"Mas agradeçamos a Deus, que nos dá a vitória por meio do nosso Senhor Jesus Cristo. I Co 15.57"

"É hora de olhar para fora"

        Conforme narra o evangelista João: "Quando, pois, o Senhor veio, a saber, que os fariseus tinham ouvido dizer que ele, Jesus, fazia e batizava mais discípulos que João (se bem que Jesus mesmo não batizava, e sim os seus discípulos), deixou a Judéia, retirando-se outra vez para a Galileía."(João 4.1-3)
        Esta passagem bíblica nos mostra que Jesus sabia que não era momento de confrontar os fariseus! Sua hora ainda não havia chegado. Entretanto, existe algo mais importante ensinado por Jesus neste contexto. Ao invés de concentrar-se no confronto com os lideres judeus, o Senhor canaliza seus esforços para a evangelização! Sim. Ele deixa a Judéia e vai na direção da Galiléia. No meio do caminho, um território não muito amistoso: a Samaria. Havia uma rivalidade muito grande entre judeus e samaritanos. Os judeus declaravam que Deus deveria ser adorado no templo de Jerusalém, ao passo que os samaritanos declaravam que Deus deveria ser adorado no templo situado no monte Gerizim. Pois Jesus, ao invés de atravessar o rio Jordão para seguir rumo a Galiléia, como faziam todos os toma o rumo direto, passando por aquela terra. Jesus dez isso, de certa forma, para mostrar que sempre é tempo de olhar para fora de nosso "arraial", é hora de olhar para fora" Jesus fez isso cruzando fronteiras políticas e religiosas. Com sua atitude de ir ao encontro dos samaritanos, deixou de lado sua origem, sua cultura pessoal, em prol do anúncio da salvação. Aliás, será que muitas vezes, nossas convicções não tem se transformado em barreiras para o anúncio do evangelho? Será que não deveríamos deixar de lado nossos "pré-conceitos" a fim de que o Espírito Santo tenha campo para agir? Jesus assim o fez porque Ele é a "água-via", é verdade, mas isto não nos isenta enquanto cristãos, da tarefa de anunciarmos "Cristo para Todos".
         A mais ou menos uns três anos atrás viemos a passeio até Canela. Acompanhados do sogro e da sogra, fomos até o Parque do Caracol. Ao caminharmos pelas trilhas, chegamos até as corredeiras da Cascata. Lá estavam um pai e sua filha, que deveria ter uns 9 anos! De repente, o pai puxou uma garrafinha de água mineral, e a encheu com aquela água da cascata., bebeu e ofereceu à filha dizendo: - Filha, esta é água pura, beba o que a natureza nos oferece! Tempos depois soubemos que aquela água não era nada pura, mas já tinha poluição em si, de tal forma que era prejudicial ao consumo. Em termos espirituais, que tipo de água as pessoas tem consumido hoje? Nosso povo tem andado sedento, e precisa receber da água pura, tem sede de Jesus Cristo. Por isso, querida congregação, é preciso é hora de olharmos para fora sim! É hora de nos concentrarmos não em coisas pequenas, secundárias, mas é hora de nos concentrarmos em estudar a palavra de Deus não só na igreja, mas nos lares. É hora de vivermos este evangelho no contato diário com as pessoas, independente do nível ou situação social em que estejam. É momento de olharmos para a grandeza da missão de Deus, tendo em vista que o tempo é curto para servirmos a Ele como seus instrumentos. Este tempo que vivemos é um tempo especial, é o tempo da graça concedido por Deus para que anunciemos as boas novas da salvação, como Jesus o fez pessoalmente com os samaritanos. Em seu amor, o Salvador Jesus nos convida a sermos seus parceiros na tarefa de anunciarmos a Ele mesmo,  a fonte de água viva. 
        Que o Senhos nos capacite para tanto. Amém.
Pastor Valdir Lopes Junior

ENCONTRO DE CONFIRMANDOS

Aconteceu hoje, dia 23/03/2014, o Encontro de Confirmandos de nossa Congregação.
O encontro aconteceu no Parque do Caracol, com início após o nosso culto e contou com a presença de confirmandos de todas as turmas. 
Entre as atividades do encontro, destaca-se a realização de uma gincana com tarefas variadas, almoço "salchipão", jogo de futebol, passeio no parque e descida da escadaria.

