUARESMAIS

Momentos especiais para contemplar a obra de Jesus por nós:
Todas as quartas feiras, às 20h, Cultos Quaresmais
Dirigidos pelos Eméritos, pastor Rodolfo e pastor Johannes
Venha participar.´Você é nosso convidado especial.

     Estamos, sob a graça de nosso Deus, vivendo mais um período de Quaresma. Vamos juntos dizer com o poeta sacro: "Quero, ó Cristo, meditar no teu sofrimento; do teu trono vem guiar o meu pensamento. Possa eu ver, ó meu Jesus, quão atroz tormento exigiu na infame cruz nosso salvamento... Não me faças ver, porém, tua dor somente, mas a causa e o grande bem quero ter em mente." [Hino 85 Hinário Luterano]
     Faça-me ver a causa e o grande bem da tua dor, Senhor Jesus. Martinho Lutero escreve:
      NOSSOS PECADOS ESTÃO SOBRE O CORDEIRO
     “E, vendo Jesus passar, disse: Eis o Cordeiro de Deus”. (João 1.36)
      Assim, nosso fundamento principal é que sabemos onde nossos pecados estão colocados. Porque a lei os coloca sobre nossa consciência, mas Deus os afasta de nós e os coloca sobre os ombros do Cordeiro. Pois, se são colocados sobre mim e sobre o mundo, estamos perdidos, porque o pecado é forte e poderoso demais. Mas Deus diz: “Eu sei que seus pecados lhe são pesados demais, por isso, eis que desejo tirá-los de cima de você e colocá-los sobre o meu Cordeiro”. Isso você deve crer, pois se assim fizer, estará livre do pecado. O pecado só pode estar em dois lugares: ou está com você, pesando sobre sua nuca, ou está colocado sobre Cristo, o Cordeiro de Deus. Se o pecado estiver sobre suas costas, você está livre e será salvo. Escolha, pois, o que preferir. Segundo a lei e a justiça, seus pecados deveriam permanecer sobre você; mas, por graça, são colocados sobre Cristo, o Cordeiro. Não fosse assim, e se Deus quisesse entrar em juízo conosco, estaríamos perdidos. Esse é um texto claro, fácil de entender, e essas são palavras vigorosas. [Leia em sua Bíblia: João 1.35-42]

COMPREENDES A MORTE DE JESUS?

   Há momentos que nos fazem pensar em fatos especiais ou na fraqueza humana.

   Quem não parou para pensar no terremoto e tsunami que abalaram a superdesenvolvida e preparada nação japonesa.
   Jesus respondeu aos líderes judeus: Destruí este santuário, e em três dias o reconstruirei.(João 2.19) O que ele está dizendo?
   É comum a afirmação: eu não leio a Bíblia porque não a entendo. Muitos pedem ajuda em suas dúvidas. Outros procuram adequar a palavra que não entendem, aos seus conceitos pré-formulados. Em sua palavra, Deus sempre de novo nos recomenda a ouvir, ler, permanecer na Palavra.
   O que realmente Deus diz num determinado texto bíblico? Se olhamos ao nosso redor, veremos interpretações as mais variadas, e muitos justificam dizendo que cada um pode ou deve interpretar um texto a seu modo.
   COMPREENDER O SENTIDO REAL DO TEXTO – este é o grande desafio. Jesus lhes respondeu: Destruí este santuário, e em três dias o reconstruirei.
   Jesus falou estas palavras ao povo judeu presente no templo. Isto depois de tomar uma atitude de autoridade frente aos que se julgavam donos do templo, do mesmo modo como hoje muitos agem.
   Até os próprios discípulos do Mestre apenas mais tarde compreenderam o sentido de suas palavras.
   Filipe precisou explicar o texto bíblico para o eunuco etíope que se justificou: “como posso entender se ninguém me explica?” (At 8.31).
   O que Jesus viera fazer, quem ele era, o que diziam as suas palavras? O povo não conseguia entender o que Jesus fez. Também não entenderam o que Jesus lhes dissera como resposta. Entenderam que Jesus queria destruir, e reconstruir em 3 dias o templo que Herodes reconstruíra em 46 anos. Você, eu e toda a humanidade, a partir do que Jesus disse, racionalmente teríamos tido o mesmo entendimento do povo judeu, assim como hoje não conseguimos entender o devastador de fenômenos naturais como os vividos no Japão..
   Hoje, a maioria pergunta: como pode a morte de Jesus, resolver o problema do meu pecado?
   O profeta Isaías nos diz: “O Senhor Deus diz: Os meus pensamentos não são como os seus pensamentos. Assim como o céu está muito acima da terra, assim os meus pensamentos e as minhas ações estão muito acima dos seus”(Is 55.8,9)
   A razão humana não compreende as coisas de Deus. A razão divina precisa nos transformar, como Paulo diz aos romanos, por ação do Espírito Santo que ele nos legou. “Portanto, quando falamos, nós usamos palavras ensinadas pelo Espírito de Deus... Mas quem não tem o Espírito de Deus não pode receber os dons que vem do Espírito e, de fato, nem mesmo pode entendê-los.” ( 1 Corintios 2,13,14)
   Não podemos ter dúvidas sobre o que Jesus veio fazer, e o que ele mesmo afirma em suas palavras. Nas palavras acima citadas, difíceis de entender, ele aponta para sua morte e ressurreição. O templo que seria destruído e reconstruído em 3 dias é o santuário do seu corpo. Morto, ao terceiro dia ele ressuscitou. É isto o que precisamos: compreender o que Jesus de fato fala.
   COMPREENDES A MORTE DE JESUS?
   Aproveita este período da quaresma para contemplar o profundo amor do Salvador. Amém.
Pastor Erni

