"Mas agradeçamos a Deus, que nos dá a vitória por meio do nosso Senhor Jesus Cristo. I Co 15.57"

QUARESMA- TEMPO DE BÊNÇÃOS


          A Quaresma inicia com a quarta-feira de cinzas.  Cinzas para lembrar-nos que somos pó e cinza. O ser humano foi criado do pó, ao pó ele volta e do pó Deus o buscará por meio da ressurreição. São 40 dias lembrando os 40 dias do dilúvio onde Deus acabou com todas as criaturas iniciando uma nova criação.  São 40 anos que o povo da Israel andou pelo deserto e onde Deus fez morrer todos que se rebelaram contra ele e criou um novo povo.  São 40 dias em que Jesus estava no deserto sendo tentado por todas as formas, vencendo a tudo para iniciar o ministério e a obra específica da salvação.
          Jesus nos convida a estar com ele dizendo: “Eis que subimos a Jerusalém e vai cumprir-se ali tudo quanto está escrito por intermédio dos profetas, no tocante ao Filho do Homem....(Lc 18.31.   A paixão e morte e mesmo a ressurreição estavam no programa da salvação e |Jesus nos convida para estarmos bem junto a Ele, para, com Ele morrermos para o pecado e o mundo e ressuscitarmos para uma nova vida.
          Jesus até mesmo marca a hora do início dizendo:”É chegada a hora de ser glorificado o Filho do Homem. Em verdade em verdade vos digo: se o grão de trigo, caindo na terra, não morrer, fica ele só; mas, se morrer, produz muito fruto (Jo 12.23 e 24).  Em harmonia com o Pai ele diz: “ Pai, é chegada a hora; glorifica a teu Filho, para que o Filho te glorifique a ti”   (Jo 17. 1).    A maior glória de Jesus é ser o único Salvador e Mediador entre Deus e os homens. Nisso consiste a glória de Jesus, não em ser o grande fazedor de milagres de curas e ressurreições.  Pagar pecados  é somente com Jesus, ser  Salvador é com Ele.  Vencer a morte é honra que cabe somente a Ele. Esta glória não pode ser dado a ninguém mais.  Vamos assim, sempre glorificar a Jesus.
          Jesus á muito espontâneo e nunca fez nada forçado. Em João 10,17,18)Ele diz:” O Pai me ama, porque eu dou a minha vida para a reassumir. Ninguém a tira de mim; pelo contrário, eu espontaneamente a dou.  Tenho autoridade para a entregar e  também para a reassumir. Quanto amor, oh, quanto amor!  Amamos nós com espontaneidade, ou forçados por certas circunstâncias??  Sigamos a Jesus, também nisso.
          Almejamos a todos um abençoado tempo de Quaresma. 

                                                                    RODOLFO   KIRCHHEIN

HUMILDADE E GRATIDÃO



“A gratidão é o único tesouro dos humildes.” (William Shakespeare)
A frase de William Shakespeare aponta para uma verdade nua e crua do ser humano pecador. Em sua rebeldia contra Deus, palavras como humildade e gratidão passam longe de sua vida. A maior prova disto é o povo de Israel. Aquele povo escolhido por Deus teve que aprender a duras penas, a importância de tais palavras. Após o tempo de escravidão no Egito, que foi também um tempo de clamor a Deus para serem libertos da opressão, Deus os retira de lá. O caso é que a saída do povo, parece não ter sido assimilada por ele como uma bênção. Enfim, o próprio Deus se manifesta a respeito da atitude do povo dizendo: “Eu conheço este povo e sei que é muito teimoso.” (Ex 32.9) Ao olharmos a constante reclamação do povo de Israel pela falta de água (Ex 15.24,25), de comida (Exodo 16.2-3) Deus então lhes deu a água e também o maná e codornas para que se alimentassem. Após se fartarem, ainda ousaram reclamar daquele “pão vil”!
Moisés então faz questão de lembrá-los das bênçãos que Deus lhes deu: a terra prometida: “Vocês vão tomar posse da terra que o Senhor, nosso Deus está dando a vocês.” (Dt 26.1)  e ainda a liberdade da escravidão: “Com a sua força e com o seu poder ele fez milagres, maravilhas e coisas espantosas, e nos tirou do Egito, e nos trouxe até esta terra que nos deu, uma terra boa e rica.” (Dt 26.8-9)
Moisés lembra da liberdade que Deus concedeu ao seu povo. Não fora o povo quem se libertara sozinho. Não fora Moisés quem os libertou, foi o próprio Deus. E nós, será que lembramos da autoria de Deus nas bênçãos que diariamente recebemos?
 Neste tempo quaresmal Moisés nos faz lembrar das bênçãos que o Senhor nos concedeu, e do privilégio que temos de viver as mesmas. Como povo de Deus somos convidados a, com humildade e gratidão, lembrarmos-nos de tudo o que Deus fez, faz e ainda fará por nós. Em outras palavras, lembrarmos das bênçãos diárias e especialmente da liberdade do pecado que nos concedeu através do sacrifício de seu Filho Jesus Cristo. Em todos os aspectos o Senhor se encarrega de suprir nossas necessidades. Assim, nos resta dizer junto com Moisés: “Fique alegre por causa de todas as coisas boas que o Senhor deu a você e à sua família e faça uma festa com os levitas e com os estrangeiros que moram onde você vive.” (Dt 26.11) Que assim seja. Amém.
Com carinho, Pastor Valdir.