Dia Mundial da Água 2014

CULTO INFANTIL E ACAMPADENTRO DAS CRIANÇAS


No final de semana, dias 15 e 16/03/2014 aconteceu o culto infantil e o acampadentro das crianças.

Veja mais fotos em:
https://picasaweb.google.com/107816929161147700451/AcampadentroDoDEC

O DIABO NO CAMINHO DA CRUZ


O  DIABO  NO  CAMINHO  DA  CRUZ – Mt 4.1-11
               Deus te ama muito. Ele é a fonte da vida e, em seu amor, faz tudo para que você viva sempre com Ele aqui nesta vida, e depois da morte.
              Faz parte do amor de Deus o fato de Ele nos alertar e prevenir sobre o diabo que nos tenta e nos quer desviar de Deus e nos levar para junto de si. O diabo NÃO nos ama. Ele “ama” só a si mesmo, e todo o mal. A Bíblia o apresenta como leão, inimigo, homicida, tentador, satanás, maligno, acusador, pai da mentira, força espiritual do mal, Belzebú, príncipe deste mundo.
              Satanás  tentou Jesus para desviá-lo da morte de cruz onde pagaria todos os pecados. Ele se colocou no caminho da cruz e tentou obstruir o caminho colocando barricadas de tentações a fim de implodir o plano da salvação da humanidade. O diabo disse para Jesus oferecer pão terreno para a humanidade,  porque é isso que o povo quer. Propôs para que Jesus se jogasse de 300 metros de altura, do ponto mais alto do templo, em Jerusalém, para que o povo o aclamasse como grande herói que vem do céu. Também lhe propôs uma aliança, se o adorasse, em vez de morrer na cruz.
              Jesus desobstruiu o caminho com o poder da Palavra dizendo:” Está escrito: Não só de pão viverá o homem, mas de toda palavra que procede da boca de Deus”(Mt 4.3) e:”Não tentarás o Senhor teu Deus”(Mt 4.7), e ainda:”Ao Senhor teu Deus adorarás, e só a ele darás culto”(Mt 4.10).  Jesus venceu todas as tentações e, voluntariamente, se entregou à morte de cruz, pagando todos os pecados de toda a humanidade, e também venceu a morte ao ressuscitar. O diabo, a morte e o inferno estão vencidos. O caminho ao céu está aberto e Jesus convida:”Vinde a mim. Eu sou o caminho, a verdade e a vida”(Jo 14.6 ). Tem perdão para todos. Está consumado; tudo pronto. Este é o grande amor de Deus.
              Já que o diabo não conseguiu impedir a salvação, ele agora se coloca no caminho das pessoas para desviá-las de Jesus. Usa mil e uma tentações para tanto. Também o nosso velho homem (a carne), sócio de satanás, e as muitas falsas crenças nos tentam.
              Podemos vencer todas as tentações com a arma que Jesus usou, a saber, a Palavra de Deus que temos na Bíblia, dizendo: Está escrito.. O fato de termos a Bíblia é também a prova que Deus nos ama, e quer junto de si. Jesus já nos amou e continua amando a cada um de nós intercedendo por nós junto ao Pai, agora como nosso único Mediador e intercessor. Com Jesus podemos vencer todas as tentações. Assim, oramos:”Não nos deixes cair em tentação. Mas livra-nos do mal”. Amém.