JUVENTUDE MIRIM

A juventude mirim reiniciou suas atividades no dia 12 de março. Serão dois encontros mensais, aos sábados pela manhã, conectados à Instrução de confirmandos.
Um grupo de auxiliares e os pastores, estarão à frete deste trabalho.
Veja fotos da turma da juventude mirim em: 

JANELA

   Ninguém de nós construiria uma casa sem janelas para morar. Elas são fundamentais. Ventilam e iluminam a casa. Além disso, através delas enxergamos o mundo lá fora.

   Pelas janelas vemos além do nosso reduto ou situações que vivemos. O quadro é variável. Pode ser algo bom ou ruim, rotineiro ou surpreendente, que nos prende a atenção ou que passa despercebido.
   Nesta semana vivemos mais um carnaval. Meses de preparo, ensaios, folias e festas antecipadas, até chegarem os cinco dias do auge.
   Em meio a tanta ‘alegria’ sendo extravasada, as janelas se impõe. Cento e oitenta mortos nos transito, bêbados pelas ruas, sexo irresponsável e sem compromisso, brigas, DSTs e assim por diante.
   Depois de tanta energia gasta, resta o tempo para tratar da ressaca e começar a enfrentar a realidade que ficara esquecida, ou que agora se impõe por causa de uma escolha mal feita. A alegria fabricada dá lugar à realidade que vislumbramos através das janelas que a vida põe diante de nós.
   Claro que teve também aquele que aproveitou o feriado para descansar, viajar, ir à igreja. Até teve quem precisou trabalhar. Folião ou não, todos temos janelas diante de nós que nos fazem ver além da satisfação e alegria momentânea e curta. Nos mostram a realidade.
   Estamos mais uma vez vivendo um período do ano litúrgico da igreja que se chama Quaresma. São quarenta dias que antecedem a Páscoa reservados para olharmos através da janela da palavra de Deus e vermos o que Deus faz por nós em Cristo Jesus.
   Tudo é feito por Jesus para nos dar vida, quando estávamos mortos em nossos pecados; nos dar esperança, quando envolvidos pela dor; nos dar verdadeira alegria, quando sufocados pela tristeza e ocupados em fabricar alegria superficial, curta e frágil.
   Neste período de quaresma [e sempre] precisamos voltar nossos olhos para o que Deus nos revela através da sua santa Palavra. Considerar o amor que Deus manifesta em Cristo Jesus, que carregou sobre si a realidade do nosso pecado, para que nós pudéssemos desfrutar da realidade do perdão e reconciliação com Deus.
   Amigo, olhe pela janela que Deus põe diante de você, a Bíblia. Esta janela é fundamental. Ela ventila e ilumina a tua vida, tua família, teus amigos.
   Quaresma. Quarenta dias dedicados especialmente para sentarmos diante da janela do amor de Deus revelado na cruz de Jesus. Este tempo iniciou na quarta-feira de cinzas, dia nove de março, e se estende até a Páscoa.
   Se fizermos as contas, do dia nove até a Páscoa são mais de quarenta dias. Porém, a quaresma é o período de quarenta dias. Os domingos não são contados como dias quaresmais. São janelas do calendário litúrgico da igreja dedicados à maior das festas: A Festa da RESSURREIÇÃO. Cristo Jesus deu a sua vida espontaneamente em nosso favor, mas ao terceiro dia ressuscitou. Ele vive, nós viveremos.
   Nas palavras do próprio Salvador: “No mundo, passais por aflições; mas tende bom ânimo; eu venci o mundo.” (Jo 16.33)
   Olhando através da janela das promessas fiéis de Deus, nosso olhar vai além das coisas desta vida. Nosso reduto não está nas coisas ou fatos daqui, mas do que está no horizonte que de longe podemos avistar, enxergando em parte. Mas, quando estivermos lá, desfrutaremos tudo em plenitude de alegria. Graças a obra de Jesus.
   Como ir até lá? Jesus responde: “Eu sou a porta. Se alguém entrar por mim, será salvo.” (Jo 10.9) Amém.