QUARESMA: TEMPO DE PREPARAÇÃO
Estamos vivendo o tempo de quaresma. Quaresma é um tempo de reflexão profunda. Um período de renovação, através de arrependimento, fé e disciplina cristã. Um tempo que culmina na Semana Santa, lembrando a paixão e morte do Senhor. Nada melhor do que olharmos neste período, para os profetas que trazem sua mensagem neste período quaresmal.
O profeta de hoje é o profeta Joel. A única menção a respeito da origem deste profeta está em Joel 1.1: “Palavra do Senhor que foi dirigida a Joel, filho de Petuel.” Joel, significa: “Yahweh é Deus”, ou “O Senhor é Deus!”. Este nome, Joel, pode indicar uma confissão de fé feita por parte dos pais da criança, como acontecera com o profeta Miquéias.
Sua mensagem dirige-se a Jerusalém e Judá. Suas referências à terra e à cidade sugerem que ele foi cidadão da Palestina meridional e provavelmente habitante de Jerusalém, pois demonstra um conhecimento completo do Templo, seus cultos e pessoal.
A grande mensagem de Joel, é que o “Dia do Senhor”, ou seja, o juízo final, está por vir! Por isso, é necessário que estejamos preparados.
O conselho dado por Joel é universal! Ele exorta a todas as pessoas: Reúnam todo o povo e mandem que eles se purifiquem. Que venham todos, velhos e crianças e até as criancinhas de peito! Que os recém-casados saiam de casa e venham ao Templo também! (Jl 2.16). Desde as criancinhas de colo até os mais idosos, casados ou solteiros, somos chamados  a virmos a presença de Deus neste tempo quaresmal. O profeta nos convida a vivermos este tempo de reflexão, arrependimento e santificação, na certeza de que Deus é quem nos converte, ou seja, pelo sacrifício de seu Filho Jesus Cristo, muda nosso destino, da condenação eterna, para a vida que não acaba, a vida eterna. Amém.
Venha participar de nossos cultos quaresmais, todas as quintas-feiras até a Páscoa conforme nosso calendário que você pode encontrar aqui no blog: http://celcrcanela.blogspot.com.br/p/calendario-de-atividades.html
Com carinho, Pastor Valdir. 

OBS.: Enfatizamos que estamos numa campanha de recadastramento em nossa congregação. Caso você não tenha recebido a ficha para preencher, faça contato conosco pelo 054-32821181 ou pelo e-mail: celcrcanela@gmail.com
Atualize seus dados junto a congregação!

LUZ PARA TODOS!



Este é o nome de um programa do governo federal que através de medidas públicas visa levar a energia elétrica à áreas remotas, cobrando um preço subsidiado pelo governo federal, estadual e distribuidoras. Na verdade é uma reformulação do programa “luz no campo”. Sem dúvidas é uma bela iniciativa. Por outro lado, a “luz para todos” tem se tornado cada vez mais onerosa para quem não desfruta destes benefícios. Nunca se falou tanto em luz como nos últimos tempos, especialmente por causa do aumento das contas de energia elétrica, que tem castigado o bolso das famílias brasileiras.
Neste domingo também lembramos da luz! Não uma luz qualquer, mas a luz que ilumina o mundo: Jesus Cristo.
O Salvador diante de Moisés, Elias e os discípulos, é transfigurado, ou seja, seu rosto brilha como o sol e suas vestes resplandecem como a luz! Ali, pôde-se contemplar um pouco da majestade divina e vislumbrar “um pedacinho do céu”! Através de Jesus, Deus apresenta um futuro promisso à humanidade pecadora. Pela fé em seu Filho Jesus, a luz, chegamos a salvação eterna, passamos da morte para a vida, do desespero para a felicidade.
Convém que todos nós, sigamos o conselho que o próprio Deus deu aos discípulos: “Este é o meu Filho, o meu eleito, a ele ouvi.” (Lc 9.35)
Ouvindo a Jesus, confiando nele e vivendo uma vida conforme seus ensinamentos, estaremos participando não do programa “luz para todos”, mas especialmente do programa de Deus: “Cristo para Todos”!
Que possamos viver esta perspectiva em mais uma Quaresma que se apresenta.
Com carinho, Pastor Valdir Lopes Junior.