                                                                                     Rodolfo Kirchhein

COMO O CRISTÃO SE PREPARA NA QUARESMA

Antigamente, as pessoas reservavam a quaresma para um período de meditação e cultos especiais. Neste sentido procurava-se evitar tudo o que pudesse atrapalhar esta devoção, usando o tempo de descanso e laser para meditação e oração, incluindo idas diárias a igreja para meditações quaresmais, mas também alguns preferiam fazer suas meditações em casa. Por volta dos anos 50 ainda se fazia sentir essa prática de forma palpável, por exemplo, em Porto Alegre as programações radiofônicas refletiam o tempo da paixão. Hoje vivemos tempos diferentes, mas mesmo assim cada cristão, cada família cristã, e cada congregação cristã deveriam lutar por encontrar tempo para a meditação e os cultos quaresmais.
Mas então, sobre o que meditar? Meditar na pessoa e obra de Jesus Cristo, o nosso Salvador! 
      Jesus veio cumprir tudo o que estava escrito a seu respeito: “Tomando consigo os doze, disse-lhes Jesus: Eis que subimos para Jerusalém, e vai cumprir-se ali tudo quanto está escrito por intermédio dos profetas, no tocante ao Filho do Homen”(Lc 18.31), e tudo, nos menores detalhes, foi cumprido por Jesus.
       Jesus chamou pessoas ao arrependimento e à fé: “Daí por diante, passou Jesus a pregar e a dizer: arrependei-vos, porque está próximo o reino dos céus” (Mt 4.17) e ainda “Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim”(Jo 14.6).
   Nossa razão humana não consegue compreender o sofrimento de Cristo. O Cristo crucificado é “escândalo para os judeus e loucura para os gentios”(1Co 1.23). Não aceitamos a solução que Deus encontrou para nossa miséria e pecaminosidade O amor de Deus é escândalo para nossa razão corrompida pelo pecado. Por isso quando chegamos à fé na graça de Cristo e somos conservados nesta fé isto é, ainda hoje, o maior milagre que acontece debaixo do céu. “Pois ninguém pode dizer Senhor Jesus, senão pelo Espírito Santo”(1Co 12.3), ou seja, não podemos confessar com fé, que reconhecemos Jesus como Salvador e vencedor do pecado, da morte e do poder de Satanás, senão pelo poder do Espírito Santo.
       Jesus humilhou-se profundamente: “Pois ele, subsistindo em forma de Deus, não julgou como usurpação o ser igual a Deu; antes, a si mesmo se esvaziou, assumindo a forma de servo, tornando-se em semelhança de homens; e, reconhecido em figura humana, a si mesmo se humilhou, tornando-se obediente até à morte e morte de cruz”(Fp 2.6-8), e toda esta humilhação foi por amor a nós: “Certamente, ele tomou sobre si as nossas enfermidades e as nossas dores levou sobre si; e nós o reputávamos por aflito, ferido de Deus e oprimido. Mas ele foi traspassado pelas nossas transgressões e moído pelas nossas iniquidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados”(Is 53.4-5).
        Jesus foi submisso ao Pai, conforme sua oração no Getsêmani: “Meu Pai, se possível, passe de mim este cálice! Todavia, não seja como eu quero, e sim como tu queres”(Mt 26.39).
      Mas, não haveria outro modo ou caminho para salvar a humanidade a não ser pelo amargo sofrer e morrer de Jesus Cristo? Não, não havia. O amor não anula a justiça. A lei precisou ser cumprida e a culpa precisou ser paga, para que Deus pudesse perdoar.  Então vieram os fariseus e os saldados, guiados por Judas para o prenderem. Por amor a toda humanidade, por amor a ti e a mim, Jesus entregou-se voluntariamente.
Agora pois, somos pela fé na graça de Cristo, filhos de Deus. Somos novas criaturas e templos do Espírito Santo. Temos alegria em servir a Cristo: “pois na tua lei está o meu prazer”(Sl 119.77). Vivemos em novidade de vida, pois “libertados da lei, estamos mortos para aquilo a que estávamos sujeito, de modo que servimos em novidade de espírito e não na caducidade da letra”(Rm 6.4). Isto se expressa ao nosso apego à Palavra de Deus e aos cultos, pelo orar sem cessar, bem como na luta diária contra o pecado: “Digo, porém: andai no Espírito e jamais satisfareis à concupiscência da carne - mas o fruto do Espírito é: amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão, domínio próprio. Contra estas coisas não há lei. E os que são de Cristo Jesus crucificaram a carne, com as suas paixões e concupiscências. Se vivemos no Espírito, andemos também no Espírito”(Gl 5.16 e 22-25). Se estamos sob o governo de Jesus Cristo, podemos ter a certeza que em seu reino impera a graça, o perdão dos pecados.

A Quaresma é um ótimo tempo para fortalecermos nossa intimidade com Deus e diminuir o apetite pelas coisas que não nos podem salvar, e nos concentrar naquele que é o centro da nossa fé: Jesus Cristo.
A Quaresma é um ótimo tempo para prometer servir a Deus verdadeiramente, e preparando-nos durante este período, para assim continuar servindo-o durante todo o restante do ano.

Fonte: Revista Teologia, a001n003 – adaptado.