Pastor Jonas

ACAMPADENTRO DAS CRIANÇAS

   Nos dias 5 e 6 de março aconteceu o Acampadentro do DEC (Departamento de Educação cristã).
Iniciou às 15h de sábado, estendendo-se até às 9h30min de domingo.

   Teve muitas atividades e momentos maravilhosos. As professoras capricharam. Agradecemos a cada um que se empenhou e dedicou (professoras, outros adultos, pais...) Tava bem legal.

   O ponto alto foi a participação das crianças no culto, o qual foi preparando pensando especialmente no público infantil. Foi um momento bem especial para aprendermos mais da palavra de Jesus, de louvarmos juntos o nosso salvador, de orarmos, ofertarmos, cantarmos ao nosso SENHOR e Deus.
Já estamos esperando pelo próximo acampadentro. Aguardem!

ONDE ESTÁ A PERFEIÇÃO?!

   Todo profissional dedicado busca realizar o seu trabalho da maneira mais perfeita possível. E quando está a contento, exclama: “Perfeito!”
   Mas, tratando-se de relacionamento humano, quando podemos exclamar: “Perfeito!” ?
   Tratando desta temática, Jesus nos apresenta o padrão de vida que Deus espera de nós, quando diz: “Ouvistes o que foi dito: Olho por olho, dente por dente. Eu, porém vos digo: não resistais ao perverso; mas, a qualquer que te ferir na face direita, volta-lhe também a outra; e, ao que quer demandar contigo e tirar-te a túnica, deixa-lhe também a capa. Se alguém te obrigar a andar uma milha, vai com ele duas. Dá a quem te pede e não voltes as costas ao que deseja que lhe emprestes. Ouvistes o que foi dito: Amarás o teu próximo e odiarás o teu inimigo. Eu, porém vos digo: amai os vossos inimigos e orai pelos que vos perseguem; ... Portanto, sede vós perfeitos como perfeito é o vosso Pai celeste.” (Mt 5.38-48)
   Que amostra de perfeição! Como isto tem sido observado no nosso viver na semana que passou? Na minha casa, na relação com familiares, no trabalho, no lazer, no que fizemos, deixamos de fazer, pensamos, sentimos, falamos. Fomos perfeitos segundo a perfeição de Deus?
    Dura lição. Impossível tarefa. Por nós mesmos, não somos perfeitos. Concluímos, pois, que somos justificados pela fé, independentemente das obras da lei. Sim, pois Jesus cumpriu isto por nós. Pagou o preço do nosso descumprimento. (Rm 5)
   Olhando para a obra de Jesus, vemos o texto citado acima cumprido com absoluta perfeição. “Feriram um lado da sua face, voltou-lhes a outra. Sortearam as suas vestes, capa, túnica. Andou milhas e mais milhas carregando sobre seus ombros a maldita cruz. Deu o que tinha de mais preciso em favor dos seus inimigos que lhe injuriaram, zombaram, esbofetearam... com seus pecados. A mim e a você, e a todos as pessoas do mundo, que não mereciam, mas que ele amou indistintamente, deu a sua vida, que nos trouxe da imperfeição para a perfeição. Jesus não volta as costas diante das nossas necessidades, sejam elas quais forem, mas se faz socorro bem presente nas tribulações. Tudo nos empresta, tudo nos dá, por graça, sem nenhum mérito ou dignidade de nossa parte.”
   Quando Jesus viu sua obra consumada exclamou: PERFETO! (Is 53.11) Jesus cumpre a PERFEIÇÃO e paga pela nossa IMPERFEIÇÃO, que nos faz morrer. Assim, a perfeição de Cristo nos faz viver, pois nos é atribuída pela fé que se firma sobre a obra de Cristo.
   Onde há perdão, há perfeição. Este é um alvo! Não é um meio, é um alvo! Cristo é o meio, a causa, a perfeição. Agora, esta perfeição é nosso alvo.
   A perfeição é possível na vida cristã. Está no pedido: Me perdoa? E na Exclamação: Te perdoo! Neste momento Jesus exclama: PERFEITO!
   Fácil? Não, não é fácil. Mas é cristão! É Dom de Deus. (Tg 1.17)
   A perfeição é possível na vida cristã. Fácil? Não! A Deus custou o sangue, o suor, a vida do seu único Filho, Jesus Cristo. A nós custa seguir Jesus, pois tudo está pronto, por graça, de graça, por compaixão.
   Então, sim, podemos exclamar: “Perfeito!”
   Fácil? Não, não é fácil. Mas é cristão! Amém.
Pastor jnG